África do Sul declara estado de catástrofe natural em todo o país devido à seca

Nic Bothma / EPA

África do Sul declara estado de catástrofe natural em todo o país devido à seca

As autoridades sul-africanas proclamaram o estado de catástrofe natural em todo o país devido à seca histórica que assola a África do Sul há vários meses a região da Cidade do Cabo, ameaçada de ficar sem água potável.

Segundo a AFP, a decisão foi tomada depois de uma “reavaliação da amplitude e da gravidade da seca atual”, e confia a partir de agora a gestão da crise ao Governo.

As autoridades sul-africanas tinham apontado o dia 11 de abril como o Dia Zero, o primeiro dia em que faltaria água nas torneiras, tendo depois adiado a estimativa para dia 16 do mesmo mês.

O adiamento deve-se ao declínio no uso de água para fins agrícolas, porque muitas quintas nalgumas províncias, que incluem a própria cidade, escolheram usar as reservas que lhes foram alocadas em vez de usar água corrente.

As autoridades avisaram os habitantes para, ainda assim, continuarem a cumprir as indicações oficiais, que limitam o uso de água a 50 litros por pessoa.

A grave seca que assola a zona é um fenómeno invulgar, já que não só deriva da escassez de precipitação que caracterizou a passada estação de chuvas (abril-outubro), como de o nível de chuva ter sido particularmente baixo também nos dois anos anteriores.

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), só num duche de cinco minutos, gastam-se cerca de 100 litros de água.

Todas as instituições sob alçada do Estado estão, daqui em diante, mandatadas para pôr em prática “os planos de emergência, a ajuda imediata e as medidas de construção” necessárias, segundo o decreto assinado pelo chefe do Centro Nacional de Gestão de Situações de Emergência, Mmaphaka Tau.

Cidade do Cabo adia Dia Zero de abril para junho

A localidade turística da África do Sul conta agora com mais dois meses de margem até que a maioria da população fique sem água, adiando mais uma vez o Dia Zero, apontado para abril, como o primeiro dia em que os sul-africanos não teriam água nas torneiras.

“Celebramos juntos a notícia de que o Dia Zero foi empurrado para 4 de junho de 2018 como resultado do consumo médio mais baixo até ao momento, de 529 milhões de litros por dia, durante a semana passada”, anunciou hoje Mmusi Maimane, líder do partido da oposição Alianza Democrática, o qual governa a região do Cabo Ocidental.

O líder partidário disse ainda saber que “para muitos residentes em blocos de apartamentos ou áreas elevadas já houve interrupções significativas resultantes do esforço de redução da pressão de água da cidade”.

“Sabemos que é um grande inconveniente e pedimos aos residentes que continuem a informar-nos das suas queixas para que possam ser resolvidas”, acrescentou.

Se o ‘Dia Zero’ se concretizar os habitantes da Cidade do Cabo deverão abastecer-se nos 200 pontos de recolha de água, onde podem receber, no máximo, 25 litros de água por dia por cada pessoa.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Planetas anormalmente gigantes detetados a orbitar uma estrela jovem

Investigadores identificaram uma jovem estrela com quatro planetas do tamanho de Júpiter e de Saturno em órbita, a primeira vez que tantos enormes planetas foram detetados num sistema tão jovem. O sistema também quebrou o recorde …

Diminuição de insetos tem efeitos "inimagináveis" para os seres humanos

A diminuição do número de insetos é um problema muito mais grave do que se julgava. Nova investigação afirma que essa diminuição põe em causa cadeia alimentar e traz "consequências inimagináveis para os seres humanos". O …

Cientistas confirmam que os eletrões são perfeitamente redondos

Com uma precisão sem precedentes, cientistas mediram a forma da carga de um eletrão confirmando que é extremamente redonda. O resultado apoia o Modelo Padrão das Partículas Física e força a revisão de várias teorias …

Morte de Khashoggi foi um "erro monumental". Riade diz não saber do corpo

Em entrevista à Fox News, o ministro dos Negócios Estrangeiros saudita, Adel al-Jubeir, afirmou neste domingo não saber onde se encontra o corpo do jornalista Jamal Khashoggi, considerando que a sua morte foi um "erro monumental". …

Médicos voltam a integrar Conselho Nacional de Saúde após renúncia do presidente

A Ordem dos Médicos decidiu voltar a integrar o Conselho Nacional de Saúde, após a renúncia ao cargo do atual presidente do organismo, disse à agência Lusa o bastonário. De acordo com Miguel Guimarães, o Conselho …

Numa vila turca, os muçulmanos têm rezado na direção errada durante décadas

Os muçulmanos de uma pequena aldeia no oeste da Turquia foram obrigados a ajustar as suas orações, depois de descobrirem que estavam a rezar na direção errada durante décadas.  A descoberta partiu do imã Isa Kaya, …

Há um superaglomerado de galáxias escondido no Universo primitivo

É a maior estrutura astronómica alguma vez conhecida do antigo Universo. As evidências sugerem que a sua massa seja equivalente às maiores estruturas encontradas no Universo atual. A equipa de investigadores, liderada por Olga Cucciati, do …

Trump anuncia saída dos EUA de tratado nuclear com a Rússia

Os Estados Unidos vão retirar-se de um tratado sobre armas nucleares assinado com a Rússia durante a Guerra Fria, anunciou hoje o presidente norte-americano, Donald Trump, acusando Moscovo de violar o acordo “há muitos anos”. “A …

Os portugueses têm menos filhos do que gostariam

A diretora da representação do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) disse que em Portugal a fertilidade desejada está bastante abaixo da realizada, tendo o país uma taxa de fecundidade baixa. Mónica Ferro, que neste …

"Piranha" da era dos dinossauros aterrorizou os mares do Jurássico

Uma nova espécie de peixe, semelhante a uma piranha e que viveu há 150 milhões, no tempo dos dinossauros, é descrita na edição desta sexta-feira da revista científica Current Biology. O peixe ósseo tinha dentes como …