Mais 21 imóveis do Estado integrados no programa de rendas acessíveis

António Cotrim / Lusa

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos

Mais 21 imóveis do Estado vão passar a integrar o programa de reabilitação de património público para arrendamento acessível, juntando-se aos 29 já integrados, num total de 50.

De acordo com Pedro Nuno Santos, que tutela as pastas das Infraestruturas e da Habitação, aos 29 imóveis do Estado já anunciados para futura reabilitação e arrendamento por parte da classe média portuguesa, através do Fundo Nacional para a Reabilitação do Edificado (FNRE), juntam-se mais 21 apartamentos para o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IRHU). Estes imóveis do Estado completam o Programa de Arrendamento Acessível, em vigor desde 1 de julho.

O ministro falava aos jornalistas no hospital psiquiátrico Miguel Bombarda, em Lisboa, no âmbito da cerimónia de apresentação do Programa de Disponibilização de Património do Estado para Arrendamento Acessível, que contou com a presença do primeiro-ministro, António Costa.

Segundo a secretária de Estado da Habitação, Ana Pinho, nem todos os imóveis devolutos do Estado eram adequados para integrar o FNRE, tendo em conta as suas especificidades, tendo sido encontrada a solução de estes serem reabilitados e colocados em arrendamento pelo IRHU.

“Em ambas as situações, não haverá recurso a fundos do Orçamento do Estado, dado serem soluções economicamente sustentáveis, mas há mesmo assim um esforço e investimento públicos consideráveis, mediante a afetação de património construído a este fim”, salientou Ana Pinho.

De acordo com a secretária de Estado, o Governo criou “um conjunto de instrumentos” para, de forma “articulada e complementar”, dar resposta “às graves carências habitacionais sentidas no país” de um vasto conjunto de pessoas que “enfrentam hoje problemas de acesso à habitação”.

Além do antigo hospital Miguel Bombarda (área de 44 mil metros quadrados), também o lisboeta quartel do largo Cabeço da Bola (13 mil metros quadrados) está incluído no pacote imobiliário em causa, assim como outros edifícios no Porto, Tavira, Gaia, Sintra, Coimbra, Loures, Vila Franca de Xira, Évora, Portalegre, Guarda ou Figueira da Foz.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Estado poderá recorrer a contratos a termo mais longos do que o privado

O Estado vai poder recorrer a contratos a prazo mais longos do que o privado. O diploma, aprovado no mês passado no Parlamento, prevê para o setor privado a redução da duração máxima dos contratos …

Bruno Fernandes critica horário tardio dos jogos do campeonato

No final da partida com o SC Braga, Bruno Fernandes falou aos jornalistas e aproveitou para criticar o horário tardio de alguns jogos do campeonato. A partida começou às 21h. Este domingo, 12 jogos depois, o …

Protesto em Hong Kong juntou mais de 1,7 milhões de manifestantes

Mais de 1,7 milhões de pessoas manifestaram-se no domingo, em Hong Kong, informou o movimento pró-democracia que tem liderado os grandes protestos contra a lei da extradição, desde o início de junho. Em conferência de imprensa, …

Medvedev entra no top 5 mundial do ténis. Pedro Sousa sobe 23 lugares

Medvedev, de 23 anos, que nunca tinha vencido um torneio de categoria Masters 1000, subiu três posições e figura pela primeira vez entre os cinco primeiros da tabela. O russo Daniil Medvedev, vencedor do torneio Masters …

Só 2% das escolas em Portugal têm desfibrilhadores

Apenas 129 dos 5.909 estabelecimentos de ensino em Portugal têm desfibrilhadores automáticos externos (DAE), o que representa 2,1%. Os dados recolhidos pelo Jornal de Notícias são do INEM, que assegura ainda que nas comunidades escolares existem …

Cerca de oito mil pessoas retiradas da Grã Canária devido a incêndio

Cerca de oito mil pessoas foram retiradas das suas casas em várias cidades no norte da Grã Canária na sequência do incêndio florestal que lavra desde sábado naquela ilha espanhola. De acordo com a agência de …

Guerra aberta no PSD/Porto. Líder local desafiado a demitir-se

Hugo Neto escreveu mensagem dura contra Rui Rio e agora recebeu uma carta de militantes do Porto pedindo-lhe que se demita, acusado de falta de "caráter, lealdade, responsabilidade e espírito de serviço". "Expostos os motivos pessoais, …

SNMMP promete greve cirúrgica caso acordo com a Antram falhe

Caso as negociações entre o SNMMP e a Antram falhem, o sindicato poderá voltar a fazer greve. Rui Rio acusou o Governo de montar "um circo com fins eleitorais". Depois de no domingo o Sindicato Nacional …

Taxa das bebidas açucaradas subiu preços (mas não reduziu hábitos de consumo)

Apesar dos aumentos de preço impostos aos refrigerantes, devido à taxa introduzida pelo Governo em 2017, não foram registadas menos vendas. O objetivo da medida, que pretendia incentivar a redução do consumo de bebidas açucaradas, parece …

Caos, fronteiras fechadas e falta de combustível, comida e medicamentos. Eis os efeitos do Brexit sem acordo

Documentos oficiais divulgados este domingo pelo jornal Sunday Times alertam que uma saída do Reino Unido da União Europeia (UE) sem acordo vai implicar um período de escassez de combustível, alimentos e medicamentos e o …