//

A Wikipédia esteve em baixo (e foi de propósito)

1

Quatro linguagens da Wikipédia estiveram em baixo na quinta-feira: alemão, eslovaco, checo e dinamarquês – e não foi um erro técnico.

Foi um protesto contra a nova lei que provavelmente será aprovada pelo Parlamento Europeu na próxima terça-feira. A lei em questão é a nova diretriz de direitos de autor da UE, que atualizaria as leis de direitos de autor pela primeira vez desde o início do século.

Em particular, o protesto tem como foco o Artigo 13 que forçaria efetivamente as grandes plataformas online – inclusive a Wikipédia – a instalar tecnologia que monitorize tudo o que as pessoas enviam, a fim de detetar possíveis violações de direitos de autor. Ativistas consideram que isto apresenta riscos de vigilância e censura.

Segundo um comunicado da Wikimedia Foundation, a enciclopédia online já foi abaixo antes em protestos de direitos digitais – especialmente aqueles contra as leis anti-pirataria de SOPA e PIPA em 2012, que foram derrotadas com sucesso. No entanto, estas interrupções deliberadas são raras.

Nas últimas semanas, houve fortes protestos contra o Artigo 13, particularmente na Alemanha, onde milhares de pessoas foram às ruas em uma série de manifestações. Mais demonstrações estão programadas para este fim de semana e uma petição contra o Artigo 13 já recebeu mais de cinco milhões de assinaturas.

De acordo com o Fortune, no começo deste mês, David Kaye, da ONU, disse que a versão final não tinha preocupações fixas em versões anteriores, embora não exija explicitamente filtros de upload, na verdade, forçará as empresas a usá-los para escapar da responsabilidade legal por violações de direitos de autor.

“A Europa tem a responsabilidade de modernizar a sua lei de direitos de autor para enfrentar os desafios da era digital”, disse Kaye. “Mas isto não deve ser feito às custas da liberdade de expressão. O artigo 13 parece destinado a direcionar as plataformas de Internet para a monitorização e restrição de conteúdo gerado pelo utilizador, mesmo no ponto de upload. Uma pressão tão grande para a filtragem de pré-publicação não é uma resposta necessária nem proporcional à violação de direitos de autor online”.

Mesmo alguns fornecedores de tecnologia de filtragem de conteúdo não acreditam que o artigo 13 seja uma boa ideia.

Steffen Holly, diretor de gestão de media no Instituto Fraunhofer de Tecnologia de Media Digital da Alemanha, escreveu recentemente um post, explicando que a tecnologia está longe de ser infalível e quase certamente prejudicará novos artistas que tentam distribuir as suas músicas. “No final, isso será uma festa para os advogados por causa da crença fatal na tecnologia”, escreveu Holly.

  ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.