21 estudantes indianos suicidaram-se depois de reprovar nos exames. Notas podem ter sido mal atribuídas

Stephen Zane / Flickr

Escola em Chittoor, na Índia

Mais de 20 estudantes suicidaram-se no estado de Telangana, na Índia central, depois de terem reprovado em exames de acesso ao Ensino Superior. Desde 18 de abril, data em que os resultados foram divulgados, registaram-se 21 casos. 

De acordo com o média local India Today, alguns dos resultados da prova em causa podem ter sido mal atribuídos devido a um erro no sistema de avaliação. Tendo em conta as suspeitas de que alguns dos resultados possam ter sido mal atribuídos, o estado de Telengana ordenou que todos os exames fossem revistos.

Estas suspeitas ganharam mais força na passada quinta-feira, quando um relatório do Governo indiano confirmou que o sistema utilizado para a correção das provas apresenta erros graves. De acordo com a Fox News, cerca de um milhão de jovens fizeram o exame entre fevereiro e março. Destes, 350.000 reprovaram.

Entre os casos de suicídio reportados recentemente – a 26 de abril estavam confirmadas 18 mortos, de acordo com o Indian Express – está um jovem que se atirou para uma linha de comboio e um aluno que se imolou em chamas.

G Nagendra, estudante do colégio de Narayana, enforcou-se pouco tempo depois de ter descoberto que tinha reprovado a Matemática. “Não acreditava que tinha chumbado à sua disciplina preferida”, conta o pai, G Vivekananda, ao Indian Express. “Fechou-se [em casa] e recusava-se a comer. Mas nunca pensámos que se ia suicidar.”

Também na quinta-feira, o primeiro-ministro de Telangana, Kalvakuntla Chandrashekar Rao, instou os alunos a não tentarem pôr fim à sua vida por falharem numa prova.

A onda de suicídios provou protestos entre pais e alunos, que também suspeitam que o elevado números de reprovações foi causado por um erro de correção. Pais e estudantes protestam ainda contra a falta de informação sobre o novo processo de avaliação adotado.

Os manifestantes pedem ainda ao Governo um indemnização de 2,4 milhões de rupias (cerca de 31.900 euros) para as famílias de cada estudante que cometeu suicídio.

Tal como observa a Russia Today, este não é a primeira onda de suicídios de jovens estudantes na Índia. Entre setembro e outubro de 2017, mais de 50 alunos suicidaram-se nos estados de Telangana e Andhra Pradesh.

SA, ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

Presidente promulga lei que lança app Stayaway Covid

O Presidente da República promulgou, esta terça-feira, o diploma que estabelece o responsável pelo tratamento dos dados e regula a intervenção do médico no sistema 'Stayaway Covid'. À margem de uma visita a Lagoa, no Algarve, …

Prémios e dados pessoais. Worten alerta clientes para falso SMS em circulação

A Worten alerta os clientes para não partilharem dados pessoais em resposta a mensagens publicitárias falsas que estão a circular por SMS em nome da retalhista, a anunciar um prémio. "Alertamos que não devem ser facultados …

GNR já passou 2200 coimas por falta de limpeza de terrenos. Mais de cem câmaras multadas

Mais de uma centena de câmaras municipais foram multadas por falta de limpeza de terrenos, sendo a ausência de tratamento nas margens das estradas e junto às linhas de distribuição elétrica a principal infração registada …

Presidente do Governo da Catalunha pede a Filipe VI que abdique

O presidente do governo regional da Catalunha, Quim Torra, pediu na terça-feira ao rei Filipe VI que abdique e solicitou ao presidente do parlamento que convoque uma sessão plenária extraordinária para estabelecer uma "posição comum" …

Virologista chinesa diz que novo coronavírus foi "criado em laboratório militar"

A virologista chinesa que fugiu para os Estados Unidos deu mais uma entrevista onde assegura que o novo coronavírus foi "criado num laboratório militar". Numa nova entrevista, citada pelo jornal online Observador, Li Meng-Yan, a virologista …

Ministério da Saúde abre 435 vagas para médicos de família

É o maior número de vagas dos últimos anos colocadas a concurso para a contratação de médicos especialistas em medicina geral e familiar para o SNS. De acordo com o jornal Público, o Ministério da Saúde …

MP brasileiro processa pastor por anunciar cura com feijões para a covid-19

O Ministério Público brasileiro pediu a abertura de um processo contra o pastor evangélico Valdemiro Santiago e a Igreja Mundial do Poder de Deus, que anunciaram a cura da covid-19 a partir do cultivo de …

Dívida do Estado à ADSE ascende a 200 milhões de euros

A dívida do Estado à ADSE, em 2019, ascendia a 198,2 milhões de euros, segundo o parecer do Conselho Geral e de Supervisão (CGS) ao relatório e contas do ano passado, publicado no site do …

Governo dos Açores violou Constituição ao impor quarentena obrigatória

O confinamento obrigatório de 14 dias que o governo regional dos Açores tem imposto a quem chega à região autónoma é inconstitucional, dizem os juízes do Tribunal Constitucional. As autoridades açorianas violaram a Constituição ao impor …

China caminha a passos largos para a normalidade. Gaming, cerveja e Ikea dão empurrão

A China não regista, desde 17 de maio, vítimas mortais causadas pelo novo coronavírus. No entanto, há dois surtos ativos que parecem não impedir a população de caminhar em direção à normalidade. À semelhança do resto …