Quatro membros do La Manada envolvidos em nova acusação de abuso sexual

Kai Foersterling / EPA

Milhares de pessoas protestaram em várias cidades espanholas contra a sentença do caso “La Manada”

Quatro membros do grupo La Manada voltam a estar no centro da polémica por outro alegado caso de abuso sexual, desta vez de uma jovem de 21 anos nas festas de Torrecampo, em Córdova.

De acordo com o El País, uma juíza de Pozoblanco, Córdova, acusou quatro dos cinco membros do grupo conhecido por “La Manada” de terem abusado sexualmente de uma jovem de 21 anos, em maio de 2016, nas festas de Torrecampo.

Este é um caso semelhante ao ocorrido, apenas dois meses depois, contra uma jovem de 18 anos durante as festas de San Fermín, em Pamplona, pelo qual foram condenados a nove anos de prisão por abuso sexual.

O jornal escreve que estes quatro homens estão acusados de alegados abusos sexuais e de crime contra a privacidade desta mulher que se encontrava inconsciente no interior de um automóvel.

A juíza considera que se tratou de um crime contra a privacidade porque os acusados gravaram com um telemóvel os alegados abusos, tendo-os difundido de seguida em vários grupos do WhatsApp, referindo-se à rapariga como “A Bela Adormecida”.

Na mesma acusação, do passado dia 21 de setembro, um dos quatro membros do grupo, o militar Alfonso Cabezuelo, é ainda acusado de um crime de maus tratos, por alegadamente ter bofeteado a vítima quando esta se recusou a fazer-lhe sexo oral.

Este caso foi descoberto, precisamente, durante a instrução do processo de Pamplona. O juiz responsável alertou para a existência de um vídeo de abusos a uma outra jovem nos telemóveis destes homens.

Nas imagens, a juíza confirmou que se pode ver os suspeitos a apalpar e a beijar a vítima, quando esta se encontrava num profundo estado de inconsciência. A jovem de 21 anos não se lembrava de nada do que tinha acontecido dentro do carro.

Em declarações ao jornal espanhol, Jesús Pérez, advogado do guarda civil deste grupo, explica que “não estão de acordo com os factos relatados no auto da juíza, que contêm contradições muito sérias e evidentes”, acrescentando que estão a pensar recorrer. A defesa dos restantes membros do “La Manada” não tem essa intenção.

Desde junho que quatro destes homens se encontram em liberdade condicional, tendo ficado ainda sujeitos ao pagamento de uma fiança de seis mil euros, obrigatoriedade de comparecer no tribunal da sua residência três dias por semana, retirada do passaporte, proibição de sair do território nacional sem autorização judicial e de se dirigirem à Comunidade de Madrid, local onde mora a vítima, estando ainda proibidos de entrar em contacto com a mesma.

O membro do grupo, que não se encontrava presente neste novo episódio de abuso, continua preso por ter roubado uns óculos de sol numa loja no centro de Sevilha.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Marcelo admite confinamentos locais, fala em "reta final" e aponta à "recuperação social"

O Presidente da República afirmou esperar que o estado de emergência esteja a caminhar para o fim, sem dar como certo que esta seja a sua última renovação, e admitiu confinamentos locais para conter a …

Caso Marquês: Distribuição do processo investigado. Recursos só chegam ao Tribunal da Relação em 2022

O Conselho Superior da Magistratura (CSM) vai averiguar se há novos elementos que justifiquem uma alteração do seu entendimento de que não houve irregularidades na distribuição, na fase de investigação da Operação Marquês, ao juiz …

Estado condenado a pagar oito mil euros por demorar 24 anos a atribuir pensão de alimentos

O Tribunal Administrativo do Círculo de Lisboa condenou o Estado a pagar 8.500 euros a uma mãe, que esteve 24 anos à espera de uma pensão de alimentos para as duas filhas, hoje com 37 …

Centenas de pessoas ficaram à espera de vacinação na Maia devido a erro informático

A situação ocorreu no Centro de Vacinação Covid Maia I, que funciona em Gemunde, nas instalações da Junta de Freguesia do Castêlo da Maia. A Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N) disse esta quarta-feira que …

Juiz anti-confinamento junta apoiantes e é acusado de desrespeitar a GNR

O juiz Rui Fonseca e Castro, fundador do grupo “Juristas Pela Verdade” e da associação “Habeas Corpus”, organizou uma manifestação em Palmela, mas está a ser acusado de não cumprir as regras. Três dias depois de …

Morreu Artur Garcia, nome da música ligeira portuguesa da década de 1960

O cantor Artur Garcia, de 83 anos, que protagonizou vários êxitos nas décadas de 1960 e 1970, morreu hoje, na Aldeia de Juzo, em Cascais, disse à Lusa o agente artístico António Fortuna. O artista, que …

Mosteiro dos Jerónimos está a ser lavado com álcool

O claustro do Mosteiro dos Jerónimos está a ser alvo de recuperação, com recurso a álcool a 70 graus, o mesmo que se usa para desinfectar as mãos contra a covid-19. Mas não tem nada …

Primeiras doses da vacina da Johnson & Johnson já chegaram a Portugal

Mesmo com o atraso na entrega das vacinas anunciado pela Johnson & Johnson na terça-feira, cerca de 31.200 doses deste fármaco chegaram a Portugal esta quarta-feira. O calendário de entregas apontava para a chegada da primeira …

Apenas 30 pessoas podem ir ao funeral do príncipe Filipe. Eis os convidados

Em altura de pandemia, o funeral do príncipe Filipe será discreto e reservado aos mais próximos. Assim sendo, e de modo a cumprir as normas de segurança, apenas 30 pessoas estarão presentes no último adeus …

Bastonário da Ordem dos Médicos diz que datas do desconfinamento “podem ser mantidas"

O bastonário da Ordem dos Médicos considerou hoje que as datas do desconfinamento, agendadas pelo Governo, "podem ser mantidas" desde que não se descure parâmetros como “a vacinação, os mecanismos de proteção individual, e a …