Será possível aterrar em Marte até 2031? Elon Musk diz que sim

Elon Musk disse, esta terça-feira, que os seres humanos aterrarão em Marte daqui a menos de dez anos.

A previsão de Musk foi feita durante um podcast de Lex Fridman, no qual Musk foi entrevistado, e está mais ou menos de acordo com as suas conjeturas anteriores, escreve o Interesting Engineering.

Segundo o empreendedor, a SpaceX levará pessoas a Marte num prazo máximo de dez anos, mas o feito pode até ser conseguido já daqui a cinco.

O maior obstáculo, disse Musk, é fazer um veículo que possa otimizar a tonelagem em órbita e depois em Marte.

Starship é o foguetão mais complexo e avançado que alguma vez foi feito (…) a sua otimização fundamental passa por minimizar o custo por tonelada para orbitar e, em última análise, o custo por tonelada na superfície de Marte”, acrescentou.

Atualmente, não se conseguia chegar a Marte nem por um trilião de dólares, mas Musk espera reduzir os custos de operação da Starship entre 100 e 200 mil milhões de dólares por ano – o que seria um feito de engenharia sem precedentes.

Comparativamente, a NASA orçamentou cerca de 546,5 milhões de dólares para o seu programa de exploração de Marte, em 2020, e 6,88 mil milhões de dólares em 2021 para o programa Artemis – com a SpaceX, de Elon Musk, a receber uma grande fatia desse financiamento.

Mas estará Musk a exagerar, ou será mesmo possível que os seres humanos vão a Marte na próxima década?

Embora o SpaceX tenha conseguido feitos incríveis de engenharia, estes envolvem sobretudo inovações relativamente a coisas que foram anteriormente feitas, como colocar satélites em órbita e acoplar com a Estação Espacial Internacional.

Os voos orbitais da Starship começarão apenas no próximo ano, mas, neste momento, aquela nave é apenas tecnologia não comprovada que ainda terá de atingir uma série de objetivos antes de ser considerada para uma uma missão a Marte.

O maior diz respeito à aterragem na Lua Artemis, cuja missão está programada para 2025.

A SpaceX pode ainda não ter colocado a nave espacial em órbita, mas já provou repetidamente que nem mesmo as suas previsões mais arrojadas devem ser descartadas. Além disso, não devemos confundir a aterragem humana em Marte com a colonização humana de Marte.

Uma viagem de ida e volta a Marte na Starship poderá demorar cerca um ano e meio, mas a NASA espera ter, até 2031, uma base permanente na Lua, o que tornaria a longa viagem ao Planeta Vermelho muito mais viável.

Relativamente ao regresso à Terra, especialistas defendem que a descolagem da superfície marciana não seria muito mais difícil do que a descolagem da Lua. Isto porque, apesar de a gravidade da Lua ser cerca de16,67% da gravidade da Terra e a de Marte de 38% da da Terra, a nave espacial precisaria apenas do dobro da velocidade que se precisaria na Lua – o que não seria um problema, tendo em conta que a SpaceX terá à sua disposição uma nave espacial preparada para tal.

Elon Musk é o fundador, CEO e CTO da SpaceX e, em janeiro de 2021, tornou-se a pessoa mais rica do mundo, com um património pessoal estimado em cerca de 188,5 mil milhõess de dólares, segundo a Bloomberg.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.