80 anos depois, naufrágio mortal da 2.ª Guerra continua envolto em segredos e mistérios

Há 80 anos, aviões nazis afundaram um navio de cruzeiro requisitado pelo Governo britânico para evacuar tropas de França após a invasão pelas tropas alemãs.

Num dos eventos mais mortais da 2.ª Guerra Mundial, o naufrágio de Lancastria viu comunidades costeiras na região oeste da Loire-Atlantique, em França, a lutar para resgatar sobreviventes, cuidar dos feridos e enterrar os mortos. Durante semanas, corpos continuaram a dar à costa.

De acordo com o Raw Story, os detalhes do naufrágio, incluindo o número de fatalidades quando o Lancastria afundou, permanecem encobertos por um chamado “aviso D” emitido por Winston Churchill para ocultar as notícias do naufrágio de um público desmoralizado pela guerra.

O “blackout” dos media foi decretado durante 100 anos até 2040, embora muito se tenha conhecido sobre o incidente através dos sobreviventes, parentes mais próximos e investigadores históricos, como a Associação Lancastria da Escócia.

O naufrágio é descrito como o pior desastre da história marítima britânica e a maior perda de vidas das forças britânicas na 2.ª Guerra Mundial.

Os milhares de passageiros eram principalmente militares, mas também civis que embarcaram no antigo navio de cruzeiro em Saint-Nazaire para fugir do avanço alemão.

Os aviões da Luftwaffe apanharam o navio exposto na costa atlântica da França e bombardearam-no, fazendo-o virar e afundar em 20 minutos, enquanto o combustível aceso incendiava o mar ao redor.

O número de mortos é estimado em 2.500 a 6.000 – mais do que os naufrágios do Titanic e do Lusitania juntos. Houve 2.477 sobreviventes.

O sigilo continua a encobrir o Lancastria como as águas escuras e cheias de lodo que agora cobrem o local dos destroços”, dusse a Associação Lancastria, cujo site lista os relatos dos sobreviventes e uma petição para que o naufrágio seja declarado um túmulo de guerra marítima sob a lei britânica.

Valerie Roux, especialista da 2.ª Guerra Mundial com o arquivo do departamento Loire-Atlantique da França, reuniu registos irregulares ao longo dos anos, principalmente de um prédio do governo em Saint-Nazaire bombardeado durante a guerra.

Os papéis da sua coleção, amarelados pelo tempo e agora expostos ao público, revelam o quão pouco se sabe sobre as vítimas. “Ele vestia calças caqui e uma camisa caqui com meias cinzentas”, lê-se numa lista de cadáveres compilados por um município. Outro “usava um anel de metal no dedo anelar esquerdo”.

Em Piriac, foram encontrados os corpos dos soldados Harry Bullock e Charles Heron. Um terceiro corpo foi listado como “desconhecido”, de acordo com “documentos apreendidos pelo exército ocupante”. Em Bernerie, os registos estão incompletos porque “o presidente, o vice-presidente e a secretária do presidente (estavam) todos no exército”.

Thibaud Harrois, um professor sénior de política britânica da Universidade Sorbonne Nouvelle, disse que o avanço alemão em 1940 após a chamada “Guerra Falsa” – um período inicial sem grandes hostilidades – “surpreendeu todos verdadeiramente”.

Isso levou as forças aliadas a retiraram-se de França, sendo que cerca de 340 mil soldados foram evacuados pelo mar. “Na Grã-Bretanha, quando se fala da retirada de maio de 1940, é a Batalha de Dunquerque que se tornou o símbolo, assumiu proporções míticas porque mais soldados foram evacuados do que o planeado”, disse Harrois.

No entanto, o Lancastria foi uma evacuação “fracassada”, o que explica o desejo das autoridades de ocultá-la.

Descendentes de vítimas e sobreviventes continuam a honrar os mortos. A cerimónia para marcar o aniversário teve de ser atenuada este ano, limitada a apenas 10 pessoas por causa das restrições impostas ao combate à epidemia de coronavírus.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Nova Iorque quer oferecer vacina aos turistas. Miami vai começar a vacinar no aeroporto

Em Nova Iorque os turistas irão receber a vacina da Johnson & Johnson e em Miami a vacina da Pfizer. Com o objetivo de reativar o turismo na cidade, as autoridades de Nova Iorque querem oferecer …

Carta misteriosa escrita por passageira do Titanic está a intrigar os peritos

Uma equipa de investigadores está a tentar desvendar um mistério que envolve uma carta que terá sido escrita por uma jovem a bordo do Titanic na véspera do naufrágio. Uma família encontrou a carta numa garrafa …

Violência na Colômbia preocupa comunidade internacional

Várias cidades colombianas continuam a ser palco de violentas manifestações contra o Governo do país, mas são reprimidas com força pela polícia e por militares. As manifestações começaram em forma de protesto contra uma reforma tributária …

Veterana de Bletchley Park tem um novo código da 2.ª Guerra para decifrar (mas precisa de ajuda)

Um casal que encontrou mensagens codificadas da II Guerra Mundial sob o assoalho está tentar decifrá-las com a ajuda do seu vizinho, um decifrador de códigos de Bletchley Park. John e Val Campbell encontraram um esconderijo …

"Caixas mistério" com animais de estimação geram indignação na China

Uma nova moda conhecida como "caixa mistério" ganhou popularidade na China. O método consiste em fazer uma encomenda através da internet e é enviada, pelo correio, uma caixa com um animal de estimação. Estas encomendas estão …

Arquivos da polícia do Estado Islâmico revelam como era a vida sob o califado

Arquivos da polícia do Estado Islâmico, conhecida como shurta, revelam como era a vida sob o califado. Os polícias eram tão bem pagos que não podiam ser subornados. Não é sempre que os regimes mirram …

Barco português detido por ancorar ilegalmente em águas da Malásia

Um navio mercante registado em Portugal está retido na Malásia por ter alegadamente ancorado em águas territoriais do país sem autorização, avançou esta sexta-feira a Guarda Costeira malaia. Num comunicado, Nurul Hizam Zakaria, diretor da agência …

”Eficácia e qualidade”. OMS aprova vacina chinesa da Sinopharm

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou, esta sexta-feira, o uso de emergência da vacina chinesa contra a covid-19 da Sinopharm. Trata-se da primeira vacina desenvolvida pela China a ser aprovada pela organização, lembra a agência …

Sem estado de emergência não pode haver confinamento de pessoas saudáveis

O constitucionalista Jorge Reis Novais defendeu hoje que sem estado de emergência que suspenda a garantia do artigo 27.º da Constituição não pode haver confinamento de pessoas saudáveis, até uma eventual revisão constitucional. Por outro lado, …

"Neuro-direitos". O Chile quer proteger os seus cidadãos do controlo da mente

O Chile quer tornar-se o primeiro país a proteger as pessoas do controlo da mente, à medida que a capacidade de mexer com cérebros se aproxima cada vez mais da realidade. O senador Guido Girardi está …