Sentença do caso “La Manada” levou a revolta às ruas de Espanha

Kai Foersterling / EPA

Milhares de pessoas protestaram em várias cidades espanholas contra a sentença do caso “La Manada”

Cinco homens foram condenados a nove anos de prisão por abuso sexual de uma jovem de 18 anos, em 2016, quando a procuradoria espanhola pedia uma pena de 22 anos mas por agressão sexual.

Segundo o Diário de Notícias, Espanha está em choque com a sentença anunciada, esta quinta-feira, pela justiça no caso “La Manada”. Em causa está a violação de uma jovem de 18 anos, em 2016, durante as festas de San Fermín, em Pamplona, por cinco indivíduos que se auto-denominavam por este nome num grupo do WhatsApp.

Os cinco arguidos, com idades entre os 27 e os 29 anos e entre eles um militar e um guarda civil, foram condenados a nove anos de prisão por abuso sexual e ficam obrigados ao pagamento de uma indemnização de 50 mil euros à vítima (10 mil euros cada um).

De acordo com o Observador, os arguidos, que estão em prisão preventiva desde que foram detidos em julho do mesmo ano, arriscavam-se a 22 anos de prisão por crimes de agressão sexual, contra intimidade e roubo com intimidação.

Porém, os juízes do tribunal de Navarra pensam que não se tratou de agressão sexual, mas sim de abuso sexual, porque a vítima não ofereceu resistência, justificando-se então as penas mais leves. Um dos magistrados chegou mesmo a votar pela absolvição do grupo.

No grupo do WhatsApp, os cinco homens terão falado em arranjar cordas e as chamadas drogas de violação, antes da viagem de Sevilha para Pamplona, mas, relativamente a este caso, alegam que a relação sexual foi consentida, escreve o DN.

A jovem negou essa situação e reconheceu que só não conseguiu oferecer resistência porque entrou em “estado de choque”. Nos vídeos analisados pelo tribunal, filmados pelos membros do grupo, a rapariga mantém uma atitude “passiva ou neutra”, com os olhos sempre fechados, pode ler-se num relatório da polícia citado pelo diário.

“Só queria que tudo acabasse depressa e então fechei os olhos para não ter de ver nada”, disse depois a vítima no tribunal.

Depois da sentença, o advogado de um dos condenados, Jesus Perez, anunciou que vai recorrer da decisão do tribunal e defende que os arguidos devem ser absolvidos. O advogado dos restantes membros, Agustín Martínez Becerra, também vai recorrer.

“Sacaram da manga um delito de abuso sexual com prevalência que em momento algum tinha estado na base da acusação e não nos pudemos defender”, afirmou, citado pelo jornal online. O advogado da vítima admitiu estar “dececionado” com a sentença e também vai recorrer.

Segundo o DN, dezenas de pessoas que aguardavam o anúncio da sentença à porta do tribunal espanhol manifestaram a sua indignação pelos homens terem sido condenados por abuso sexual e não por violação.

A indignação rapidamente se espalhou por várias cidades do país, com milhares de espanhóis nas ruas sob as palavras de ordem “no es no” e “hermana, yo sí te creo”.

No Twitter, políticos de vários partidos mostraram o seu desagrado com o desfecho deste caso. De acordo com o Observador, até a polícia espanhola usou a rede social para partilhar um tweet no qual se lia várias vezes a hashtag “no es no”.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Minas americanas continuam inseguras apesar de multas de mil milhões de dólares

O veredito é dado pela sistema federal que multa as empresas mineiras: nem os mais de mil milhões de dólares em multas se revelaram suficientes para desencorajar as práticas inseguras do setor. Esta foi a conclusão …

Ainda há esperança. Corais do Atlântico reproduziram-se pela primeira vez em laboratório

Este é um avanço histórico que poderia ajudar a salvar corais em todo o mundo, incluindo o ameaçado recife da Flórida, nos Estados Unidos. O Aquário da Flórida, nos Estados Unidos, conseguiu que o coral Dendrogyra …

Cientistas descobrem a melhor maneira de ensinar uma nova língua a crianças

As pessoas muitas vezes assumem que as crianças aprendem novas línguas facilmente e sem esforço, independentemente da situação em que se encontram. Mas será verdade que as crianças absorvem linguagem como esponjas? Estudos mostraram que as …

Cientistas descobrem que as mantas gostam de socializar e de fazer amigos

Embora já tenham sido consideradas criaturas solitárias, um novo estudo descobriu que as mantas formam relações sociais e escolhem parceiros sociais. De acordo com o IFLScience, uma equipa de cientistas estudou mais de 500 grupos sociais …

Planta que não se reproduzia há 60 milhões de anos no Reino Unido revivida pelas alterações climáticas

Há 60 milhões de anos que as cicas não se reproduziam no Reino Unido. Agora, com a subida das temperaturas devido às alterações climáticas, fizeram-no pela primeira vez. As cicas são plantas lenhosas muito parecidas com …

Líderes políticos e religiosos ultraconservadores reunidos secretamente em Fátima

A reunião foi promovida pela International Catholic Legislators Network (ICLN). O encontro começou na quinta e termina este domingo. Entre muitos, conta com a participação do primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán. Vários líderes políticos e religiosos ultraconservadores …

Rio alerta para "divórcio violento" e medo de Costa em perder votos para o BE

O líder do PSD, Rui Rio, disse este sábado que as críticas de António Costa ao Bloco de Esquerda refletem "ingratidão" e o "medo" que o Partido Socialista tem em "perder" votos para os bloquistas …

Trump diz que Boris é "o homem certo" e promete "grande acordo comercial"

Os dois líderes estiveram reunidos à margem da cimeira do G7. Trump elogiou Boris e garantiu que o acordo comercial com o Reino Unido será rápido depois do Brexit. Johnson diz que será "fantástico". O Presidente …

Uma impressora 3D construiu uma casa em apenas 12 horas

A impressora 3D S-Squared (SQ3D) construiu um protótipo básico de uma casa em cerca de 12 horas. A estrutura tem 46 metros quadrados e foi construída através de uma mistura de cimento em camadas. O trabalho …

Uma estrela supermassiva explodiu e aniquilou tudo à sua volta

Uma estrela renegada, que explodiu numa galáxia distante, forçou os astrónomos a colocar de lado décadas de investigação e a concentraram-se num novo tipo de supernova que pode aniquilar completamente a sua estrela-mãe - não …