Com 400 mortes, Suécia prepara-se para mudar de estratégia e aplicar medidas restritivas

Jonas Ekstromer / TT News Agency

A Suécia pode estar prestes a mudar a sua estratégia para combater a pandemia-de covid-19 e a aplicar medidas restritivas para conter o vírus, no momento em que regista mais de 6.800 casos positivos e tem a lamentar 401 vítimas mortais.

Ao contrário da maioria dos países europeus, a Suécia optou por uma abordagem mais “relaxada” à covid-19, confiando no sentido cívico dos seus cidadãos.

Estabelecimentos, escolas e ginásios continuaram a funcionar e os movimentos das pessoas e o dia-a-dia das empresas não tinham sido alvo de medidas restritivas.

Apesar de as medidas terem sido bem recebidas pelos suecos – o movimento habitual diminuiu cerca 70% e as empresas foram aplicando, quando possível, o regime de teletrabalho -, a elevada taxa mortalidade do país obrigou o Governo sueco a rever  sua estratégia de combate à pandemia, conta o jornal Observador.

A Suécia regista neste momento 40 mortes por milhão, valor bem mais elevado do que os “vizinhos” Dinamarca (31), Noruega (13) e Finlândia (5).

Por tudo isto, o Governo equaciona agora aplicar medidas restritivas e os média locais, citados pela revista Sábado, escreve que está a ser preparada uma nova legislação.

O Executivo liderado por Stefan Löfven apresentou uma proposta de lei para poder passar a governar por decreto durante a pandemia, podendo assim aprovar medidas sem ter o aval do Parlamento. Contudo, a iniciativa foi rejeitada: o Executivo de Löfven precisa de passar no Parlamento qualquer medida que queira aplicar.

A Sábado recorda ainda que a Islândia adotou uma abordagem semelhante à da Suécia, mas frisa que há grandes diferenças entre os dois países nesta luta contra o novo coronavírus: a população e o número de testes que estão a ser realizados.

Com cerca de 364 mil habitantes, a Islândia realizou mais de 25 mil testes. Já a Suécia, com mais de 10 milhões de habitantes, realizou 37 mil testes.

O jornal Público, que definiu como “arriscada” a abordagem tomada pela Suécia, nota, citando um jornal local, que no país só são testados os que têm sintomas tão fortes que procuram tratamento hospitalar ou residentes em lares de idosos que apresentem sintomas – o que explica que o número de casos detetados se mantenha relativamente baixo.

Às 10 horas desta quinta-feira, a Suécia registava 6.830 casos positivos e 401 vítimas mortais. Há ainda registo de 205 pessoas recuperadas.

ZAP ZAP //

 

 

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Estes também estariam convencidos de que o vírus não gostaria de loiras mas enganaram-se pois também são apreciadores e ao não terem contribuído no combate acabam por prejudicar os vizinhos também.

RESPONDER

Aos 10 anos, Adewumi chegou à elite mundial do xadrez (e fugiu ao Boko Haram)

Tanitoluwa Adewumi foi perseguido pelo Boko Haram, fugiu da Nigéria e foi sem-abrigo nos Estados Unidos. Agora, com apenas 10 anos, chegou à elite mundial do xadrez. Grande Mestre é um dos títulos vitalícios concedidos pela …

Hegemonia económica da China cada vez mais longe. Queda demográfica coloca Pequim sob pressão

O objetivo do país é tornar-se na maior potência económica do mundo nos próximos anos, mas a corrida pela hegemonia - disputada com os EUA - pode não ser uma meta fácil de alcançar. O …

Miss Universo 2021. Concorrente da Singapura usa roupa com o slogan "Stop Asian Hate"

Bernadette Belle Ong, uma concorrente do Miss Universo 2021, vestiu uma roupa com as cores de Singapura que continha as palavras Stop Asian Hate ("parem com o ódio contra os asiáticos"). Bernadette Belle Ong aproveitou o …

A Índia está a tornar quase impossível a vacinação dos sem-abrigo

A Índia está a dificultar o processo de vacinação dos sem-abrigo, uma vez que o programa requer um número de telemóvel e uma morada residencial. Muitas pessoas não têm nem um, nem outro.  Na Índia, quase …

Violência contra as mulheres é "uma pandemia", alerta ONU

Uma década após a criação da Convenção de Istambul, o marco dos tratados de direitos humanos para acabar com a violência de género, as mulheres enfrentam um ataque global aos seus direitos e segurança, alertaram …

Já se sabe qual a ocasião mais perdida do ano devido à pandemia (e há uma campanha para compensar)

Tomar um café com um amigo ou um familiar é o momento mais perdido do último ano devido à pandemia de covid-19. Nos últimos 12 meses, e em todas as cidades europeias, estima-se ter havido …

Reino Unido quer reconhecer animais como seres com sentimentos

O Governo britânico anunciou um amplo plano de defesa dos animais que inclui medidas como o reconhecimento dos animais como seres com sentimentos, a proibição da exportação de animais vivos e da importação de troféus …

PAN rejeita "via verde" para o Governo (e admite travar próximo Orçamento "se necessário")

O PAN não pretende oferecer “uma via verde para o Governo fazer o que bem entender” e admite mesmo travar o Orçamento de Estado "se for necessário". As palavras são da presidente do Grupo Parlamentar do …

Bloco quer administração da RTP nomeada pela Assembleia da República

O Bloco de Esquerda fez várias propostas à revisão do contrato de concessão do serviço público de rádio e televisão. Do lado dos trabalhadores da RTP, a proposta foi arrasada. O Governo colocou em consulta pública, …

Decisão da insolvência da Groundforce pode demorar dois meses. Salários de maio em risco

Os salários de maio de 2400 trabalhadores da Groundforce devem ser pagos dentro de duas semanas, mas é grande a probabilidade de que isso não aconteça, à semelhança do que ocorreu em fevereiro, elevando as …