120 mil portugueses podem perder apoios sociais no Reino Unido

O governo português avisa que milhares de portugueses emigrados no Reino Unido serão severamente prejudicados com as medidas que o primeiro-ministro britânico, James Cameron, pretende implementar.

Segundo o Diário Económico, de acordo com as estimativas do Governo, cerca de 120 mil portugueses podem ser prejudicados pela proposta do primeiro-ministro britânico de cortar os apoios sociais aos imigrantes da União Europeia (UE).

“De acordo com os dados do Observatório da Emigração, em 2013 e 2014 entraram no Reino Unido cerca de 30 mil portugueses por ano. Estimando que esse número não mudou substancialmente em 2015 (ano para o qual ainda não existem dados) e não se vai alterar em 2016 e 2017, apontaríamos para cerca de 120 mil os portugueses a serem afectados”, afirmou ao Económico fonte oficial do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

No centro da questão está a mais polémica das quatro condições de David Cameron para renegociar a relação de Londres com Bruxelas antes de realizar um referendo sobre a manutenção do país na UE, que pode ter lugar este ano ou em 2017.

Na proposta, o líder britânico quer luz verde de Bruxelas para condicionar o acesso a apoios sociais dos imigrantes europeus nos primeiros quatro anos de trabalho no país.

“O que Reino Unido está a propor em matéria de política migratória não respeita o princípio da não-discriminação e aí não poderemos aceitar”, alertou já Margarida Marques, Secretária de Estado dos Assuntos Europeus, em entrevista ao Diário Económico.

A reacção portuguesa teve réplicas na maioria dos países, que como Portugal, exportam migrantes. A maior resistência veio mesmo da Polónia que tem 700 mil cidadãos no Reino Unido.

Numa tentativa de acordo, no final do ano passado, a França e a Alemanha disseram que estão dispostos a aceitar uma suspensão dos apoios sociais aos europeus por parte de Londres, mas apenas por um período de três anos.

Esta proposta foi bem recebida pelas autoridades britânicas.

“O Reino Unido está aberto ao compromisso e Cameron tem a impressão de que vários líderes europeus também estão prontos a isso”, disse um diplomata francês ao Politico.eu.

Bom Dia

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Isto é que é uma UNIÃO. Até bem pouco tempo andaram a dar subsídios a torto e a direito a quem nunca trabalhou no país, agora querem suspender subsídios até 4 anos?? Haja um mínimo de decência. As pessoas que trabalham não ten qualquer responsabilidade por actos que os politicos Europeus tiveram ao longo da existência de dita “União Europeia” que de união não tem NADA.

  2. É verdade que muitos aproveitam desses subsidios de forma fraudulenta mas também o Governo Inglês ganha imenso com a mão de obra qualificada que não gastaram 1 cêntimo com a sua formação. É a outra face da moeda! Aguente Sr. Cameron!

  3. O país é deles e eles podem fazer o que quiserem. Aqui também deveriam extinguir o RSI. Principalmente aos ciganos e refugiados.

  4. Não vai haver problemas, o senhor Costa e a sua comitiva de esquerda apresentam-se em Londres e vão pôr o senhor Cameron em sentido e este vai baixar a bolinha, mas por outro lado estes 120 mil não vão ser suficientes para satisfazer os novos empregos que em breve por aqui vão estar à disposição como o prometido.

RESPONDER

Inteligência Artificial aprendeu a pintar como Rembrandt

Investigadores ensinaram uma rede neural de Inteligência Artificial a recriar a magnum opus de Rembrandt, à qual lhe faltavam partes da obra original. O cientista Robert Erdmann trabalhou lado a lado com o Rijksmuseum, o museu …

Tempestade de areia "engoliu" cidade na China

Uma forte tempestade de areia "engoliu" a cidade de Dunhuang, no noroeste da China, no passado domingo. De acordo com o South China Morning Post, a forte tempestade de areia, que provocou nuvens de poeira com …

Raíssa faz bolachas com o lema "Fora Bolsonaro". Já se tornaram virais

Uma brasileira começou a fazer bolachas com o lema "Fora Bolsonaro" em jeito de brincadeira, mas agora já vende centenas todos os dias. Aquilo que começou como uma simples brincadeira, acabou por tornar-se viral. A ideia …

Zara, 19 anos, quer ser a mulher mais nova de sempre a voar sozinha à volta do mundo

Uma jovem, de 19 anos, pôs mãos à obra para levar a cabo um "gap year" (o chamado ano sabático) com um propósito muito fora do comum: tornar-se a mulher mais nova de sempre a …

Francês diz ter usado método matemático para ganhar o Euromilhões

O francês, que não quis revelar a sua fórmula à imprensa, ganhou, no dia 11 de junho, 30 milhões de euros com a combinação com a qual jogava há um mês. A história foi contada, esta …

Mais de metade da população portuguesa já tem a vacinação completa

Mais de metade da população residente em Portugal (52%) já tem a vacinação completa contra a covid-19, revela o relatório semanal de vacinação divulgado esta terça-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último relatório semanal …

Campeão olímpico criou problemas no seu país natal

Richard Carapaz, medalha de ouro no ciclismo, foi direto: "O país nunca acreditou em mim". Presidente do Equador, ministro e Comité Olímpico reagiram. Poucos dias depois de ter subido ao pódio final da Volta a França …

Jovens preocupados com fertilidade e efeitos secundários das vacinas contra a covid-19

Com o avanço das campanhas de vacinação, um grande número de pessoas das faixas etárias baixo dos 30 anos mostra-se relutante em tomar a vacina contra a covid-19. Os jovens falam de preocupações com fertilidade …

Dois gestos de Cla(ri)sse que ficam para a memória olímpica

Clarisse Agbégnénou foi campeã olímpica no judo, pela primeira vez - mas a atitude que demonstrou, mal venceu a final, ficará também nos registos. Campeã mundial cinco vezes, mais duas medalhas de prata. Cinco medalhas em …

Sindicatos avançam com ações legais para travar despedimento coletivo na TAP

Os sindicatos que representam os trabalhadores da TAP vão avançar com ações legais para travar o despedimento coletivo que a empresa iniciou na segunda-feira, que abrange 124 profissionais. "Até agora houve conversa, a partir de agora …