Há 20 vezes mais casos de covid-19 do que no ano passado (mas a doença “é agora muito menos perigosa”)

Há, atualmente, 20 vezes mais casos de covid-19 em comparação com o mesmo período do ano passado. O número absoluto de mortes por covid-19 registado em abril é quase cinco vezes superior ao valor reportado no mesmo mês de 2021, ainda que a letalidade seja hoje bastante inferior.

O número de casos de covid-19 registados em abril é cerca de 20 vezes superior comparativamente com o valor registado no mesmo mês do ano passado, em que o número de casos diários rondava os 500. “Neste momento, está entre 9000 e 10.000”, revelou o epidemiologista Manuel Carmo Gomes ao Público.

Já o número, em termos absolutos, de mortes por covid-19 registado em abril deste ano (quase 500) é quase cinco vezes superior ao valor reportado no mesmo mês de 2021 (117).

No entanto, a letalidade (quociente entre o número de óbitos e de casos) é atualmente “cerca de cinco vezes inferior, comparativamente a abril de 2021”. Na altura, a letalidade da covid-19 “era aproximadamente 1% e agora é cerca de 0,2%”.

A doença é agora muito menos perigosa em termos de risco de morrer. Além disso, agora quem morre são predominantemente as pessoas com mais de 80 anos”, destacou Manuel Carmo Gomes.

O especialista também realçou que o facto de o país registar, neste momento, em média, entre 17 e 19 óbitos por dia não é, por isso, “um sinal de perigo, mas apenas uma situação inerente a um vírus que não é muito patogénico, mas que está a circular intensamente na nossa população”.

Quanto ao referencial de 20 óbitos por milhão de habitantes numa média a 14 dias, estabelecido pelo Governo, Carmo Gomes explicou que, segundo dados que remontam a 1 de ,aio, este índice ronda os 24,1 e apresenta “uma tendência descendente desde dia 19 de abril”, data em que o valor era de 29.

“Não tenho a certeza de se esta descida se vai prolongar desta maneira nas próximas semanas. Se isso acontecer — e é um grande ‘se’ —, por volta de meados de maio deveremos estar a atingir os 20 óbitos acumulados a 14 dias” por milhão de habitantes.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE