De 100 candidaturas às presidenciais da Tunísia, apenas 26 foram aprovadas

Vinte e seis candidaturas foram consideradas como válidas para disputar as eleições presidenciais antecipadas na Tunísia agendadas para 15 de setembro, divulgou esta quarta-feira a comissão de eleições local, informando ainda que outras 71 candidaturas foram rejeitadas.

As candidaturas rejeitadas poderão ainda recorrer da decisão a partir desta quinta-feira (dia 15 de agosto), explicou o presidente da comissão de eleições tunisina (Isie, na sigla em francês), Nabil Baffoun, numa conferência de imprensa, avançando que a lista final de candidatos ao escrutínio presidencial será conhecida a 31 de agosto.

Entre as candidaturas rejeitadas está a do advogado Mounir Baatour, que se apresenta como um defensor dos direitos LGBTI (pessoas lésbicas, gays, bissexuais, trans e intersexuais) embora seja contestado dentro da própria comunidade.

A candidatura presidencial de Mounir Baatour, que assumiu publicamente ser homossexual, seria a primeira de uma pessoa com esta orientação sexual na história da Tunísia e do mundo árabe.

Com a primeira volta das presidenciais agendada para 15 de setembro, o período de campanha eleitoral vai decorrer entre os dias 2 e 13 do mesmo mês. Inicialmente prevista para o fim do ano, a eleição presidencial foi antecipada por causa da morte do chefe de Estado tunisino Béji Caïd Essebsi no passado mês de julho.

O primeiro Presidente democraticamente eleito em 2014, três anos após a queda de Zine el Abidine Ben Ali, Béji Caïd Essebsi, de 92 anos, morreu no dia 25 de julho, alguns meses antes do fim do seu mandato, após ter sido hospitalizado nos cuidados intensivos. O presidente do Parlamento, Mohamed Ennaceur, assegura atualmente a liderança interina do país.

País pioneiro da vaga de protestos que abalou vários países do mundo árabe em 2011, conhecida como “Primavera Árabe”, a Tunísia conseguiu traçar nos últimos anos um caminho para a democratização.

O futuro escrutínio presidencial, bem como as legislativas previstas para o outono, são encaradas como novos testes a esta jovem democracia, que ainda enfrenta dificuldades económicas e sociais significativas.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Sydney. Qualidade do ar perigosa devido a incêndios no leste da Austrália

A qualidade do ar em Sydney atingiu esta terça-feira um nível perigoso devido à densa camada de fumo proveniente dos incêndios florestais, no leste da Austrália, indicou o Departamento de Meteorologia australiano. "Os ventos fracos e …

Governo prevê superavit de 0,2% e crescimento de 2% em 2020

O líder parlamentar do Partido Ecologista “Os Verdes” revelou esta terça-feira que o Governo prevê para o próximo ano um excedente orçamental de 0,2% e um crescimento de 2%. José Luís Ferreira, líder parlamentar do Partido …

Meo e Nos vão subir preços de alguns serviços em 2020

Escreve o Jornal de Negócios esta terça-feira que a Meo e a Nos vão atualizar o tarifário de alguns dos seus serviços a partir de 1 de janeiro de 2020. A fatura dos clientes deverá …

Maria e Francisco foram os nomes mais populares em 2019

Maria foi, mais uma vez, o nome feminino mais popular em 2019. João foi atirado para segundo lugar, sendo destronado por Francisco. Dados do Ministério da Justiça, divulgados pela TVI24, revela que, este ano, foram registadas …

Tensão nas eleições da JSD-Porto levam à intervenção da PSP

Rodrigo Passos foi eleito, no sábado, como novo líder da JSD-Porto, substituindo Rosina Ribeiro Pereira, que deixou algumas palavras duras para comentar o que se passou no ato eleitoral. Segundo o Público, Rosina Ribeiro Pereira, eleita …

Livre não aplica sanção a Joacine, mas condena declarações da deputada

O Livre decidiu não aplicar qualquer sanção disciplinar a Joacine Katar Moreira no seguimento do conflito entre Direção e deputada que surgiu após a polémica abstenção num voto no parlamento sobre uma investida israelita na …

Rio alerta para "claro divórcio entre a sociedade portuguesa e os partidos políticos"

O presidente do PSD, Rui Rio, disse ontem, em Paredes, no distrito do Porto, haver "um divórcio entre a sociedade e os partidos", defendendo que só uma maior "abertura" das estruturas às "pessoas" pode inverter …

Megaoperação de combate à pedofilia detém mais de 30 pessoas

Mais de 30 pessoas foram detidas em onze países no âmbito de uma megaoperação de combate à pornografia infantil realizada pela Europol e pela polícia nacional de Espanha, país onde foram presos mais de metade …

Grandes hotéis acusados de ignorar tráfico sexual. Queixa em grupo relata casos de 13 mulheres

Uma ação judicial deu entrada segunda-feira em Columbus, Ohio, nos Estados Unidos (EUA), com vários grandes grupos hoteleiros a serem acusados de lucrar com o tráfico sexual, ignorando os crimes e os danos nas vítimas. Segundo …

Líder da Birmânia, Suu Kyi, vai a Haia defender o país de acusação de genocídio

A líder birmanesa Aung San Suu Kyi decidiu comparecer perante o Tribunal Internacional de Justiça (TIJ) para defender o seu país da acusação de genocídio contra a minoria muçulmana rohingya, durante uma audiência de três …