Volkswagen chama para revisão 700 mil veículos

O fabricante de automóveis alemão Volkswagen (VW) anunciou esta terça-feira que vai pedir uma revisão a cerca de 700.000 veículos dos modelos Tiguan e Touran.

Isto porque o painel de luz do teto pode provocar curto circuitos em caso de humidade, explicou a marca alemã. Só na Alemanha serão afetados por esta chamada cerca de 50.000 automóveis.

Segundo a VW, o problema afeta os veículos da nova geração que foram produzidos até ao passado dia 5 de julho.

Um curto circuito no painel de luz pode provocar danos no teto e, em caso extremo, poderá levar a que o veículo fique completamente queimado, adianta a publicação especializada Kfz-Betrieb, citando fontes da empresa.

A Volkswagen está a desenvolver uma solução para o problema que, de acordo com um porta-voz, poderá disponibilizar em breve. Apesar do problema, a VW considera que os clientes podem continuar a utilizar o seu automóvel se fizerem as reparações necessárias.

No entanto, caso apareçam manchas no teto, a marca recomenda a ida à oficina mais próxima. O primeiro sinal de que se pode produzir um curto circuito é o painel de luz deixar de funcionar, o que pode indicar que a humidade afetou o sistema elétrico.

Também a BMW anunciou no início do mês de agosto que iria chamar à revisão um total de 324 mil veículos com motor a gasóleo em toda a Europa, devido a perigo de incêndio. Só em Portugal, serão contactados quase 2400 proprietários.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

GNR já passou 2200 coimas por falta de limpeza de terrenos. Mais de cem câmaras multadas

Mais de uma centena de câmaras municipais foram multadas por falta de limpeza de terrenos, sendo a ausência de tratamento nas margens das estradas e junto às linhas de distribuição elétrica a principal infração registada …

Presidente do Governo da Catalunha pede a Filipe VI que abdique

O presidente do governo regional da Catalunha, Quim Torra, pediu na terça-feira ao rei Filipe VI que abdique e solicitou ao presidente do parlamento que convoque uma sessão plenária extraordinária para estabelecer uma "posição comum" …

Virologista chinesa diz que novo coronavírus foi "criado em laboratório militar"

A virologista chinesa que fugiu para os Estados Unidos deu mais uma entrevista onde assegura que o novo coronavírus foi "criado num laboratório militar". Numa nova entrevista, citada pelo jornal online Observador, Li Meng-Yan, a virologista …

Ministério da Saúde abre 435 vagas para médicos de família

É o maior número de vagas dos últimos anos colocadas a concurso para a contratação de médicos especialistas em medicina geral e familiar para o SNS. De acordo com o jornal Público, o Ministério da Saúde …

MP brasileiro processa pastor por anunciar cura com feijões para a covid-19

O Ministério Público brasileiro pediu a abertura de um processo contra o pastor evangélico Valdemiro Santiago e a Igreja Mundial do Poder de Deus, que anunciaram a cura da covid-19 a partir do cultivo de …

Dívida do Estado à ADSE ascende a 200 milhões de euros

A dívida do Estado à ADSE, em 2019, ascendia a 198,2 milhões de euros, segundo o parecer do Conselho Geral e de Supervisão (CGS) ao relatório e contas do ano passado, publicado no site do …

Governo dos Açores violou Constituição ao impor quarentena obrigatória

O confinamento obrigatório de 14 dias que o governo regional dos Açores tem imposto a quem chega à região autónoma é inconstitucional, dizem os juízes do Tribunal Constitucional. As autoridades açorianas violaram a Constituição ao impor …

China caminha a passos largos para a normalidade. Gaming, cerveja e Ikea dão empurrão

A China não regista, desde 17 de maio, vítimas mortais causadas pelo novo coronavírus. No entanto, há dois surtos ativos que parecem não impedir a população de caminhar em direção à normalidade. À semelhança do resto …

No regresso ao Superior, o Ministério recomenda aulas presenciais, com máscara e ao sábado

No regresso do Ensino Superior, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior recomenda que voltem as aulas em regime presencial com uso obrigatório de máscara e algumas das quais lecionadas ao sábado. Num comunicado …

"A profissionalização é fundamental". Este ano já morreram quatro bombeiros, todos voluntários

Nos incêndios deste ano já morreram quatro bombeiros. O último ano tão mortífero foi 2013, em que sete bombeiros perderam a vida. Em comparação, nos incêndios de 2019, não se registaram vítimas mortais entre esses profissionais. Como …