Aguiar-Branco “ganhou um milhão” na concessão dos transportes do Porto

*Bloco / Flickr

Catarina Martins, líder do Bloco de Esquerda

Catarina Martins, líder do Bloco de Esquerda

O candidato número dois do BE pelo Porto, José Soeiro, acusou este sábado o ministro da Defesa Aguiar-Branco de ter lucrado, através do escritório de advogados de que é sócio maioritário, um milhão de euros com a subconcessão dos transportes do Porto.

José Soeiro discursava no comício da Praça dos Poveiros, no Porto, apelidando da “maior vigarice” a “concessão vergonhosa da STCP e da Metro do Porto”, cujo “autor do crime é o secretário de Estado Sérgio Monteiro, o ‘bota de ouro’ das parcerias público-privadas no tempo do Governo do PS”, em alusão ao facto de ter trabalhado na Caixa Geral de Depósitos.

“No Porto, Aguiar-Branco é a cara deste processo de concessão dos transportes do Metro e da STCP contra a opinião dos utentes, contra a opinião dos autarcas das várias cores que existem, mas ele é também sócio maioritário do escritório de advogados que ganhou um milhão de euros em pareceres e consultadorias feitas à Metro do Porto”, disse.

Também primeiro-ministro não saiu ileso das críticas do candidato do BE, acusando Passos Coelho de estar “em fuga, fechado em salões, em conferências depois de ter sido arrasado em três debates seguidos pelas três mulheres mais competentes que se apresentaram nesta campanha”.

“Catarina Martins, que arrasou Passos Coelho no debate da televisão, a mulher de cor-de-rosa da berma da estrada que arrasou Passos Coelho no diálogo que teve e a mulher do Minho que quando Passos Coelho lhe falou dos estágios disse e deu nome que toda a gente já percebeu que é aquilo que ele é mas que é no Minho que se diz: és um aldrabão“, disse.

Recordando que José Pedro Aguiar-Branco é o ministro da Defesa mas também o cabeça de lista no distrito do Porto da coligação Portugal à Frente (PSD/CDS-PP), o deputado bloquista ironizou, dizendo que também é “naturalmente um exemplo de empreendedorismo e um advogado de sucesso”.

“Se querem um exemplo do que é que é a promiscuidade, a pouca vergonha, os interesses olhemos para o Porto e para a concessão dos nossos transportes públicos. O que está a acontecer no distrito é um assalto feito por gente fina e contra esse assalto nós temos a obrigação de usar todos os meios que temos ao nosso dispor”, criticou.

Segundo Soeiro, “o trabalho foi tão bem feito que o Governo PSD/CDS quando tomou posse decidiu convidar o ‘bota de ouro’ das PPP para secretário de Estado dos Transportes e o ‘bota de ouro’ das PPP transformou-se então no campeão das privatizações”.

“Vimos também Paulo Portas a entrar numa espécie de máquina do tempo para falar das mulheres como se ainda estivéssemos no século passado e como se elas fossem umas flores para pagar as contas à hora certa e cuidar das crianças e dos idosos”, respondeu ainda o bloquista às declarações que o vice-primeiro-ministro fez sobre as mulheres.

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Já há criminoso sem ter sido julgado muito menos investigado!? Só agora? Em campanha vale tudo? Ou depois da campanha pede formalmente desculpa se calhar até ajoelha e passa impune? Espero que a justiça faça o que tem a fazer no âmbito dos seus poderes. Doa a quem doer.

RESPONDER

Astrónomos provam que há água "presa" na poeira interestelar

As partículas de poeira no Espaço estão cobertas de gelo. Esta descoberta facilita as tentativas futuras de identificar a estrutura e composição da poeira em diferentes ambientes astrofísicos. O meio interestelar é composto por gás e …

Rochas antigas de Vénus apontam para origem vulcânica

Uma equipa internacional de investigadores descobriu que alguns dos terrenos mais antigos de Vénus, conhecidos como "tesserae", têm camadas que parecem consistentes com atividade vulcânica. A descoberta pode fornecer informações sobre a enigmática história geológica …

Na África do Sul, há uma associação entre violência sexual e gravidez indesejada

Na África do Sul, as meninas que sofreram violência sexual têm maior probabilidade de relatar uma gravidez indesejada em comparação com aquelas que nunca sofreram violência sexual. Na África do Sul, a taxa de gravidez na …

Hackers russos associados ao ataque em hospital alemão que resultou na morte de uma paciente

O ataque informático num hospital alemão na semana passada, que resultou na morte de uma paciente em estado crítico, pode ter sido causado por um grupo russo com ligações ao crime cibernético. A informação é …

Paços 0-2 Sporting | “Leão” competente estreia-se com triunfo

Após o adiamento do jogo da primeira jornada ante o Gil Vicente, devido a vários casos de Covid-19 nas duas equipas, o Sporting estreou-se na Liga NOS 2020/21 e não vacilou. Na visita ao Paços de …

Medicamentos para a tensão arterial diminuem mortalidade em doentes com covid-19

Um estudo de meta-análise concluiu que medicamentos para a tensão arterial, ao contrário do que se pensava, reduzem a mortalidade em pacientes com covid-19. No início da pandemia, havia a preocupação de que certos medicamentos para …

A ilha mais povoada do Hawai pode perder 40% das suas praias até 2050

A subida do nível das águas do mar pode fazer com que a ilha mais povoada do Havai perca 40% das suas praias, alerta uma nova investigação. Em causa está a ilha de Oahu, a …

Pela primeira vez em 10 anos, a Wikipédia vai mudar de aparência

A icónica Wikipédia vai, pela primeira vez em 10 anos, ser modificada para tornar o site mais acessível - e menos "assustador" - para novos utilizadores. A Wikipédia tem sido parte integrante da cultura da web …

Encontrados medicamentos ilegais em suplementos para o cérebro

Cientistas encontraram medicamentos ilegais, não aprovados nos Estados Unidos, em suplementos que alegadamente melhoram o desempenho cognitivo. Clareza mental, criatividade aprimorada e uma memória extremamente nítida são algumas das promessas feitas a quem compra suplementos de …

Voluntários oferecem-se para cumprir pena de jovem acusado de blasfémia

Num ato de solidariedade, 120 voluntários pediram para cumprir a pena de um jovem nigeriano condenado a 12 anos de prisão por blasfémia. Entre os voluntários está o diretor do Memorial de Auschwitz. Ao todo, 120 …