“Aldrabão encartado”. Galamba atira-se ao professor que diz que planos do hidrogénio são “roubo” aos contribuintes

André Kosters / Lusa

O deputado do Partido Socialista (PS), João Galamba

A Estratégia Nacional para o Hidrogénio que foi aprovada pelo Governo merece duras críticas do professor universitário Clemente Pedro Nunes que considera que os contribuintes vão ser “roubados”. Palavras que merecem uma resposta enraivecida do secretário de Estado da Energia, João Galamba, que o acusa de ser “um aldrabão encartado”.

Galamba reage desta forma dura depois de uma entrevista de Clemente Pedro Nunes, professor do Instituto Superior Técnico (IST), na SIC Notícias, onde acusou o Governo de querer “dar mais dinheiro aos do mesmo” com a Estratégia Nacional para o Hidrogénio (ENH) que foi aprovada em Conselho de Ministros, na passada quinta-feira.

“Quem vai ser roubado são os contribuintes”, aponta na SIC Notícias o professor universitário que é um dos signatários do manifesto contra o hidrogénio que contesta a ENH e que tem como outros subscritores Mira Amaral e Abel Mateus, entre outros.

Clemente Pedro Nunes considera que a ENH vai absorver “uma parte significativa dos recursos” para financiar “projectos sem rentabilidade” com recurso a tecnologias que, “por não estarem ainda dominadas, só vão fazer subir custos de produção e preços no consumidor”.

Comparando o caso do hidrogénio com o da energia eólica, o professor universitário atesta que os beneficiados vão ser os “suspeitos do costume, entre os quais a EDP” que está envolvida num dos maiores projectos que integra a ENH e que deverá receber financiamentos públicos e europeus.

Clemente Pedro Nunes lembra, em declarações na SIC Notícias, que o Governo de José Sócrates aprovou tarifas subsidiadas para as energias renováveis que acabaram por sair caro aos consumidores, temendo que o mesmo ocorra com o hidrogénio.

Deste modo, recomenda, referindo-se directamente ao Secretário de Estado da Energia, que devia antes preocupar-se “em ter soluções que fossem eficazes sob o ponto de vista de emissões de CO2 [emissões poluentes], que é uma questão global”.

João Galamba usa o seu perfil do Twitter para criticar as posições de Clemente Pedro Nunes.

“Está um cavalheiro na SIC Notícias a falar do “lobby dos intermitentes”. Tradução: o lobby dos intermitentes é o mundo inteiro menos o cavalheiro que denuncia o lobby“, começa por notar João Galamba.

Mas respondendo aos comentários a esta publicação, o governante acaba por falar do professor universitário como “um aldrabão” e “um mentiroso do pior”.

Para que não restassem dúvidas, Galamba confirma a identidade do visado pelas suas declarações perante a pergunta de um utilizador do Twitter. “Chama-se Clemente Pedro Nunes e é um aldrabão encartado“, reforça.

O Governo aprovou em Conselho de Ministros, nesta quinta-feira, 30 de Julho, a ENH, prevendo um investimento privado entre os 7 mil milhões e os 9 mil milhões de euros até 2030.

A produção de hidrogénio deverá levar a uma “redução das importações de gás natural entre os 380 e os 740 milhões de euros“, segundo dados do Ministério do Ambiente.

O Governo prevê ainda que a sua estratégia leve à criação de entre 8.500 a 12 mil novos postos de trabalho directos e indirectos.

ZAP //

PARTILHAR

32 COMENTÁRIOS

  1. Sai um processo crime para quando o senhor galamba sair dos tachos… Nunca o artefacto por quem o jovem Narciso se enamorou foi tão apropriado como neste caso…

    • Este Gamba está a precisar é de um estoiro nas bentas. Como é que um País pode singrar quando um anormal destes é secretário de Estado? Deviam perguntar ao anormal o que é que ele dizia das célebres energias renováveis e das consequências que resultaram.

      • O meu primeiro impulso foi ser bem mais contundente e consentâneo com o estilo mal-educado e truculento do indivíduo em causa. Seria, afinal, o mais apropriado. E, nem sequer está em causa se a aposta no hidrogénio é boa ou má para o país. O que está em causa é a elevação (melhor dito, a falta dela) o nível (na verdade, a falta dele) e o conceito de debate livre, informado e plural e, num aspecto mais vasto, o conceito de democracia que este representante de todos nós (não por minha escolha, directa ou indirecta, é certo!) exibe!
        No entanto, é sempre melhor termos cuidado, porque “quem se mete com o PS leva!” e não vão eles “malhar” numa pessoa.
        O certo é que no PS (e no PSD também) – isto é, no centrão, é só fenómenos:
        – ele é os pedófilos;
        – ele é os furtadores de gravadores;
        – ele é os corruptos;
        – etc., etc., etc…

    • A esquerdalha transformou um País de corruptos num de miseráveis do mais excretáveis que se possa imaginar!
      Para ter hidrogénio livre da emissão de carbono só há uma forma, partir da produção de electricidade… ora tendo eu electricidade tenho que obter o hidrogénio por electrólise…e depois (o hidrogénio é um gás) tenho que o comprimir, consumo de energia, stockar o mesmo… transportar…vazar aqui e ali…o H2 é o elemento mais leve e a molécula mais pequena que há ..,fugas…Espera aí, este sr. não é o do Lítio??? Então em que ficas? Lítio ou H2??? Tu és é burro!!

  2. Será a melhor aposta o hidrogénio, quando a sua armazenagem é tão problemática (há exemplos de bombas de combustível a explodir em países lá fora..)? Vamos ver no que dá esse investimento. Também, é só o equivalente a mais um ou dois bancos.. ahah é pena é que haja pessoas como eu e você a pagar projetos de risco do estado :s

    • Dará certamente muitas fotocópias ao pulilo do Socas… o das Gambas…
      Que nojo de país com gente desta no comando…

  3. Conhecendo o o partido socialista como conheço desde 1998, vendo a história e os negócios que foram feitos só tenho que concluir uma coisa… O professor está certo, o hidrogênio vai ser um desastre para o contribuinte da forma como o estão a fazer, vai ter uma rentabilidade alta para a EDP e empresas que estão com o projeto, mas vai ficar bem caro aos portugueses… Isto não é preparar Portugal para o futuro, isto é sim endividar Portugal para as gerações futuras….

  4. Votar em corruptos? Não obrigado.

    O homem e a sua forma insaciável de crescimento económico, sem escrúpulos, subjuga o seu semelhante até ao limiar de nova época da escravatura, alegando, para tal, mil e uma mentira.

  5. Pois, eu tinha algumas dúvidas, mas depois de ler os argumentos do Galamba fiquei totalmente esclarecido.
    Não é comum depararmo-nos com tanta elevação, com argumentação tão bem sustentada, com argumentos tão racionais e claros. Este senhor mostrou que é digno da sua função e que tem perfeito conhecimento das obrigações dessa função. Este senhor mostrou como se governa um país desenvolvido. Um país onde as decisões são devidamente justificadas e fundamentadas, sendo também sujeitas ao contraditório, de onde saem fortalecidas numa ótpica racional e clarificadora.
    Os argumentos “um aldrabão”, “um mentiroso do pior”, “é um aldrabão encartado” serão porventura os argumentos mais claros e racionais que já vi. Deverão constar em todos os manuais e livros para evidenciar que o caminho definido pelo governo está correto.
    Finalmente o fim da demagogia e do autoritarismo!

  6. Como é que este merd@ encartado segue secretário de estado, não aceita qualquer tipo de contestação ou contraditório e insulta qualquer um que não diga sim.
    Onde andam as histéricas do bloco e os “contestatarios “ do pc. Vale tudo, nesta “democracia” social comunista.

    • Pois, cá está outro argumento fantástico.
      A juntar aos argumentos “um aldrabão”, “um mentiroso do pior”, “é um aldrabão encartado”, podemos juntar o argumento “Esta Direita imobilista é mesmo burra e analfabeta”.
      Quem tinha dúvidas acerca desta negociata à volta do hidrogénio, de certeza que entretanto já ficou esclarecido.

  7. E inegável que a entrevista do sr. prof do IST bem como as homilias do sr. entendido em tudo, José Gomes Ferreira, são de arrepiar pelo desconhecimento e, sobretudo pela mania da perseguição com base naquilo que se passou com as eólicas. Eu tive a pachorra de ouvir até ao fim o sr. prof engenheiro e só não entendi se ele trabalha para os lóbis do carvão, da biomassa ou para os do petróleos.
    Então os comentários que se seguem, todos eles encomendados, são de partir a moca.
    Para terminar apenas direi “andor violeta”

    • Pois, já que teve a pachorra de ouvir tudo com atenção até ao fim, será que nos podia esclarecer onde o tal professor está errado. Não é que o “Caramba” não o tenha feito já de forma muito clara, mas é sempre bom ver outros argumentos, para o caso de ainda haver alguém por esclarecer….

  8. Felizmente a EU vai acabar por travar alguma desta loucura.
    A aposta da Europa será mais para automóveis elétricos “tradicionais” (com baterias). Apesar de muitos fabricantes de automóveis Alemães estarem a fazer teste com o Hidrogénio, já se aperceberam que existe muito problemas com este tipo de combustível (produção, armazenamento, distribuição, etc.), pois a forma mais rentável é mais um vez ir ao Petróleo (e não usando água).
    Entretanto em Portugal o governo (que já deve ter uma noção disso) vai sacando o que puder e depois desculpa-se…

  9. Sem tomar partido por um ou o outro lado, é de lamentar a linguagem deste rapaz “secretário de estado” que, na verdade, nunca simpatizei com ele pela arrogância que normalmente demonstra e a sua atitude não foi de facto a melhor forma de esclarecer ou de se procurar chegar a um consenso acerca do hidrogénio e é isso que o país precisa saber e os responsáveis saberem o melhor caminho a tomar. Hidrogénio, uma energia com futuro e uma boa opção a seguir, ou hidrogénio sem futuro e mais uma forma de estoirar dinheiro que tanta falta faz noutras áreas? Sentem-se todas as partes ao redor de uma mesa e façam um debate sério e esclarecimento apartidário e de seguida assumam a medida mais adequada a tomar. Insultos e falta de diálogo nada esclarecem e nada resolvem.

    • Pois, dou-lhe toda a razão.
      Eu acrescentaria que é importante não só chegar a uma conclusão fundamentada acerca do potencial do hidrogénio, mas também é importante chegar a uma conclusão fundamentada acerca da viabilidade do que se pretende fazer, considerando os moldes e os termos dos projetos previstos. Isto é, o hidrogénio até pode ser uma tecnologia com futuro (a juntar a várias outras), mas os moldes do que se pretende fazer em Portugal serem desastrosos. Foi precisamente isto que se passou com a energia eólica e hidroelétrica. As tecnologias não têm nada de mal, o problema foi o modo como foram exploradas em Portugal (e como isso serviu para explorarem os portugueses).

  10. Este tipo, ainda não reparou que não passa de um otario a servir de testa de ferro para execução de negócios menos claros ?
    Disse Costa,
    ” Pedra de arremesso para armar confusão”.
    O ridículo das prestações na A R.
    Lítio
    Hidrogênio
    Que ligação ao grupo de Macau?

  11. Este corruptão não tem um pingo de vergonha. Se há personagem no governo que mostra estar lá para o gamanço descarado, para galambadas, é este artista. Que nojo lhe tenho.

  12. Mais uma vez este rapazinho arrogante vem chamar de mentiroso a quem demonstra a verdade por detrás do ENH. Ele que tão mal se portou quando era um simples membro do parlamento, depois calou-se quando o padrinho lhe deu um tacho. Contudo quando encontra algum obstáculo que lhe faz frente e lhe entrava os seus objectivos mais próximos do capital, fica furibundo e perde as estribeiras. Típico de quem não tem argumentos e usa a arrogancia para impor os seus ditames.
    Alguém tem dúvidas sobre o que a EDP, mais uma vez, vai arrecadar?
    É óbvio que os manobradores dentro do sistema é que se irão aproveitar em proveito próprio com este novo pote de €9 MMi.
    Se não for a UE, não sei quem poderá deter estes gulosos que depois irão dizer que o povo é que tem que pagar, pelos seus devaneios.
    Pobre país que tais filhos tens. Se não desaparecer entretanto, quem poderá vir tomar conta desta desgraça de país hipotecado até às orelhas? Talvez concessionando o país a algum estrangeiro (Chinês para ter bases no Atlântico Norte?).

  13. Os fundos da UE para o TVG esfumaram-se, ficaremos sem ligação ferroviária à Europa por mais uns anos
    pela actual linha os comboios espanhóis já cá não voltam.
    Os fundos/milhões, exclusivos para o Hidrogénio se não forem utilizados, continuaremos na cepa torta com
    petróleo e carvão etc e os fundos se esfumam.
    Com estes velhos do Restelo direita retrógada mas ao mesmo tempo a quererem ser eles os PAIS das obras.
    As eólicas servem o País ou não?
    Os preços da energia é outra história, vamos ver o que vai dar a investigação e quem foi o pai desse monstro, como Pai do monstro da função pública foi bem esclarecido por Miguel Cadilhe.

  14. Torna-se frustrante para mim, demasiado frustrante sequer debater estas situações. Num país onde se pagam demasiados impostos, onde as regalias são nenhumas, brincarem com o dinheiro dos contribuintes, daqueles que criam a riqueza do país, daqueles que geram o PIB, é revoltante.

  15. A sociedade portuguesa está, desde há muito, perpassada de um ónus, o do “sebastianismo”, ou o da visão única.
    “A questão é…”
    “O culpado é…”
    “A solução é…”
    A problemática energética não se pode abordar com soluções únicas.
    Erra o Governo ao pôr os ovos sempre no mesmo saco. A opção energética tem de ser multifacetada.
    A escolha do hidrogénio é correta do ponto de vista cientifico e técnico e não é mais complicada que a utilização de GPL (gases de petróleo liquefeitos) ou GNL (gás natural liquefeito).
    No panorama actual teria a vantagem de:
    – poder utilizar energia elétrica que é oferecida a Espanha, nos períodos em que não há consumo;
    – diminuir as rendas pagas às centrais que estão em standby.
    No entanto, fazer essa opção desintegrada de outras vertentes como seja a interligação elétrica com a Europa (não interessa a Espanha pois o MIBEL é-lhes vantajoso ao receber energia de Portugal quase de borla) ou, eventualmente, o norte de África, é desajustada.
    Como no sector está tudo cheio de lobbies não sei a quais pertence este ou aquele mas, de facto, apresenta-se uma situação para o consumidor e/ou o contribuinte terem de suportar futuras consequências da visão desintegrada.
    No caso da notícia, além da deselegância e falta de argumentos, o sr. secretário de Estado tem muito menos formação cientifica que o outro, independentemente de qualquer interesse escondido do professor.
    A opção pela descarbonização da sociedade é correcta mas não pode ser feita a qualquer custo.
    Como outro técnico do sector já o disse porque não começar com um projecto piloto à escala natural para evidenciar todas as vantagens e desvantagens?
    Ahhh, pois, precisamos é de umas obras grandes para fazer mexer as empresas de construção civil, também…

  16. O secretário de estado, João Galamba, tem, pelo menos, a coragem de dizer , alto e bom som, que o senhor Clemente Pedro Nunes é um aldrabão encartado.
    Não está com rodriguinhos: “clemente pedro nunes é um aldrabão encartado”
    Eu sempre gostei de gente assim: falam grosso e mijam direito.

RESPONDER

O Bosão de Higgs foi apanhado a fazer algo inesperado

Uma equipa de cientistas do Laboratório Europeu de Física de Partículas (CERN) observou o Bosão de Higgs, a fazer algo inesperado: à medida que caía, esta parecia decompor-se numa combinação inesperada de partículas. De acordo com …

Feitos de estrelas. Os nossos ossos são compostos por estrelas que explodiram

Uma nova investigação concluiu que metade do cálcio do nosso Universo é oriundo de uma supernova rica em cálcio, que explodiu há milhões de anos. O novo estudo, cujos resultados foram esta semana publicados na revista …

"Monarquia criminosa". Parlamento declara Catalunha republicana e não reconhece o rei

O Parlamento catalão aprovou esta sexta-feira uma resolução na qual declara que “a Catalunha é republicana e, portanto, não reconhece nem quer ter um rei”, rotulando a monarquia de “criminosa”. A resolução foi aprovada em sessão …

Novo método deteta metais tóxicos em alimentos e água em apenas algumas horas

Uma equipa de cientistas da Universidade de Joanesburgo, na África do Sul, desenvolveu um método sensível para detetar níveis perigosos de metais pesados em alguns alimentos e água. Os vestígios de metais como chumbo (Pb), arsénico …

Meghan Markle vence primeira batalha judicial contra jornal britânico

A Duquesa de Sussex conseguiu que o Tribunal Superior de Londres optasse por manter anónima a identidade das suas cinco amigas, como parte da ação legal que está a ser levada a cabo. O 39º aniversário …

Cientistas obrigados a rebatizar dezenas de genes humanos. A culpa é do Excel

Só no ano passado, os cientistas viram-se obrigados a mudar os nomes de 27 genes humanos por causa de um erro de leitura do Microsoft Excel. Tal como explica o portal The Verge, que avança …

"Vai continuar a queimar". Covid-19 é mais parecida com um fogo florestal do que com ondas e picos

Com o surgimento do novo coronavírus no mundo, vários especialistas previam que este iria surgir em ondas e picos. Agora a visão de futuro é outra e os especialistas dizem que a pandemia se compara …

Mudanças climáticas podem vir a causar mais mortes do que a covid-19, alerta Bill Gates

  As mudanças climáticas podem custar muito mais vidas nas próximas décadas do que a pandemia do novo coronavírus (covid-19). O alerta é do co-fundador da Microsoft, Bill Gates, que, através de uma reflexão no seu …

Descoberta a primeira disrupção gigante nas nuvens de Vénus

Uma equipa internacional de cientistas, que incluiu um investigador do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), descobriu a "primeira disrupção gigante" nas nuvens de Vénus que tem fustigado as zonas profundas da atmosfera …

TVI aposta em estúdio a Norte. Nuno Santos quer Informação mais ao estilo da SIC Notícias do que da CMTV

O diretor-geral da TVI, Nuno Santos, afirmou, em entrevista ao jornal Público, que a estação de Queluz de Baixo vai apostar num estúdio no Norte, revelando ainda que pretende mudar a Informação do canal mais …