Mais 74 mortes e 3336 novos casos de covid-19 em Portugal

Mário Cruz / Lusa

A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas

Portugal registou, esta terça-feira, mais 74 mortes e 3336 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde, dos 3336 novos casos, 1494 são na região Norte. Na região de Lisboa e Vale do Tejo há mais 995 infetados do que nas últimas 24 horas, no Centro há mais 628, no Alentejo há mais 52, no Algarve há mais 90 e nos Açores e na Madeira há mais 27 e 50 casos, respetivamente.

No total, o número de pessoas infetadas pela doença desde o início da pandemia é agora de 400.002. Há, neste momento, 65.457 casos ativos, menos 2850 do que nesta segunda-feira.

Estão também confirmadas 6751 mortes devido à covid-19, mais 74 óbitos relativamente às últimas 24 horas. A DGS indica que 33 ocorreram na região de Lisboa e Vale do Tejo, 24 na região Norte, nove na região Centro, seis no Alentejo, uma no Algarve e uma no arquipélago dos Açores.

Neste momento, existem 2930 doentes internados em Portugal (menos 37 do que ontem), dos quais 486 estão nos cuidados intensivos (menos 17 do que ontem).

O boletim da DGS também aponta para mais 6112 doentes recuperados, verificando-se já um total de 327.794 pessoas. Há ainda 91.141 pessoas em vigilância pelas autoridades de saúde, menos 1995 em relação ao dia de ontem.

No passado dia 24 de dezembro, entrou em vigor o sétimo estado de emergência, que se prolonga até às 23h59 do dia 7 de janeiro. Depois do aligeirar das medidas no Natal, o cerco volta a apertar no Ano Novo.

Haverá recolher obrigatório em todo o país (e não apenas nos concelhos com maior risco de contágio), a partir das 23h00 do dia 31 de dezembro e a partir das 13h00 dos dias 1, 2 e 3 de janeiro.

Além disso, haverá proibição de circulação entre concelhos entre as 00h00 do dia 31 e as 05h00 do dia 4 de janeiro, salvo por motivos de saúde, de urgência imperiosa ou outros especificamente previstos.

A pandemia de covid-19 já fez pelo menos 1.775.272 mortos em todo o mundo desde dezembro de 2019, quando o gabinete da OMS na China detetou a doença, de acordo com o balanço da AFP com base em dados oficiais.

Filipa Mesquita, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Cientistas desenvolveram mini-cérebros (quase) humanos

Cientistas norte-americanos enviaram para a Estação Espacial Internacional (EEI) aglomerados de células nervosas, chamadas de mini-cérebros, que estão, agora, a desenvolver-se de formas que os investigadores não imaginavam ser possível. Os organóides foram criados a partir …

Um medicamento comum utilizado para tratar a diarreia pode ajudar a combater células cancerígenas agressivas

Um fármaco comum prescrito para tratar a diarreia pode ajudar a combater um tipo agressivo de cancro cerebral (glioblastoma), sugere uma nova investigação levada a cabo pela Universidade de Frankfurt, na Alemanha. Em causa está …

"Bola de fogo" cruzou o céu sobre o Mediterrâneo a 105 mil quilómetros por hora

Uma "bola de fogo" atravessou o mar Mediterrâneo e o norte de Marrocos na noite de quarta-feira, a 105.000 quilómetros por hora. A bola de fogo foi observada por um projeto científico espanhol a uma velocidade …

Duterte rejeita que a filha o vá suceder na liderança das Filipinas. "Isto não é para mulheres"

O líder das Filipinas, Rodrigo Duterte, descartou, na quarta-feira, a hipótese de a filha o vir a suceder no próximo ano, acrescentando que a presidência não é tarefa para uma mulher por causa das …

"Uma memória a flutuar no oceano." Encontrada, dois anos depois, uma mensagem numa garrafa

Uma mensagem no interior de uma garrafa sobreviveu a uma viagem de dois anos pelo oceano. Recentemente, chegou às mãos de um ativista ecológico, enquanto limpava uma praia da Papua Nova Guiné. Em novembro do ano …

As células imortais de Henrietta Lacks revolucionaram a Ciência

O ano de 1951 foi muito importante no campo da biotecnologia e, surpreendentemente, tudo começou com a chegada de Henrietta Lacks a um hospital norte-americano. Descendente de escravos, Loretta Pleasant nasceu a 1 de agosto de …

Humanidade não será capaz de controlar máquinas superinteligentes, avisam cientistas

Uma equipa de investigadores do Instituto Max Planck para o Desenvolvimento Humano sugere que seria impossível controlar máquinas superinteligentes. A tecnologia de Inteligência Artificial (IA) continua a evoluir de vento em popa, enquanto alguns cientistas e …

Em 1950, a vacinação em massa salvou a Escócia

Em 1950, Glasgow, na Escócia, viu-se a braços com um surto de varíola e o cenário era muito semelhante ao que vivemos hoje: as autoridades sanitárias tentavam rastrear todos os contactos de pessoas portadoras do vírus, …

Japonês aluga-se a si próprio "para não fazer nada". E tem milhares de clientes

Um homem japonês que ganha a vida a alugar-se a si próprio “para não fazer nada” atraiu milhares de clientes. O negócio começou em 2018. Por 10.000 ienes (cerca de 79 euros) - mais despesas com …

Documentos de vacinas roubados por hackers também foram "manipulados"

A Agência Europeia do Medicamento, entidade reguladora da União Europeia (UE), informou este sábado que os documentos da vacina contra a covid-19 roubados e colocados na Internet por hackers foram também "manipulados". A manipulação aconteceu depois …