Agricultores exigem Plano Nacional de Emergência para combater a seca

O presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal, Eduardo Oliveira e Sousa, considera que a agricultura no país atravessa uma catástrofe devido à seca que se faz sentir em todo o território nacional.

Em entrevista à TSF, Eduardo Oliveira e Sousa defendeu um Plano Nacional de Emergência comum a vários ministérios, com medidas a curto, médio e longo prazo, coordenado pelo primeiro-ministro.

O presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) classificou a situação de seca atual como “gravíssima” e “extraordinária”, já depois de o INE ter indicado que a redução da área de cultivo de cereais de inverno atingiu um mínimo histórico – a menor área dos últimos 100 anos, ou seja, desde que existem registos.

Esta redução é a consequência de um mês de janeiro quente e seco, tendo havido uma diminuição generalizada das áreas semeadas de cereais de inverno, pelo quinto ano consecutivo, com um recorde histórico de 121 mil hectares.

Assim, e salientando que esta é apenas uma das muitas consequências da seca, Eduardo Oliveira e Sousa exige medidas como ajudas específicas à manutenção de animais e a simplificação das regras da Política Agrícola Comum. O responsável pede ainda que o Governo sensibilize Bruxelas para libertar verbas para ajudas extraordinárias.

Oliveira e Sousa refere que o país está a definhar, não só na agricultura, mas também na pecuária.

Questionado pela Lusa sobre se o Governo estaria disposto a avançar com um Plano de Emergência Nacional, o ministério da Agricultura lembrou que têm sido adotadas várias medidas no âmbito da situação de seca que o país atravessa como por exemplo a criação de uma linha crédito, de um Plano Nacional de Regadios e de um Plano de Prevenção, Monitorização e Contingência para Situações de Seca.

Na nota, o ministério de Capoulas Santos realça também que o Governo abriu diversos concursos para investimentos específicos em captação, distribuição e armazenamento de água nas explorações agrícolas onde a escassez de água compromete o maneio do efetivo pecuário.

O Governo recorda também na nota enviada à Lusa que o “esforço para obter apoios estendeu-se a Bruxelas, onde foi obtida autorização para a utilização das áreas de pousio para pastoreio, visando assegurar a alimentação do gado.

Foi também criada uma linha de crédito garantida, no valor de 5 milhões de euros, colocada à disposição dos produtores pecuários.

O ministério da Agricultura colocou também cinco mil toneladas de ração à disposição dos produtores pecuários que se situam nas regiões afetadas pelos incêndios e pela seca e 102 toneladas de açúcar para alimentar abelhas.

Na semana passada, Capoulas Santos adotou mais medidas entre as quais a isenção de penalização dos agricultores que tenham visto o seu efetivo animal reduzido na sequência da seca e dos incêndios em 2017.

Bombeiros levam água às aldeias de Bragança em seca no inverno

Só este mês os bombeiros de Bragança já registaram oito deslocações para levar água às populações carenciadas. “Fizemos 36 abastecimento em dezembro, 11 em janeiro e fevereiro”, enumerou o comandante José Fernandes cita a Renascença.

Até agora, a situação mais preocupante é a de Quintas do Vilar. A aldeia recebeu, ainda na segunda-feira, um autotanque, mas prevê-se que volte a necessitar de ser abastecida nos próximos dias.

Caso não venha a chover, o comandante dos Bombeiros de Bragança prevê um cenário ainda mais preocupante para aquela aldeia, apesar de não ser a única em dificuldades. “Podemos dizer que a Quintas do Vilar é um caso crónico. Há muito tempo que não chove, não há reservas, a água cada vez é menos e as dificuldades estão a aumentar. Vamos esperar que chova agora no fim do inverno e princípio da primavera, senão as condições podem-se complicar”.

Janeiro foi o décimo mês consecutivo com chuva inferior ao normal. A 31 de janeiro de 2018, 56% do país estava em seca severa, 40% em seca moderada e 4% em seca fraca.

Dados preliminares do IPMA apontam para uma ligeira melhoria na região do Gerês, mas o restante território está em situação de seca.

A chuva que o início de março trará, prevê-se insuficiente para repor os níveis.

“A região Sul, aquela onde a situação de seca é mais grave, vai ter alguma precipitação nas próximas duas semanas. Será suficiente para compensar a 10 meses? Creio que não”, indicou a meteorologista Ângela Lourenço à TSF.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. A foto deste artigo diz tudo: Um agricultor a jogar pesticidas na monocultura e atrás do campo uma grande área de EUCALIPTO ! E depois querem reclamar da seca! Hahahaha !!! A minha proposta como Eng.º agrónomo é: 1) proibir plantar eucalipto no pais inteiro e substituir por árvores nativas que provocam chuva e guardam a água no subsolo e 2) mudar a agricultura nacional para produção ecológica/biológica com aplicação de mulch sem lavrar desnecessariamente (evitar evaporação da umidade). Existe mercado para isso e a natureza castigada do país vai agradecer.

RESPONDER

Dono do carro onde seguia Angélico condenado a dois anos de pena suspensa

O dono de um stand da Póvoa de Varzim e a sua ex-mulher foram, esta sexta-feira, condenados a dois anos de prisão, com pena suspensa. Em causa está a falsificação do contrato de compra e venda …

Mais de 500 mulheres assassinadas em Portugal nos últimos 15 anos

Mais de 500 mulheres foram assassinadas nos últimos 15 anos em contexto de relações de intimidade em Portugal, e só neste ano já morreram 28, algumas baleadas, outras estranguladas ou espancadas, a maioria vítima de …

Paulo Macedo diz que a CGD não vai ser "uma nêspera"

O presidente da CGD considera que há a expectativa de o banco público ficar "sossegado", mas que a sua equipa não é paga para "ficar a ver navios" e quer pagar o capital injetado pelo …

Foo Fighters são a primeira confirmação do Rock in Rio Lisboa

Os norte-americanos Foo Fighters vão atuar, a 21 de junho, no festival Rock in Rio Lisboa, no Parque da Bela Vista. A banda de Dave Grohl é a primeira confirmação do cartaz do Rock in Rio …

PS, Bloco e Livre recusam solidarizar-se com Bernardo Silva

PS, Bloco e Livre votaram, esta sexta-feira, contra a solidariedade do Parlamento para com o internacional português, condenado recentemente por um ato considerado racista pela Federação Inglesa de Futebol (FA). Socialistas, bloquistas e a deputada única …

Descoberta nova lesão pulmonar que poderá estar ligada a cigarros eletrónicos com líquido

Um grupo de investigadores do Canadá anunciou esta quinta-feira a descoberta do que considera ser um novo tipo de lesão pulmonar causado pela vaporização com cigarros eletrónicos com líquido e que é semelhante à bronquiolite …

Professor acusado de agredir aluno surdo em Penafiel

Um estudante surdo foi agredido, na terça-feira, por um professor dentro de uma das salas de aula da escola secundária Joaquim de Araújo, em Penafiel. Um estudante de 16 anos, da escola secundária Joaquim de Araújo, …

Presidente da Colômbia disse que o Governo ouviu protestos em massa

O Presidente da Colômbia, Iván Duque, garantiu que ouviu as exigências dos manifestantes que saíram há rua na quinta-feira para um protesto maciço contra a política económica e social do atual governo. "Hoje [quinta-feira], os colombianos …

Detido mais um suspeito do caso do camião do Reino Unido

Foi detida mais uma pessoa por suspeitas de ligação ao caso do camião encontrado em Essex, Inglaterra, com 39 cadáveres no seu interior. A polícia britânica prendeu, hoje de manhã, um homem de 23 anos, …

Antigo primeiro-ministro da Escócia enfrenta 14 acusações de abuso sexual

Alex Salmond, o antigo primeiro-ministro da Escócia que desencadeou uma tentativa de independência do Reino Unido, compareceu em tribunal para enfrentar 14 crimes de abuso sexual alegadamente cometidos enquanto liderava o país. Entre os crimes está …