Sarkozy esmaga socialistas e extrema-direita nas eleições locais em França

1erecirco-ump28 / Flickr

A UMP de Nicolas Sarkozy, ex-Presidente francês, venceu as eleições locais em França

A UMP de Nicolas Sarkozy, ex-Presidente francês, venceu as eleições locais em França

A esquerda socialista no poder em França sofreu hoje uma pesada derrota nas eleições locais, batida pela oposição de direita do ex-presidente Nicolas Sarcoky, que conquistou entre 64 e 70 circunscrições em 101, segundo as projeções dos institutos de sondagens.

Hoje, “ficou patente o repúdio em relação ao poder; foi a negação, a impotência, que foi sancionada”, sublinhou o líder do partido de direita UMP, Nicolas Sarkozy, presidente francês entre 2007 e 2012.

“A rejeição em relação ao poder é absolutamente definitiva. Nunca uma maioria tinha perdido tantas circunscrições. Nunca um Governo em funções tinha suscitado uma tal desconfiança e uma tal rejeição”, sustentou Sarkozy.

Estas eleições eram encaradas, em França, como um teste para as próximas presidenciais, agendadas para 2017. Cerca de 40 milhões de franceses foram chamados a votar. A participação aumentou cerca de 50 por cento, segundo as empresas de sondagens.

A esquerda detinha até agora 61 circunscrições em 101. Hoje à tarde, as projecções indicavam que vai perder a  liderança de entre 27 e 37 circunscrições.

A esquerda mostrou-se “demasiado dispersa” e “sofreu um claro recuo”, admitiu numa mensagem o primeiro-ministro socialista, Manuel Valls, que nas últimas semanas multiplicou as tentativas para deter a Frente Nacional (FN) de Marine Le Pen.

Entre as suas perdas mais simbólicas estão Corrèze (sudoeste), departamento do Presidente francês, François Hollande, e Essonne, perto de Paris, bastião do primeiro-ministro, onde se registou uma viragem à direita.

O chefe do Governo reconheceu uma “vitória incontestável” para “a direita republicana”, que atribuiu às divisões “da esquerda, demasiado dispersa”, e lamentou também “os resultados demasiado elevados” da FN.

UMP / Flickr

Nicolas Sarkozy, ex-Presidente francês, líder da UMP

Nicolas Sarkozy, ex-Presidente francês, líder da UMP

Extrema-direita admite fracasso

A Frente Nacional, de extrema-direita, granjeou muitos mandatos na segunda volta do escrutínio, mas o partido de Marine Le Pen não estava certo de vencer o desafio de ganhar em pelo menos uma circunscrição.

A FN, que encarava a hipótese de uma vitória pela primeira vez na sua história, tinha em vista a circunscrição de Vaucluse, onde se instalou Marion Maréchal-Le Pen, sobrinha da presidente da FN e estrela em ascensão do partido.

A extrema-direita contava também impor-se no norte de França, nos departamentos de Aisne e Pas-de-Calais.

Os resultados finais das eleições viriam no entanto a confirmar que a Frente Nacional não conseguiu conquistar nenhuma circunscrição, admitiu o número dois da formação política, Florian Philippot.

“Está confirmado”, declarou Philippot, inquirido pela agência de notícias francesa, AFP, sobre se confirmava que o seu partido não ganhara em nenhum departamento, apesar de ter obtido mais votos.

Uma vitória da Frente Nacional pelo controlo de um departamento teria constituído uma estreia histórica, após os seus avanços nas municipais e nas europeias de 2014.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

O que Neymar mais quer é voltar a jogar com Messi. Só se vier a custo zero, diz o Barça

O internacional brasileiro Neymar, que alinha pelo PSG, confessou esta quarta-feira que o mais deseja é voltar a jogar com o astro argentino Lionel Messi, com quem partilhou balneário entre 2013 e 2017 no Barcelona. …

Ministro da Administração Interna e procuradora-geral da República vão ser ouvidos no Parlamento

Eduardo Cabrita será ouvido sobre o caso do cidadão ucraniano assassinado nas instalações do SEF e Lucília Gago sobre a "recente diretiva sobre os poderes hierárquicos" na magistratura do Ministério Público. A comissão de Assuntos Constitucionais …

Portugal regista mais 79 mortos e 3.772 novos casos de covid-19

Portugal contabiliza esta quinta-feira mais 79 mortos relacionados com o novo coronavírus, que provoca a covid-19, e 3.772 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde o início da …

França investiga 76 mesquitas por suspeita de radicalização islâmica

A França vai investigar nos próximos dias 76 mesquitas por suspeitas de radicalização islâmica, anunciou esta quarta-feira o ministro do Interior do país, Gerald Darmanin. Trata-se de 16 templos na região de Paris e 60 no …

Medidas estão a dar resultados. Novas regras apresentadas sábado vão vigorar até 7 de janeiro

O primeiro-ministro afirmou que as medidas adotadas estão a produzir resultados, havendo uma trajetória descendente de novos casos de covid-19, mas advertiu que janeiro é mês de risco e as restrições não podem ser aliviadas. Esta …

Interpol alerta para ameaça do crime organizado ligado às vacinas. Falsificações podem ser fatais

A Interpol emitiu um alerta global aos perigos de burlas à volta da nova vacina para a covid-19. As falsificações podem ser lucrativas para os criminosos e fatais para quem as usar. A Interpol emitiu um …

Alguns distritos de Portugal continental e Madeira com avisos meteorológicos até domingo

Alguns distritos de Portugal continental e o arquipélago da Madeira vão estar a partir de hoje e pelo menos até domingo com vários avisos meteorológicos devido à agitação marítima, vento e queda de neve, de …

R abaixo de 1 em Portugal. Um milhão de pessoas pode já ter tido contacto com o vírus

Um doente covid-19 em Portugal está a infetar, em média, menos de uma pessoa, segundo dados do Instituto Ricardo Jorge revelados esta quinta-feira, que mostram que o Rt voltou a estar abaixo do 1. “Atualmente, o …

EUA aprovam legislação que pode excluir firmas chinesas do seu mercado de capitais

O Congresso norte-americano aprovou esta quinta-feira legislação que força as empresas chinesas a saírem dos índices bolsistas norte-americanos a menos que cumpram as regras de contabilidade nos Estados Unidos. A legislação, que pode afetar dezenas de …

Polícia Judiciária faz buscas na Câmara de Vila Verde

A Polícia Judiciária está a fazer buscas na Câmara de Vila Verde, no distrito de Braga, relacionadas com "adjudicações a juntas de freguesia", confirmou esta quarta-feira à Lusa fonte daquela força policial. Segundo a mesma fonte, …