Governo volta a cobrar taxa de subsolo do gás eliminada em 2017

O Governo voltou a prever em lei que as empresas que comercializam e distribuem o gás possam fazer refletir nos consumidores finais a taxa referente à ocupação do subsolo.

O diploma ainda está em fase de proposta e consulta, que inclui a recolha de contributos nomeadamente da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos e da Associação Nacional de Municípios Portugueses. No entanto, avança o Jornal de Negócios, os autarcas expressam a reprovação face a este diploma.

Os presidentes dos municípios consideram que os concelhos dispõem de autoridade “para fixarem os montantes das taxas que cobram pelos serviços que prestam”. Mais ainda, as câmaras consideram ilegal a fixação de limites aos valores a taxar decretados pelo Governo. Assim, referem, esta norma “é desnecessária e violadora das competências e da autonomia municipal”.

De acordo com a proposta, as autarquias que optem pela Taxa de Ocupação de Subsolo vão ter de respeitar um “valor por cada metro” de tubagem. Este valor tem um limite mínimo de 50 cêntimos e máximo de três euros. Na atualidade, os valores são muito distintos entre as várias câmaras do país. Por exemplo, enquanto em Cascais a taxa pesa 34,7% da fatura, na Figueira da Foz, representa apenas 0,1%.

Para o Governo, esta seria uma forma de uniformizar os valores a pagar pelas empresas e pelos consumidores, mas as autarquias estão contra esta obrigação.

Por outro lado, a Associação de Municípios fez saber que critica a opção de permitir que as empresas de distribuição e comercialização do gás natural façam refletir a taxa nos consumidores finais. No parecer, o conjunto dos autarcas adianta que desviar o ónus para o consumidor final redunda numa absoluta incoerência, incompatível com o conceito jurídico de taxa.

A Taxa de Ocupação do Subsolo foi criada há 13 anos para permitir às câmaras cobrar às operadoras pelo uso de terrenos públicos ou privados necessário para fazer passar os tubos. As comercializadoras foram entretanto autorizadas a fazer refletir esse custo no consumidor, mas, em 2017, o atual Governo propôs-se mudar a lei.

Esta é a resposta do Governo à polémica que tem marcado o setor desde 2017. A TOS foi criada em 2006 para permitir às câmaras cobrar às operadoras pelo uso dos terrenos (públicos ou privados) por onde passam estas redes, tendo sido também autorizado que as comercializadoras refletissem esse custo na fatura do consumidor.

Em 2017, o Executivo de António fechou essa porta, impedindo essa repercussão. Sem ter procedido à necessária regulamentação, o Governo viu, no entanto, a nova lei a não ser acatada com as empresas a invocar contratos já firmados.

Já no Orçamento do Estado deste ano, o Executivo comprometeu-se a legislar sobre a matéria. Foi constituído um grupo de trabalho que avançou com esta proposta agora em discussão, mas que só terá efeitos na próxima legislatura Fonte da Secretaria de Estado das Autarquias Locais salienta, contudo, este ainda é um “documento de trabalho”, tendo recusado comentar.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. E que tal as empresas de gás devolverem o que cobraram desde 2017 aos clientes e que segundo a lei de oe para 2017 não podiam cobrar. A lei só é revogada com publicação do novo diploma, como tal o dinheiro cobrado aos clientes desde 2017 até essa data, tem de ser devolvido. Caros senhores governantes, assim perdem a credibilidade. E o senhor primeiro ministro ainda diz na tv que o governo defende os interesses dos portugueses? Quais portugueses? Enfim…. sem mais comentários.

  2. Até já começo a ter medo de morrer, pois não tardará que comecem a cobrar impostos aos mortos e não os deixem tranquilos um segundo!

RESPONDER

MNE garante que todos os afegãos que trabalharam com o Exército português foram retirados do país

O ministro dos Negócios Estrangeiros garantiu esta sexta-feira que o Governo apoiou a retirada de todos os afegãos que trabalharam com as forças portuguesas no Afeganistão, reconhecendo ser "provável" alguns não terem respondido aos contactos. "Nós …

"Não quero ser arrogante: o melhor médio da Premier League sou eu"

Yves Bissouma joga no Brighton e tem despertado o interesse de clubes ingleses de outro nível. Cresceu no Mali ao serviço do Majestic SC, passou pelo AS Real Bamako antes de rumar à Europa. Começou por …

Tratamento inovador para cancro pesa nos orçamentos do IPO de Porto e Lisboa

Os custos associados ao tratamento de cancros do sangue com células CAR-T estão a ser suportados apenas pelos hospitais autorizados a aplicá-la, no caso, os IPO do Porto e de Lisboa. De acordo com o Jornal …

Gravuras descobertas no Tibete são as mais antigas da arte pré-histórica. Foram feitas por crianças

Uma equipa encontrou antigas pegadas e marcas de mãos feitas por crianças no planalto tibetano. Esta descoberta traz novos detalhes sobre a presença humana no local. O estudo, publicado na revista Science Direct, revela que estes …

Comissão nos EUA desaconselha terceira dose da Pfizer a maiores de 16 anos

Uma comissão consultiva da agência reguladora dos EUA para os medicamentos e a alimentação (FDA, na sigla em inglês) pronunciou-se esta sexta-feira contra a aplicação de uma terceira dose da vacina Pfizer contra a covid-19 …

Santos Silva quer preços da eletricidade na agenda da UE

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, defendeu esta sexta-feira que a União Europeia (UE) tem de colocar em agenda o problema do aumento dos preços da eletricidade no continente, alertando que a reação …

Já há uma calculadora que prevê o risco de se ser infetado com covid-19 (em diversos cenários)

Já existe uma ferramenta online que calcula o risco de se ser infetado com covid-19. Chama-se microCOVID, baseia-se em dados recentes, analisa diferentes cenários e foi desenvolvida por um grupo de amigos. Numa altura em que …

Alargamento de teletrabalho não deve abranger empresas de menor dimensão

O Governo defendeu esta sexta-feira, na Concertação Social, que "as empresas de menor dimensão" devem ficar excluídas da medida que prevê o alargamento do teletrabalho a pais com filhos menores de oito anos, sempre que …

Costa acusa oposição de “absoluta impreparação” por não saber o que é o PRR

O secretário-geral do PS, António Costa, acusou esta sexta-feira a oposição de “absoluta impreparação” por não saber o que é o PRR, nem a “missão patriótica” que consiste em pô-lo “em marcha para o bem …

Asteroide que dizimou dinossauros permitiu que as cobras evoluíssem (e se espalhassem pelo mundo)

As cobras devem, em parte, o seu sucesso na Terra ao asteroide que atingiu o planeta há 66 milhões de anos e levou à extinção dos dinossauros, aponta um novo estudo. Além da extinção dos dinossauros …