/

Donald Trump confirma saída dos EUA do Acordo de Paris

26

O Presidente norte-americano, Donald Trump, confirmou hoje a saída dos Estados Unidos do Acordo de Paris relativo às alterações climáticas e que está preparado para negociar um novo tratado.

O Acordo de Paris “é um exemplo desvantajoso para os Estados Unidos“, disse o presidente norte-americano, Donald Trump, que considerou o tratado como sendo pouco exigente para com a China e a Índia.

Não vejo nada que se possa atravessar no nosso caminho” para relançar a economia norte-americana, disse Trump, que acrescentou estar pronto para negociar um novo acordo sobre o clima “em termos justos para os Estados Unidos”.

A comunicação de Donald Trump, nos jardins da Casa Branca, em Washington, estava marcada para as 20:00 (Lisboa), mas foi atrasada devido a um ataque a um hotel-casino em Manila, que provocou dezenas de feridos.

Em reação ao anúncio da saída dos Estados Unidos do Acordo de Paris, o ex-presidente norte-americano Barack Obama acusou Trump de “rejeitar o futuro”.

Em setembro de 2015, em Paris, representantes de 195 países, entre os quais os EUA, estiveram presentes na COP21, 21ª Conferência das Partes das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, e aprovaram um acordo para combater as alterações climáticas.

O objetivo do acordo é reduzir as emissões de gases de efeito de estufa, principais responsáveis pelas mudanças do clima que levaram à ocorrência mais frequente de fenómenos extremos, como ondas de calor, secas ou cheias, e a elevação do nível do mar.

  ZAP // Lusa

26 Comments

  1. Há legislação internacional para impor sanções comerciais a paises que não respeitem a convenção para conservação do ambiente. É só aplicar. Os USA não são mais que os outros.

    • Pois… “Os USA não são mais que os outros.” Pois… O pior é que são mesmo! Depois de acabar a super potência que os regrava (A União Soviética) não há quem os controle. Eles não invadiram o Iraque contra a vontade de quase todo o Mundo? Eles fazem o querem e nós nada podemos fazer. “sanções comerciais”… Isso é que era bom! Ai de quem o faça! É logo invadido!

    • Era bom era… Ele, para fazer a America grande outra vez (deve referir-se pela altura da Guerra Fria) atropela tudo e todos!… Até os americanos!

  2. A presidencia dos Estados Unidos nunca me despertou particular interesse. Nós cá e eles lá, desde que não chateiem. O pior é que esses abelhudos têm a mania que a razão da nossa existencia é para servir os interesses deles.

  3. Olha Madalena ! Se pensares em visitar os estados unidos, agora estás «frita» não te passam o visto. Vão cuscar a tua conta do Facebook e és escumungada. Eu, então não se fala, se me apanhassem lá, condenavam-me a uns oitenta anos de cadeira elétrica 🙂

    • Qual visto? Ir aos EUA é só submeter um formulário online, pagar a taxa, e tipicamente o pedido é aprovado imediatamente, e a aprovação é válida por 2 anos sem necessidade de novo pedido. Portugal faz parte do programa de isenção de vistos dos EUA (ESTA).

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.