A Rússia gastou 82,5 mil milhões de dólares a defender o rublo em 2014

koraxdc / Flickr

Pôr de Sol de inverno no Kremlin, Moscovo

Pôr de Sol de inverno no Kremlin, Moscovo

O Banco da Rússia revelou esta terça-feira que gastou 82,5 mil milhões de dólares em defesa do rublo no ano de 2014.

Só em dezembro, na tentativa de conter a brusca desvalorização da moeda nacional russa, foram gastos 11,9 mil milhões de dólares nas intervenções cambiais.

Durante o mês de dezembro, além de a inflação ter disparado, a moeda russa caiu vertiginosamente até um valor recorde de 75 rublos por dólar, em comparação com uma média de 38 rublos por dólar em setembro.

Há um ano, a moeda russa era negociada a 33 rublos por dólar.

As autoridades russas citam as sanções ocidentais, os preços baixos do petróleo e a especulação cambial entre as principais razões para os problemas financeiros do país.

Cortes no Orçamento

O ministro das Finanças, Anton Siluanov, afirmou esta quarta-feira que as sanções impostas pelo Ocidente e o declínio nos preços do petróleo forçarão o país a fazer cortes no orçamento de 2015.

De acordo com Siluanov, os gastos devem ser reduzidos em 10% em todos os sectores, excepto os relacionados com a Defesa.

International Monetary Fund / Flickr

Antón Siluanov, ministro das Finanças da Rússia

Antón Siluanov, ministro das Finanças da Rússia

Em discurso durante uma conferência económica anual, Siluanov afirmou que as receitas orçamentais da Rússia devem ficar abaixo do previsto em 180 mil milhões de dólares, devido à queda nos preços do petróleo.

O ministro estima ainda que as sanções tenham um peso negativo de 40 a 60 mil milhões de dólares nas receitas do governo.

Recessão

De acordo com um relatório divulgado pelo Ministério do Desenvolvimento Económico russo, a economia do país pode entrar em recessão já a partir do primeiro trimestre de 2015.

Segundo o relatório, além da queda do rublo, o risco de recessão é resultante da turbulência económica, do impasse geopolítico com o Ocidente e da fuga de capitais do país.

Numa tentativa de reaquecer a economia, o Ministério das Finanças pretende utilizar um fundo de reserva, acumulado durante anos com a venda do petróleo a preços elevados, para injectar liquidez no sistema financeiro.

A medida também tem por objectivo contrabalançar a subida da taxa de juros do país para 17% em 2014.

ZAP / RVR

PARTILHAR

RESPONDER

Santos Silva diz que notícia sobre “despesas supérfluas” da presidência da UE é “ridícula“

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros considera “ridícula” a notícia avançada na quinta-feira pelo jornal Politico que dava conta de “despesas supérfluas e contratos de patrocínio” durante a presidência portuguesa do Conselho da União …

UE tem de libertar-se da "má vontade" e negociar entre iguais, diz Reino Unido

A União Europeia (UE) deve libertar-se da sua má vontade e construir uma boa relação com o Reino Unido como soberanias iguais, disse no domingo o conselheiro do Governo britânico David Frost, prometendo defender os …

Acordo com Groundforce falha por acionista maioritário ter ações penhoradas

O acordo entre a TAP e a Pasogal, acionista da Groundforce, falhou, porque as ações do acionista já estão penhoradas e, assim, não podem ser dadas como garantia, disse à Lusa fonte oficial do Ministério …

Apenas 24 países têm mulheres no poder. Igualdade de género alcançado somente "em 130 anos"

Menos de 500 milhões de pessoas dos cerca de 7,8 mil milhões que constituem a população mundial têm atualmente uma mulher Presidente ou chefe de governo, avançou a ONU Mulher. "Ao ritmo atual, a igualdade de …

Império de Cristiano Ronaldo mudou-se para Portugal (na pista dos benefícios fiscais)

Após ter dissolvido a CRS Holding no Luxemburgo, Cristiano Ronaldo passou a sede de uma das suas principais empresas para Lisboa renomeando-a CR7 Lifestyle Unipessoal. Nesta altura, o craque já tem seis empresas instaladas em …

Coro de crianças na Alemanha compõe música de apoio a Portugal

Um coro com cerca de quatro dezenas de crianças, da cidade de Tecklenburg, na Alemanha, criou uma música para "dar conforto" aos portugueses durante a pandemia de covid-19. "Quando eu li nas notícias sobre a situação …

Pelo menos 6% das portuguesas já foram vítimas de agressão física ou sexual

No dia em que se assinala o Dia Internacional da Mulher, a Pordata compilou um conjunto de indicadores que retratam a situação da mulher, em Portugal e na União Europeia.  Segundo o Eurostat e a Agência …

PS exige "demissão imediata" de Pedro Machado da presidência da Turismo Centro

As federações do PS de Aveiro, Coimbra, Guarda, Leiria, Oeste, Santarém e Viseu exigiram este domingo a "demissão imediata" de Pedro Machado da presidência da Turismo Centro de Portugal (TCP) e a convocação de eleições …

“Opaco” e “mal estruturado”. Pilotos criticam plano de adesão voluntária da TAP

Esta segunda-feira, o Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) definiu o programa de medidas voluntárias da TAP como “mal estruturado”, “absolutamente opaco” e com “deficiências de informação”. A direção de recursos humanos da companhia “revela-se …

"Bolsonaro pode estar a preparar guerra civil", temem politólogos

Politólogos ouvidos pelo DN temem que o Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, possa estar a preparar uma guerra civil. "Deseja armar a população, confia em poderes paralelos e estimula a indisciplina dos escalões mais baixos …