Acabamos de ultrapassar o maior nível de CO2 na atmosfera em milhões de anos

O mundo acabou de passar por um novo marco climático. Os cientistas tinham previsto que isso aconteceria este ano – e aconteceu.

O Observatório Mauna Loa, no Havaí, registou a semana passada a sua primeira leitura de dióxido de carbono com mais de 410 partes partes do gás por milhão de moléculas de ar: 410,28 ppm.

Segundo a Scientific American, o dióxido de carbono não atingia níveis tão altos há milhões de anos. Os números representam a nova atmosfera com que a humanidade terá de lidar no futuro – uma atmosfera que está a absorver mais calor e a fazer com que o clima mude a um ritmo acelerado.

No que já se tornou uma tradição de primavera, o dióxido de carbono tem vindo a estabelecer todos os anos nesta altura um recorde anual desde que começaram as medições.

Em 1958, quando os registos começaram a ser feitos, em Mauna Loa, os níveis de CO2 eram de 280 ppm. Em 2013, tinha ultrapassado pela primeira vez as 400 ppm. Apenas quatro anos depois, a marca de 400 ppm já não é uma novidade – é a norma.

“É muito deprimente que o marco das 400 ppm tenha sido derrubado”, declarou o mês passado ao portal do centro de pesquisa Climate Central  Gavin Foster, investigador paleoclimático da Universidade de Southampton.

“Esses marcos são apenas números, mas dão-nos a oportunidade de fazer uma pausa, fazer um balanço e comparações úteis com o registo geológico”, disse Foster.

El Niño e emissões humanas

No início deste ano, cientistas do Met Office, do Reino Unido, emitiram a sua primeira previsão, tendo projectado que o CO2 poderia chegar às 410 ppm em março – e que quase certamente chegaria a esse nível em abril. A sua previsão foi confirmada com o registo diário da passada terça-feira, dia 18.

A animação acima, feita pela NASA, mostra como o dióxido de carbono se move à volta do planeta. De acordo com os cientistas, a projecção é que a média mensal de dióxido de carbono na atmosfera chegará a um pico próximo de 407 ppm em maio, estabelecendo um novo recorde do valor de média mensal de CO2 na atmosfera.

As concentrações de dióxido de carbono têm subido vertiginosamente nos últimos dois anos, devido em parte a factores naturais como o El Niño, fazendo com que uma quantidade maior do composto acabe na atmosfera.

Porém, o aumento é principalmente impulsionado pelas quantidades recorde de dióxido de carbono que os seres humanos estão a produzir, em particular com a queima de combustíveis fósseis.

“A taxa de aumento irá diminuir quando as emissões diminuírem”, afirma Pieter Tans, cientista da NOAA, a Administração Oceânica e Atmosférica Nacional dos Estados Unidos, em entrevista à Scientific American.

“Mas o nível de dióxido de carbono ainda continuará a subir, embora mais lentamente. Apenas quando as emissões forem reduzidas a metade do valor actual o nível de dióxido de carbono atmosférico vai parar de aumentar”, conclui Tans.

Mesmo assim, ainda que as concentrações de dióxido de carbono parassem de aumentar, o impacto das mudanças climáticas vai estender-se por séculos futuros.

Nos últimos anos, o planeta aqueceu 1°C, incluindo uma constante de 627 meses consecutivos de calor acima do normal. O nível do mar aumentou  30 centímetros, e os oceanos acidificaram-se. Além disso, o calor extremo tornou-se mais comum.

A este ritmo, estamos a encaminhar-nos para que até meados deste século venhamos a ter um clima nunca visto em 50 milhões de anos.

RESPONDER

Estado de saúde de José Eduardo dos Santos piorou "significativamente"

A situação clínica do Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, agravou-se "significativamente" nos últimos dias, de tal forma que não vai marcar presença em qualquer evento da campanha eleitoral. A notícia é avançada pelo jornal …

"O Banco de Portugal é que criou os lesados do BES"

Ricardo Salgado entra ao ataque na primeira grande entrevista concedida depois da queda do BES, há três anos. O ex-banqueiro responsabiliza o Banco de Portugal por haver lesados e ataca Passos Coelho e o primo …

Duterte não vai aos EUA porque "já viu a América e não presta"

O Presidente das Filipinas declarou que nunca irá visitar os Estados Unidos enquanto for chefe de Estado, afirmando que “já viu a América e não presta”. Rodrigo Roa Duterte fez o mais recente ataque verbal contra …

André Ventura promete criar "um exército de protecção" em Loures

A segurança é o ponto forte do candidato do PSD à Câmara de Loures. E depois das críticas contra a comunidade cigana, André Ventura promete agora, criar um "exército de protecção" para a cidade. Em entrevista …

Mistério da carta de Abraham Lincoln terá sido finalmente resolvido

Linguistas forenses acreditam ter resolvido o mistério da famosa "Carta Bixby", datada da era da Guerra Civil norte-americana, que historiadores atribuem ao presidente Abraham Lincoln. Mas afinal, não terá sido ele a escrevê-la. Conhecida como a …

Polícia evitou ataque terrorista contra o Papa em Fátima

Um cidadão marroquino casado com uma bombeira portuguesa terá planeado um ataque terrorista contra o Papa Francisco, durante a sua visita a Fátima, no passado mês de Maio, mas acabou por ser neutralizado pela polícia. A …

Lista oficial de mortes de Pedrógão exclui 65.ª vítima (e pode haver mais)

O número de mortes causadas pelo incêndio de Pedrógão Grande terá ultrapassado as 64 vítimas anunciadas oficialmente. Haverá uma 65ª vítima mortal, e é possível que haja mais. A informação foi apurada pelo Expresso, que na …

Henrique Neto arrasa António Costa e abandona o PS

O antigo deputado, dirigente socialista e candidato à presidência Henrique Neto vai abandonar o Partido Socialista, em desacordo com António Costa, que considera "um bom executante da política à portuguesa e um erro de casting …

Chefe da polícia de Minneapolis demite-se após morte de australiana

A chefe da polícia da cidade norte-americana de Minneapolis demitiu-se na sexta-feira a pedido da presidente da câmara, depois de a polícia ter morto a tiro uma mulher desarmada. A australiana Justine Damond, professora de ioga …

Homens actuais têm na saliva vestígios de espécie ‘fantasma’ de humanos primitivos

Uma investigação encontrou na saliva de homens actuais pistas que indicam que houve um cruzamento entre humanos primitivos e um parente antigo enigmático. Estudos anteriores já tinham apontado que os antepassados dos humanos modernos se tinham …