/

O Xiaomi Mi 11 Ultra é o novo rei da fotografia (e tem um ecrã na parte de trás)

1

Tal como era esperado, o Xiaomi Mi 11 Ultra foi dado a conhecer com uma câmara inovadora e ecrã na parte de trás. O anúncio vem confirmar o vídeo que já tinha sido lançado por engano há uns meses por um youtuber.

O Mi 11 Ultra foi apresentado na segunda-feira, dia 29 de março, e carateriza-se pelo seu material resistente, o que coloca o smartphone num patamar de luxo, sendo que já recebeu a melhor nota de qualidade fotográfica pelo DxOMark.

Possui uma “ultra camera” que integra o mesmo sensor GN2 de 50 MP, a câmara ultra grande angular é de 48 MP e permite captar fotos com zoom até 120 vezes.

Conta ainda com captação em câmara múltipla, o que permite captar vários planos do mesmo momento, ideal para quem é criador de conteúdos multimédia.

O Mi 11 Ultra recebeu a nota de 143 pontos no ranking da DxOMark, tornando-o no melhor smartphone do mercado para tirar fotografias, roubando assim à liderança do Huawei Mate 40 Pro. Em comparação com câmaras profissionais, demonstra um detalhe superior em fotos noturnas.

O pequeno ecrã na parte de trás apresenta bastantes informações, mas o seu verdadeiro intuito é ajudar no enquadramento de selfies captadas com a câmara principal. Ainda assim, conta com uma câmara frontal.

Funciona ainda como um ecrã de notificação que fica sempre ligado, mesmo quando o utilizador deixa o telemóvel virado para baixo.

O ecrã e AMOLED com resolução 2K e 120Hz. Tem Dolby Vision, Display Mate A+, e Gorilla Glass Victus. O processador é o Snapdragon 888, tem 5000 mAh de capacidade de bateria e ainda o mesmo sistema de som harman/kardon. Também este modelo tem certificado IP68, avança o Engadget.

O smartphone está disponível em três versões (8 GB + 256 GB, 12 GB + 256 GB, 12 GB + 512 GB) e o preço começa nos 5999 yuans, o que corresponde a cerca de 775 €.

  Ana Isabel Moura, ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.