Abertura das fronteiras “depende do tempo que a Europa demore a curar-se”, disse Trump

Erik S. Lesser / EPA

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, disse segunda-feira que vai manter as fronteiras encerradas até que a situação da pandemia da Covid-19 na Europa melhore.

“Estamos a analisar [a anulação do veto que impede a entrada nos EUA de viajantes provenientes da Europa] e depende do tempo que demorar a Europa a curar-se. Itália está a começar a recuperar. Fico contente de ver isso com o meu amigo, o primeiro-ministro”, sublinhou, referindo-se ao chefe do Governo italiano, Giuseppe Conte.

Durante uma conferência nos jardins da Casa Branca, Trump qualificou de “trágico” o impacto do surto do novo coronavírus na Europa, enumerando Itália, Espanha, França e Alemanha como exemplos, noticiou a agência Lusa.

“Em todos os países ali, é trágico, mas muito em breve veremos o que sucede na Europa e, com certeza, queremos fazê-lo [levantar o veto do encerramento de fronteiras] e eles também o querem muito”, revelou.

Durante a mesma conferência – desmarcada e depois remarcada novamente -, quando questionado pelos jornalistas sobre as declarações em que sugeriu a possibilidade de recorrer a injeções de desinfetante para curar a Covid-19 e sobre o pico do número de chamadas para centros de controlo de envenenamento, rejeitou qualquer responsabilidade.

De acordo com o Observador, que cita a NPR, na sexta-feira a linha de emergência de Nova Iorque para envenenamento recebeu um número de chamadas muito superior ao normal, incluindo relatos de exposição a lixívia e desinfetantes. No mesmo dia, a câmara municipal do Estado apelou aos habitantes que não consumissem lixívia para combater a Covid-19.

A ABC avançou que no Estado de Maryland, a linha de emergências recebeu mais de 100 chamadas a pedir informações sobre o consumo de desinfetantes para a Covid-19, levando o governo do Estado a emitir um alerta: “Em nenhuma circunstância, algum produto desinfetante deve ser administrado no corpo através de injeção, ingestão ou outra via”.

China deve “compensar danos da pandemia”

Na mesma conferência, Trump reiterou que a China deve ser responsabilizada pela dimensão que a pandemia assumiu, apontando para a possibilidade de pedir a Pequim o pagamento de biliões de dólares em compensação pelos danos causados.

“Não estamos contentes com a China”, disse, acrescentando que a doença “poderia ter sido parada na fonte e não se ter espalhado pelo mundo”. “Existem várias maneiras de responsabilizá-los, estamos a conduzir uma investigação muito séria” sobre esse assunto, indicou Trump.

Durante a conferência, falou sobre os planos para reabrir a economia. “Rápido, mas em segurança”, afirmou o Presidente, que esta segunda-feira convidou para a Casa Branca um conjunto de administradores de grandes farmacêuticas, laboratórios e empresas de distribuição e supermercados para começar a planear a reabertura dos EUA.

“Construí a maior economia na história do mundo. Agora aconteceu isto que nunca devia ter acontecido e tivemos de fechar a economia”, disse o Presidente dos EUA, frisando que o país tinha “os melhores níveis de emprego”, que espera recuperar ao longo do ano e que o quarto trimestre e o próximo ano sejam “excelentes”.

Trump ignorou alertas dos espiões sobre a Covid-19

O Presidente terá ignorado os alertas dos espiões sobre a ameaça do novo coronavírus, avançou o Washington Post, adiantando que as agências de inteligência norte-americanas emitiram, em janeiro e em fevereiro, mais de uma dúzia de avisos sobre a existência de um vírus na China, informação minimizada pela Casa Branca, uma vez que Trump não tem paciência para ler relatórios. Trump ainda não foi confrontado com a notícia.

Os EUA registaram 1.303 mortos nas últimas 24 horas devido à pandemia, mostrou a contagem da Universidade Johns Hopkins. No total, 56.164 pessoas morreram no país, com o número de infetados a subir para 987.467, com cerca de 111 mil pessoas recuperadas. Continuam a ser o país com registo de mais mortos e de casos confirmados.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou cerca de 209 mil mortos e infetou quase três milhões de pessoas em 193 países e territórios. Mais de 818 mil doentes foram considerados curados.

ZAP //

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. Portanto este símio laranja, grotesco, obeso e gelatinoso acha que o seu país está a ter um desempenho “beautiful and perfect… oh, so perfect”… Na verdade, a Europa e o resto do mundo deveriam proteger-se desta fossa a céu aberto entre o México e o Canadá. Neste preciso instante, o país deste grunho tem 1/3 dos infectados a nível global e um nº de mortos que ultrapassa em 5000 os dois países seguintes com maior nº de mortos… Somados! Sem dúvida esta espécie de alforreca cumpriu uma das centenas de promessas cabotinas que fez. Tornou a américa grande outra vez. Pelo menos na adesão a este vírus. É dar-lhes com lexívia injectável, ó donnie!

    • Sim, os EUA têm mais 10% de mortos que os dois países seguintes somados (Espanha e Itália). Esqueceu-se de dizer que a população dos EUA é 300% MAIOR que as populações de Espanha e Itália juntas! Reflicta agora um pouco sobre a absurdidade do seu comentário.

      • 300% diz você?! A única coisa tão estúpida quanto o seu amor pelo símio laranja é a sua inépcia para aritmética básica! Ou, à semelhança do símio, você adora adulterar a realidade apenas para dar um arzinho de ser pensante. À semelhança do símio apenas consegue falhar no seu propósito. Já agora, o seu querido país presidido pelo símio tem, ao dia de hoje (9/5/2020) 1 283 908 de infectados de um total mundial de 3 937 813. Quanto ao nº de vítimas mortais, o seu queridíssimo enorme país, presidido pelo símio, regista 77 179 contra 87 816 dos 3 países seguintes com maior nº de mortos… Mas como, graças a sumidades como “é assim”, a realidade pode ser sempre prostituída, seja por ignorância torpe, ou pior, por abjecta desonestidade intelectual, concluímos que os EUA são o exemplo a seguir. Afinal de contas eles têm sempre mais 300% do que o resto do mundo. Neste caso até acho que chegarão aos 300 000%, graças ao símio laranja! Já percebeu, digo eu, que os seus EUA têm muito mais população que o resto do mundo…. Se me puder dizer a percentagem eu agradeço… Absurdidades calhordas são sempre bem vindas. Comédia bufa é sempre bem vinda nestes tempos difíceis

      • 300% diz você?! A única coisa tão estúpida quanto o seu amor pelo símio laranja é a sua inépcia para aritmética básica! Ou, à semelhança do símio, você adora adulterar a realidade apenas para dar um arzinho de ser pensante. À semelhança do símio apenas consegue falhar no seu propósito. Já agora, o seu querido país presidido pelo símio tem, ao dia de hoje (9/5/2020) 1 283 908 de infectados de um total mundial de 3 937 813. Quanto ao nº de vítimas mortais, o seu queridíssimo enorme país, presidido pelo símio, regista 77 179 contra 87 816 dos 3 países seguintes com maior nº de mortos… Mas como, graças a sumidades como “é assim”, a realidade pode ser sempre prostituída, seja por ignorância torpe, ou pior, por abjecta desonestidade intelectual, concluímos que os EUA são o exemplo a seguir. Afinal de contas eles têm sempre mais 300% do que o resto do mundo. Neste caso até acho que chegarão aos 300 000%, graças ao símio laranja! Já percebeu, digo eu, que os seus EUA têm muito mais população que o resto do mundo…. Se me puder dizer a percentagem eu agradeço… Absurdidades calhordas são sempre bem vindas. Comédia bufa é sempre bem vinda nestes tempos difíceis

    • Não digas isso alto pra ninguém ouvir. Não vez que ele está a disfarsar isso para depois apresentar baixa da taxa de desemprego? Morrem uns poucos e daqui a um ano o gajo diz que foi ele que criou postos de trabalho e baixou o desemprego.

  2. Este homem já conquistou um lugar para a história. Ficará eternamente recordado como Trump, O Palerma.
    O Bolsonaro ficará para a história como: Bolsonaro, O Aprendiz de Palerma.

  3. Não há ninguém na Europa que responda à letra a este individuo, que diga que a Europa não deve abrir as portas aos EUA até mostrem, eles sim, que têem a situação controlada, porque na Europa parece estar. Sempre a tentar mostrar e dizer que eles são os melhores e não têem culpa de nada é sempre culpa dos outros (ele procede assim para tudo não só para o covid-19).

Novo comboio-bala entra ao serviço na linha Tóquio-Osaka

O mais novo modelo de comboio-bala do Japão - o N700S - entrou ao serviço no dia 1 de julho, numa jornada inaugural de Tóquio a Osaka. A série N700S (sendo que o "S" significa "Supreme") …

Kanye West anuncia candidatura à Presidência dos EUA

O músico norte-americano Kanye West anunciou este sábado, Dia da Independência dos Estados Unidos, a sua candidatura à Casa Branca, depois de ter apoiado anteriormente o atual Presidente e candidato à reeleição, Donald Trump. "Agora devemos …

Vídeo revela, pela primeira vez, como é que o cérebro se livra dos neurónios mortos

Uma equipa de cientistas conseguiu usar, pela primeira vez, uma técnica que "mata" uma célula cerebral isolada e permite observar o processo de limpeza do sistema nervoso em tempo real. A equipa de investigadores conseguiu registar …

Reutilizável, dobrável e esterilizável. Novo "escudo" protege profissionais de saúde

Uma equipa de cientistas desenvolveu, recentemente, um dispositivo dobrável em forma de tenda que atua como um escudo físico para os profissionais de saúde na linha da frente contra a covid-19. A tenda redutora de gotículas …

O Lamborghini mais potente acelera dentro de água. É um iate com 4.000 cavalos

O resultado da primeira colaboração entre a a Lamborghini e os especialistas da Tecnomar é um iate de luxo, com 4.000 cavalos que recria a sensação de condução de um superdesportivo dentro de água. O mais …

Aproxima-se o lançamento do rover Perseverance

O rover Perseverance da NASA está a menos de um mês da data de lançamento prevista para 20 de julho. A missão de astrobiologia do veículo vai procurar sinais de vida microscópica passada em Marte, explorar …

Benfica 3-1 Boavista | Águias põem fim a quarentena caseira

O Benfica venceu na noite deste sábado o Boavista, naquele que foi o primeiro triunfo caseiro após a retoma da Liga. Poderá ter sido a redenção das águias? Após ter somado apenas dois triunfos, quatro desaires …

Cortina do abraço permite às famílias reencontrar os familiares num lar de São Paulo

Abraçar, tocar e até dançar. Uma cortina do abraço permite que filhos visitem seus pais residentes numa casa de repouso em São Paulo. O empresário Bruno Zani, autor da criação, pretende agora colocar a cortina …

Os golfinhos aprendem a utilizar ferramentas com os amigos

Os golfinhos aprendem a utilizar ferramentas não só com as suas progenitoras mas também com os seus pares, concluiu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade de Leeds, no Reino Unido. De acordo …

Entre uma "história de recusas" e uma “opção clara” pelos interesses do grande capital

A líder do BE disse hoje que a legislatura do Partido Socialista tem sido a “história das recusas” tanto sobre um acordo no final das eleições 2019, seja na recusa dum Orçamento Suplementar para lá …