Mais 1.577 casos de covid-19 e 63 mortes. Variante britânica chegou à Madeira

Tiago Petinga / Lusa

Portugal contabiliza este domingo mais 63 mortes relacionadas com a covid-19 e 1.577 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

O boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) revela que foram registados mais 1.577 casos em Portugal nas últimas 24 horas.

O Observador recorda que o número de novos casos é muito mais baixo do que nos dias anteriores à pausa de Natal. A diferença pode estar relacionada com o facto de haver menos amostras processadas devido ao fim de semana natalício prolongado.

O boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) indica ainda que estão internada 2.870 pessoas, mais 80 do que no sábado, das quais 504 em cuidados intensivos, ou seja, menos nove.

Dos 1.577 novos casos, a maior parte foi registada na região Norte (717), seguindo-se Lisboa e Vale do Tejo (464), Centro (279), Algarve (38), Madeira (37), Alentejo (32) e Açores (10).

O foco dos novos casos de infeção pelo novo coronavírus é a faixa etária dos 40 aos 49 anos, com 290 dos 1.577 infetados. Seguem-se 50-59 anos (246 casos), 30-39 anos (222), 20-29 anos (204), 60-69 anos (169), 10-19 anos (129), 80 anos ou mais (118), 70-79 anos (109) e até nove anos de idade (90). De acordo com o boletim, 832 dos novos infetados são mulheres e 745 são do sexo masculino.

Em relação aos óbitos, seis das 63 vítimas mortais tinham entre 60 e 69 anos e 18 tinham entre 70 e 79 anos. A maior parte dos óbitos (39) eram indivíduos com 80 anos ou mais. Segundo o boletim, 34 das vítimas eram do sexo masculino e 29 eram do sexo feminino.

É na região de Lisboa e Vale do Tejo que se verifica o maior número de vítimas mortais: 24. Seguem-se o Norte (23), Centro (11), Alentejo (4) e Madeira (1). Não foram registados óbitos no arquipélago dos Açores.

Nas últimas 24 horas, foram registadas 3.075 novas recuperações.

Nova variante britânica chegou à Madeira

A Secretaria Regional de Saúde e Proteção Civil da Madeira anunciou este domingo ter confirmado a presença da nova variante do SARS-CoV-2, em viajantes que chegaram à região provenientes do Reino Unido.

“Na sequência da análise genética pedida pela Direção Regional de Saúde ao Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge a uma amostra de alguns casos positivos detetados na RAM [Região Autónoma da Madeira], foi confirmada a presença da nova estirpe do vírus do Reino Unido na Madeira”, revelou a secretaria regional, acrescentando que “foi detetada em viajantes que chegaram à Madeira provenientes do Reino Unido”.

Segundo a mesma nota, que não especifica o número de infetados, “esta identificação só foi possível graças ao trabalho desenvolvido pelo Centro de Rastreio do Aeroporto Internacional da Madeira o qual permite rastrear, identificar e encaminhar para isolamento casos positivos, quando detetados”.

Este domingo, arrancou a campanha de vacinação em cinco centros hospitalares. António Sarmento, diretor do serviço de infecciologia do Hospital de São João, foi quem deu o pontapé de saída, sendo vacinado às 10h na instituição onde trabalha.

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 6.619 mortes e 394.573 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando este domingo ativos 68.208, menos 1.561 do que no sábado. Há ainda mais 1.751 contactos em vigilância, perfazendo um total de 92.069 pessoas.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Portugal ultrapassa Estados Unidos em população com vacinação completa

EUA vivem atualmente um planalto no seu processo de vacinação, com pouco mais de meio milhão de cidadãos a serem vacinados diariamente. Desaceleração no ritmo de inoculações é atribuída a motivações pessoais da população e …

Mulher que vestia camisola com capa do Charlie Hebdo ferida em Londres

Uma mulher que vestia uma camisola estampada com uma capa da revista satírica francesa Charlie Hebdo foi ferida levemente com arma branca no domingo em Hyde Park, em Londres, informou a polícia, que pediu colaboração …

Novo Banco. Comissão de inquérito aprova que resolução do BES foi "fraude política"

A comissão de inquérito ao Novo Banco aprovou uma proposta do PCP de alteração ao relatório referindo que a resolução do BES e a sua capitalização inicial, de 4.900 milhões de euros, foi "uma fraude …

BCP prevê saída de mais de 800 trabalhadores e admite despedimento coletivo

O presidente do BCP disse esta segunda-feira que deverão sair do banco mais de 800 trabalhadores, abaixo da meta inicial de 1.000, mas que depende dos funcionários que aceitarem rescindir e mantém a possibilidade de …

Jogos Olímpicos. Ouro e prata para atletas de...13 anos

Pódio muito jovem na estreia do skate feminino. A espreitar o pódio ficou uma norte-americana com quase o triplo da idade. O skate está a "viver" os seus primeiros dias na história dos Jogos Olímpicos. Inserido …

SEF e PSP reforçam fiscalização às regras aplicáveis nas viagens de avião

O SEF e a PSP reforçaram a fiscalização nos aeroportos às regras do tráfego aéreo devido às variantes de covid-19 e ao aumento do número de voos previsto para as próximas semanas, segundo um despacho …

Ramalho Eanes defende que Otelo "tem direito a lugar de proeminência" na História

O ex-presidente da República Ramalho Eanes defendeu esta segunda-feira que Otelo Saraiva de Carvalho, falecido no domingo, tem direito a um "lugar de proeminência histórica", apesar "da autoria" do que considerou "desvios políticos perversos, de …

Hidilyn Diaz dá primeira medalha de ouro de sempre às Filipinas

A filipina Hidilyn Diaz deu esta segunda-feira a primeira medalha de ouro de sempre ao seu país em Jogos Olímpicos, ao conquistar a categoria de -55 kg de halterofilismo em Tóquio2020. Depois de ter sido segunda …

Londres e Paris assinam acordo de segurança marítima para o Canal da Mancha

Os governos britânico e francês assinaram esta segunda-feira um tratado de cooperação em segurança marítima em caso de ameaças, como ataques a navios que operam no Canal da Mancha. O Governo do Reino Unido explicou, em …

Estudantes ingleses deverão estar vacinados contra a covid-19 para assistir a aulas nas universidades

Governo britânico estará a considerar a obrigatoriedade de apresentação de certificado de vacinação contra a covid-19 nas salas de aula, auditórios e residências das universidades, não estando previstas na medida alternativas como um teste negativo …