/

A Starship de Elon Musk pode finalmente ser lançada em maio

Elon Musk utilizou a sua plataforma de comunicação social preferida para informar que o primeiro voo orbital da Starship pode estar quase a acontecer.

“O primeiro voo orbital da Starship será com motores Raptor 2, uma vez que são muito mais capazes e fiáveis”, escreveu Musk no Twitter, esta segunda feira.

“Teremos 39 motores em condições de voo construídos até ao próximo mês, depois mais um mês para integrar, portanto, esperemos que em maio se realize o teste de voo orbital”, acrescentou, segundo noticiou a Interesting Engineering.

A nave espacial da NASA irá aumentar bastante a capacidade já impressionante do SpaceX para voos espaciais reutilizáveis.

De facto, o veículo de lançamento é tão avançado que se diz que os oficiais da NASA estão “shitting the bed” (tradução livre: com receio) por causa de poder passar passar para segundo plano os seus próprios programas de foguetões.

VEmbora a NASA pretenda realizar as duas primeiras missões Artemis com o seu próprio veículo de lançamento SLS, a empresa contratou a Starship para enviar os primeiros astronautas para a Lua desde 1972. A SpaceX também planeia eventualmente enviar humanos para Marte.

A nave espacial será até 25% mais potente do que o foguete reutilizável Falcon 9 do SpaceX, graças aos seus novos motores Raptor 2.

Numa série de tweets em dezembro, Musk escreveu que “cada motor Raptor 1 produz 185 toneladas métricas de força. O Raptor 2 acaba de iniciar a produção e fará 230+ toneladas ou mais de meio milhão de força”.

Musk expressou recentemente a sua preocupação de que a SpaceX possa ir à falência devido à grave recessão global, se a produção dos seus motores Raptor não for aumentada.

A empresa, contudo, lançou também mais de 2.000 satélites para a sua constelação de Internet Starlink e planeia lançar outros 30.000 ou mais.

Musk afirmou que as receitas deste serviço de Internet — que recentemente ajudou várias pessoas na Ucrânia — ajudarão a realizar as suas ambições de levar seres humanos a Marte.

Para o primeiro voo inaugural da Starship, que estava previsto para 2021, o veículo de lançamento irá descolar da Starbase.

A segunda etapa chegará à órbita e depois efetuará uma aterragem na água ao largo da costa do Havai. A primeira etapa regressará para uma aterragem numa das naves da SpaceX, no Golfo do México.

Antes que tudo isso possa acontecer, a SpaceX deve também aguardar a autorização da Administração Federal de Aviação, que disse que publicará a sua avaliação ambiental final para o Starlink a 28 de março.

Essa avaliação dará luz verde à SpaceX para o lançamento da sua nave ou porá termo aos planos. Assim, não haverá qualquer pressão, especialmente tendo em conta os recentes alertas de falência de Musk, que podem ou não ter sido cuidadosamente calendarizados para coincidir com a data da avaliação.

  Alice Carqueja, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.