Al Gore no Porto: Trump é “louco” e os britânicos são “cobardes”

Na conferência da Climate Change Leadership, que decorreu esta quinta-feira na Alfândega, apresentou-se como ativista do clima. Al Gore veio ao Porto em nome do ambiente, mas não resistiu a comentar a política.

A meio da intervenção – quando falava sobre a crise dos refugiados na Europa – o ex-vice-presidente dos Estados Unidos e Prémio Nobel não resistiu e criticou os decisores britânicos, refere a TSF. Chamou-lhes “cobardes” por não permitirem um segundo referendo do Brexit.

De seguida e falando em Donald Trump, Al Gore diz que o atual inquilino da Casa Branca é “louco” e instável. A plateia respondeu com aplausos e o ex-governante retomou o tema que o trouxe ao Porto: as alterações climáticas.

Começou com um alerta. “Nós quadruplicámos a população humana em menos de cem anos e isso até pode não ser uma coisa muito má, mas quando passa a haver quatro vezes mais pessoas na Terra, equipadas com tecnologias que são milhares de vezes mais poderosas do que no tempo dos nossos avós… Isso altera de forma drástica a relação entre a espécie humana e o sistema ecológico da Terra.”

Depois de Barack Obama no ano passado, Al Gore foi o convidado especial da cimeira internacional do clima, este ano dedicada à indústria do vinho. Falando sobre o setor em geral, e da região em particular, o ativista elogiou os negócios que escapam à lógica das grandes empresas.

“Uma das coisas que tenho notado é que as empresas familiares, muitas vezes, têm uma perspetiva a longo prazo. Talvez seja essa a razão pela qual estas empresas estão mais sensíveis e levam em conta as questões da sustentabilidade.”

Al Gore falou das preocupações e os alertas que tem manifestado há vários anos, desde que abandonou a política e chamou a atenção para os impactos do aquecimento global. Deixou elogios a Portugal por apostar em energias renováveis, dando alguns exemplos de projetos nacionais.

Portugal é um destino que o prémio Nobel da Paz diz já ter visitado muitas vezes, mas o Porto foi uma estreia que, garante, vale a pena repetir.

EUA vão continuar no Acordo de Paris

O ex-vice-Presidente norte-americano Al Gore mostrou-se convicto de que os EUA vão manter-se no Acordo de Paris, pois apenas podem retirar-se “no dia a seguir às próximas eleições”.

“Nos EUA temos um Presidente instável. Não lhe quero dar mais oxigénio, mas muitos não sabem que, de acordo com lei dos EUA e a lei internacional, o mais cedo que os EUA se podem retirar do Acordo de Paris é o dia seguinte ao das próximas eleições. E se houver um novo presidente?”, questionou.

Al Gore notou que um novo Presidente dos EUA “demorará 30 dias” a tomar posse e isso significa que o país estará “novamente dentro do acordo” que vincula vários países a uma agenda comum contra as alterações climáticas.

Al Gore notou que, apesar da decisão de Donald Trump de se retirar do Acordo de Paris, “vários estados” norte-americanos “estão a avançar mesmo sem o governo federal”. Al Gore citou o exemplo da Califórnia e a meta de 100% de energias renováveis.

Combater alterações climáticas é “escolher o certo”

Al Gore defendeu que combater as alterações climáticas é “escolher o que está certo”, desafiando todos a assumirem que o futuro da humanidade depende da “coragem” para preservar o clima “agora”.

“O fim do apartheid, da discriminação, do racismo – todos estes grandes movimentos enfrentaram vários nãos até alguém dizer que se trata de uma escolha entre o certo e o errado. Temos de escolher o que está certo. Temos de reconhecer que a verdade do futuro que vai ser enfrentado pelos nossos filhos e netos depende do que tivermos agora a coragem de fazer. Queremos deixar a Terra como um caixote do lixo ou ouvir os cientistas e fazer algo?”, questionou.

Al Gore admitiu estar “furioso” algumas vezes, alertando que as pessoas “precisam de ouvir a verdade” e “podem mudar”, perante “a resposta patética dos governos” ao problema e o facto de alguns subsidiarem a produção de energias fósseis.

Após mostrar vários “cenários apocalípticos” de cheias, chuvas intensas, secas extremas ou dias de calor fora do vulgar, Al Gore pediu para todos impedirem que tais imagens se transformem “no novo normal”.

O Prémio Nobel admitiu que estão a ser dados passos positivos em todo o mundo para combater as mudanças climáticas e proteger o planeta, mas alertou que “as grandes mudanças só vão acontecer” quando os governos deixarem de subsidiar a produção de energias fósseis.

“Não podemos depender de mudanças individuais. As grandes mudanças só vão acontecer quando mudarmos as políticas. Estamos num momento invulgar de atividade política a uma escala revolucionária”, observou.

“Os ativistas de base, por vezes, dão-nos a impressão de que são estranhos, mas são eles que motivam as mudanças. Está na altura de darmos alguns recursos a estes ativistas de base. Está na altura de alguns de nós sairmos para a rua. Agora é o momento”, avisou.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Era bom repetirem-se referendos e eleições até os resultados fossem do nosso agrado.
    Quanto é que esse senhor veio cá receber?

  2. Outro vermelho a tentar “dar a volta aos estupidos” os vermelhos so sabem insultar quem discorda deles. E uma coisa impressionante eles sao todos assim. As tretas do climasao para consumo de estupido. eles ao insistirem nestas aldrabices estao sempre a fecturar! Os novos NAZIS! estao ai. Insultam tudo e todos!

  3. e o caro é um mentiroso compulsivo para além de cinico e hipocrita.

    já agora veio de jato particular?
    e as mega mansões que detém, como é a tal de pegada ecológica que tanto gosta que os outros cumpram de preferência a encher-lhe o bolso e ele e a sua gentinha se ‘esquece’.

  4. O Al Gore é esperto. Com afirmações como “O Ártico em 2014 já terá todo derretido”, passou de uma conta bancária com 2 milhoes em 2000, para uma conta com 200 milhoes de dólares em 2019.
    Existe muito dinheiro em taxar tudo o que tenha carbono como sobre-taxas sobre combustiveis

  5. Lamentável que este demagogo, que faz uma fortuna, com esquemas, como o aquecimento global tenha audiência que o apoiam.Louco e cobarde é ele, que vende uma mentira e mistura tudo, de clima a política de neoliberais fascistas. Enfim…

RESPONDER

Centeno deixa aviso à Zona Euro. Futuro da UE depende da resposta que der à pandemia

Mário Centeno escreveu aos ministros das Finanças da Zona Euro para os alertar que o futuro da União Europeia depende da forma como conseguir lidar com a crise económica devida à pandemia de Covid-19. Uma …

Governo quer desempregados e trabalhadores em lay-off a reforçar lares e hospitais

O Governo criou uma medida de Apoio ao Reforço de Emergência de Equipamentos Sociais e de Saúde com o objetivo de apoiar as entidades do setor social e solidário. De acordo com o ECO, o Governo …

Recibos verdes podem pedir apoio a partir desta quarta-feira. Será pago ainda este mês

O apoio por quebra de atividade destina-se a trabalhadores independentes que nos últimos 12 meses tenham tido obrigação contributiva em pelo menos 3 meses consecutivos. O formulário para os trabalhadores independentes pedirem apoio por redução de …

"Este mês é perigosíssimo!" Costa avisa que "não podem ir à terra" na Páscoa

"As pessoas não podem ir à terra!" O alerta é de António Costa que avisa que este mês de Abril "é perigosíssimo" por causa da Páscoa. O primeiro-ministro recomenda também aos emigrantes que não venham …

13% dos casos de covid-19 em Portugal são profissionais de saúde. Há 10 médicos nos cuidados intensivos

Um em cada oito infetados com o novo coronavírus em Portugal é profissional de saúde. O número de médicos, enfermeiros, auxiliares e outros trabalhadores de hospitais e centros de saúde que estão contagiados não pára …

Curva em Itália parece estar a aplanar. Confirmado primeiro caso num campo de refugiados grego

A Itália registou mais 4.053 casos positivos e mais 837 mortes em 24 horas, valores semelhantes aos de segunda-feira e que sugerem que a curva da covid-19 parede estar a estabilizar. De acordo com o Observador, …

Há mais de 8 mil infetados e 187 mortes por covid-19 em Portugal

Há mais 27 mortes em relação a terça-feira, aumentando o número total de óbitos para 87. O número de casos confirmados em Portugal já ascende as 8 mil pessoas. O boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da …

Há falhas no sistema que regista casos de covid-19. A "esmagadora maioria" não vai ser contabilizada

O sistema que regista os casos de covid-19 em Portugal é "um pesadelo burocrático", denunciam os infecciologistas. A "esmagadora maioria" dos casos vai acabar por não ser notificada, acrescentam. O problema tornou-se público quando a Direção-Geral …

Mais de 3600 empresas já pediram acesso ao lay-off simplificado

O Governo já recebeu 3600 pedidos de empresas para aderirem ao regime lay-off lançado na semana passada, disse, esta terça-feira, a ministra do Trabalho e da Segurança Social. Ana Mendes Godinho, que falava aos jornalistas no …

Em tempos de crise, os emprestados podem ser a solução do Benfica

Bruno Varela, Cristián Lema, Filip Krovinovic, Gedson Fernandes e Diogo Gonçalves são hipóteses que Bruno Lage tem a seu dispor para regressar dos empréstimos. A suspensão das competições desportivas deixa muitos clubes entre a espada e …