África do Sul declara estado de catástrofe natural em todo o país devido à seca

Nic Bothma / EPA

África do Sul declara estado de catástrofe natural em todo o país devido à seca

As autoridades sul-africanas proclamaram o estado de catástrofe natural em todo o país devido à seca histórica que assola a África do Sul há vários meses a região da Cidade do Cabo, ameaçada de ficar sem água potável.

Segundo a AFP, a decisão foi tomada depois de uma “reavaliação da amplitude e da gravidade da seca atual”, e confia a partir de agora a gestão da crise ao Governo.

As autoridades sul-africanas tinham apontado o dia 11 de abril como o Dia Zero, o primeiro dia em que faltaria água nas torneiras, tendo depois adiado a estimativa para dia 16 do mesmo mês.

O adiamento deve-se ao declínio no uso de água para fins agrícolas, porque muitas quintas nalgumas províncias, que incluem a própria cidade, escolheram usar as reservas que lhes foram alocadas em vez de usar água corrente.

As autoridades avisaram os habitantes para, ainda assim, continuarem a cumprir as indicações oficiais, que limitam o uso de água a 50 litros por pessoa.

A grave seca que assola a zona é um fenómeno invulgar, já que não só deriva da escassez de precipitação que caracterizou a passada estação de chuvas (abril-outubro), como de o nível de chuva ter sido particularmente baixo também nos dois anos anteriores.

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), só num duche de cinco minutos, gastam-se cerca de 100 litros de água.

Todas as instituições sob alçada do Estado estão, daqui em diante, mandatadas para pôr em prática “os planos de emergência, a ajuda imediata e as medidas de construção” necessárias, segundo o decreto assinado pelo chefe do Centro Nacional de Gestão de Situações de Emergência, Mmaphaka Tau.

Cidade do Cabo adia Dia Zero de abril para junho

A localidade turística da África do Sul conta agora com mais dois meses de margem até que a maioria da população fique sem água, adiando mais uma vez o Dia Zero, apontado para abril, como o primeiro dia em que os sul-africanos não teriam água nas torneiras.

“Celebramos juntos a notícia de que o Dia Zero foi empurrado para 4 de junho de 2018 como resultado do consumo médio mais baixo até ao momento, de 529 milhões de litros por dia, durante a semana passada”, anunciou hoje Mmusi Maimane, líder do partido da oposição Alianza Democrática, o qual governa a região do Cabo Ocidental.

O líder partidário disse ainda saber que “para muitos residentes em blocos de apartamentos ou áreas elevadas já houve interrupções significativas resultantes do esforço de redução da pressão de água da cidade”.

“Sabemos que é um grande inconveniente e pedimos aos residentes que continuem a informar-nos das suas queixas para que possam ser resolvidas”, acrescentou.

Se o ‘Dia Zero’ se concretizar os habitantes da Cidade do Cabo deverão abastecer-se nos 200 pontos de recolha de água, onde podem receber, no máximo, 25 litros de água por dia por cada pessoa.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Augusto Inácio (de) novo diretor-geral do Sporting

O Sporting anunciou hoje, através de um comunicado, que o novo diretor-geral de futebol é Augusto Inácio, que regressa assim aos «leões» para substituir André Geraldes. No mesmo comunicado, pode ler-se que o presidente do Sporting, …

Morreu Júlio Pomar

O pintor e artista plástico português Júlio Pomar faleceu esta terça-feira, no Hospital da Luz, em Lisboa. Tinha 92 anos. O artista plástico português faleceu esta terça-feira, aos 92 anos, em Lisboa. O pintor modernista é …

Jovem britânico em fuga responde à polícia no Facebook (e é detido)

A polícia de West Yorkshire, no Reino Unido, fez um apelo no Facebook a pedir informações sobre o paradeiro de um jovem. O próprio desaparecido respondeu ao apelo e foi detido. No texto publicado na rede …

Casa de 600 mil euros pode custar liderança do Podemos a Pablo Iglesias

O líder do Podemos e a companheira, porta-voz do partido, poderão renunciar aos seus cargos de deputados devido à polémica compra de uma vivenda de 600 mil euros. Segundo o Diário de Notícias, o líder do …

Sim, há igrejas para ateus. E são cada vez mais

O declínio constante da religião no mundo ocidental está atualmente a rever-se no crescimento das chamadas igrejas ateístas. De acordo com o Pew Research Center, os "religiosamente não filiados" são agora o segundo maior grupo religioso …

Mais de 80% dos doentes sem acesso a cuidados paliativos

Entre 69 a 82% dos doentes que morrem em Portugal necessitam de cuidados paliativos, mas mais de 80% não os têm porque as respostas são insuficientes. Os maiores hospitais do país, incluindo o Instituto Português de …

Atentado no Afeganistão faz pelo menos 16 mortos e 38 feridos

Pelo menos 16 pessoas morreram e 38 ficaram feridas, na explosão de uma camioneta armadilhada em Kandahar, sul do Afeganistão, no momento em que agentes da polícia tentavam desarmadilhá-la, anunciaram as autoridades. "Os últimos números disponíveis …

Giuseppe Conte: um desconhecido sem experiência política para dirigir o Governo italiano

Giuseppe Conte é o nome proposto ao presidente pela Liga e pelo Movimento 5 Estrelas. O Presidente italiano, Sergio Mattarella, terá a última palavra em relação à escolha do primeiro-ministro. Giuseppe Conte. É este o nome …

Detidos por álcool e droga vão ser enviados para consultas médicas

Quem conduzir sob o efeito de álcool ou de estupefacientes vai ser encaminhado para consultas médicas em vez de ser punido com penas de prisão ao fim de semana ou trabalho comunitário. Retirar pessoas das cadeias …

Há 20 anos, com muito "cagaço", vulcões e o Gil, a Expo98 mudou Lisboa (e o país)

Foi há 20 anos que a Expo 98, inaugurada a 22 de Maio de 1998, transfigurou a zona oriental de Lisboa, mas também mudou a face do país, naquele que foi o primeiro grande evento …