Suspeito de atropelamento na Luz “estava a fugir da Juve Leo”

O advogado do suspeito de ter atropelado mortalmente um adepto italiano com ligações à Juve Leo, no sábado passado, diz que o cliente “nunca matou ninguém” e que estava, na verdade, a fugir da claque leonina.

À saída das instalações da Polícia Judiciária, em Lisboa, onde, esta quinta-feira, o suspeito do atropelamento mortal, Luís Miguel Pina, se decidiu entregar, o advogado do adepto benfiquista aproveitou para falar aos jornalistas.

“O meu cliente nunca matou ninguém”, afirmou o advogado Carlos Melo Alves, citado pelo Diário de Notícias, acrescentando que tudo não passou de “um acidente”.

Segundo o advogado, em declarações ao Público, o seu cliente “vinha embora do estádio quando foi obrigado a parar, porque adeptos da Juve Leo lhe atingiam o carro com pontapés e barras de ferro. A viatura ficou toda amolgada”.

“Teve de fugir e, na fuga, aconteceu o acidente“, declarou ainda ao jornal.

Recorde-se que Marco Ficini, um italiano de 41 anos, morreu, na madrugada de sábado passado, na sequência de um atropelamento e fuga junto ao Estádio da Luz, de acordo com a Polícia de Segurança Pública (PSP), que foi chamada ao local depois de alertada para a existência de confrontos naquela noite.

O Correio da Manhã avançou que as imagens de videovigilância cedidas pelo Benfica e as registadas pelos telemóveis de várias testemunhas que vivem nas imediações do estádio revelaram que a viatura não só acelerou em direção ao italiano como continuou em marcha depois do embate, arrastando a vítima cerca de 30 metros.

Segundo o Público, o membro da claque benfiquista No Name Boys tem 36 anos, quatro filhos e já tem cadastro por ofensas corporais, embora nunca tenha estado preso.

O carro usado no atropelamento estava na Amadora, escondido numa garagem de um amigo que também pertence à claque. Foi aí que a PJ encontrou o veículo, chegando ao nome da proprietária, que será a ex-mulher do suspeito, e que o indicou a ele como condutor habitual do carro.

Luís Miguel Pina foi detido e indiciado por homicídio simples, disse à Lusa fonte da PJ. Irá ser ouvido hoje, a partir das 14h00, em primeiro interrogatório judicial, por um juiz de instrução criminal.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. De facto o indivíduo levou todo este tempo a aparecer para estudar a lição bem estudada e agora com a ajuda do advogado, quando uma pessoa está inocente a primeira coisa que faz é dar a cara para provar a sua inocência, mais um morto e sempre pelas mãos da mesma gente agora em formato DAESH.

  2. E uma pena que a lei não seja para comprir porque a sempre um Advogado que quer ganhar alguns trocos em troca da verdade aonde está a ética profissional acho bem que aja alguém que o defenda mas não se pode esconder a verdade com uma mentira, a testemunhas são todas mentirosas a PJ e mentirosa o Sr que atropelo e que fala verdade por isso e que se entregou logo 6 dias depois e escondeu o carro
    Minha

    • Pois… estava a fugir tanto deles que lhes acertou em cheio!!
      Mas, este advogado palerma tem jeito para comédia; também disse que o assassino não tinha fugido… deve ter estado de férias…

RESPONDER

Japão e Estados Unidos assinam acordo de cooperação para exploração da Lua

O Ministério da Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia do Japão e a agência espacial dos Estados Unidos (NASA) assinaram um acordo de colaboração entre os dois países no programa Artemis, para a exploração da …

Washington Redskins mudam de nome por ser considerado racista

A equipa de futebol americano, até aqui denominada de Washington Redskins, vai abandonar essa designação, considerada de teor racista, para designar nativos da América do Norte. Em comunicado, a equipa de Washington explicou que, depois de uma …

Flores precisaram de cerca de 50 milhões de anos para se tornarem o que são hoje

As plantas com flor evoluíram há cerca de 100 milhões de anos, mas precisaram de outros 50 milhões de anos para diversificar e tornarem-se aquilo que são hoje, sugere uma equipa de investigadores. Os cientistas documentaram …

Estudo sugere que imunidade à covid-19 pode desaparecer em poucos meses

A imunidade adquirida por anticorpos após a cura da covid-19 pode desaparecer em alguns meses, o que poderá complicar o desenvolvimento de uma vacina eficaz a longo prazo, sugere um estudo britânico divulgado esta segunda-feira. "Este …

60 anos depois, já se sabe o que aconteceu aos 9 russos que desapareceram na Montanha da Morte

Passados 61 anos, o mistério da morte de nove esquiadores russos que faziam uma caminhada pelos Montes Urais, perto da chamada Montanha da Morte, foi finalmente resolvido. Em 1959, nove viajantes russos que faziam uma caminhada …

Médicos Sem Fronteiras é "institucionalmente racista", acusam atuais e ex-colaboradores

Uma declaração assinada por mil atuais e ex-funcionários revela que a Organização Não Governamental (ONG) Médicos Sem Fronteiras (MSF) é "institucionalmente racista" e reforça o colonialismo e a supremacia branca no trabalho humanitário que pratica. Na …

Empresa culpada pela crise de opioides fez contribuições políticas após declarar falência

A Purdue Pharma, empresa culpada pela crise de opioides nos Estados Unidos, fez contribuições políticas após ter sido processada e declarado falência. Os opioides são usados para aliviar a dor, mas também provocam uma sensação exagerada …

Norte-americano morre após ir a festa para provar que a covid-19 é uma farsa

Um norte-americano de 30 anos, de San Antonio, no estado do Texas, morreu de covid-19 depois de ir a uma festa para provar que a doença era uma farsa, informou a media local. O homem foi …

Luso-canadiano quer criar 25 murais dedicados a Amália Rodrigues

Um português a residir no Canadá pretende criar uma “aldeia global virtual” das comunidades portuguesas espalhadas nos vários cantos do mundo, um projeto que envolve a colocação de 25 murais dedicados à fadista Amália Rodrigues. “O …

MP e BdP pedem manutenção de coima a Salgado no processo da compra de ações da ESFG

O Ministério Público e o Banco de Portugal pediram, esta segunda-feira, ao Tribunal da Concorrência, Regulação e Supervisão, que mantenha a coima de 75 mil euros aplicada ao ex-presidente do BES no processo da compra …