Vítima de racismo no voo da Ryanair: “Choro sempre que me lembro”

Num voo de Barcelona para Londres, Delsie Gayle foi insultada. Agora, frente às câmaras, a mulher de 77 anos diz não saber quando vai recuperar do incidente.

Delsie Gayle decidiu contar à ITV News as marcas que ainda persistem após ter sido atacada com insultos racistas durante um voo da Ryanair de Barcelona para Londres. “Fiquei realmente deprimida com o que aconteceu. Ia para a cama pensar: ‘O que é que eu fiz?’ Mas não fiz nada para ele me atacar por causa da cor da minha pele.”

A mulher de 77 anos, apelidada por um indivíduo de “preta estúpida e feia”, confessa não saber quando irá recuperar do incidente que, quer queira quer não, irá ficar registado na sua memória para o resto da vida. “De todas as vezes que me lembro do que aconteceu, choro“, conta.

O incidente inundou, no sábado passado, as redes sociais. A Ryanair não obrigou o agressor a sair do avião, mas, apesar disso, diz ter reportado o caso à polícia de Essex, no Reino Unido. Esta diz estar a trabalhar em conjunto com as autoridades espanholas, dado que tudo aconteceu em Barcelona.

Delsie Gayle acredita que se o seu agressor sair ileso desta situação, irá repeti-la com outra pessoa. “Sinto-me muito em baixo, ele pagou o bilhete dele para ir de férias, eu paguei o meu, então por que é que ele abusa de mim por causa da cor da minha pele?”

Emocionada, a mulher conta à TV News que não come nem dorme desde o incidente. “Fico apenas deitada a pensar que nunca passei por uma coisa destas em todas as minhas viagens.”

Apesar de o passageiro que agrediu verbalmente Delsie ter permanecido a bordo, a Ryanair afirmou que não irá tolerar comportamentos indisciplinados no futuro, assumindo o compromisso de levar mais a sério situações como esta.

“Comportamentos abusivos ou disruptivos como este irão resultar no impedimento dos passageiros de viajar”, afirmou a companhia aérea.

ZAP //

PARTILHAR

13 COMENTÁRIOS

  1. Mais uma vez, a tradução correcta é “negra estúpida e feia”. Por caricato que pareça, em inglês, o termo mais ofensivo, correspondente ao nosso “preto”, é “nigger”. Portanto, se querem fazer uma tradução imparcial e correcta contextualmente, deve ler-se “negra”. Se o Sr. quisesse ser ainda mais ofensivo, iria chamá-la de “nigger” ou coisa pior (baboon; etc.). Mas desconfio que a escolha de “preta” deve-se a causar mais impacto e ajuda à narrativa.

    • Estás errado pá! Já te expliquei isso no anterior. Fala com qualquer preto, digno desse nome em Portugal, e vais perceber que é assim que o deves tratar e não por negro. Negro é visto pela maioria dos pretos como ofensiva no sentido em que parece que ser preto é como se fosse alguma doença. Preto é preto, branco é branco e amarelo é amarelo. Enquanto branco também não gostava que me chamassem claro ou omo…

      • Eu não sei como te fazer entender. Estás a falar de coisas diferentes. Tu ouves alguém a dizer “preto” na TV? Tal como não ouves na TV americana ou inglesa alguém a chamar “nigger”. É só isso. Porque são termos considerados ofensivos “no domínio público”. Não é na esfera privada em que tratas os teus amigos por “ó preto!” e ele responde “diz, branco!”.
        Acho muito bem essa postura entre amigos. Demonstra confiança e intimidade. E sei que muitos preferem “preto”, e também conheço quem se trate assim. Mas não é assim na sociedade. Por isso te disse antes que é irrelevante o que se passa na tua “bubble”.
        É certo que a senhora não preferia ser tratada por “nigger” (ou “preta”), e sentir-se-ía muito mais ofendida se ele usasse esse termo. Portanto, a tradução correcta é “negra estúpida feia”. É só isso.
        Consumo muito mais notícias dos USA do que PT. Grande parte da minha vida, incluindo trabalho, é a ler e escrever inglês, portanto sei bem do que falo. A tradução está errada! Ou por ignorância ou propositadamente.

  2. É muito triste ele tem que pagar por isso a senhora quem tanto dinheiro como ele se realmente ele quer evitar isso seja prático tenha o seu próprio avião que vais evitar muita coisa na tua vida es um animal primeiro nem cavalheiro tu es tinhas que fazer isso com um homem preto como você mesmo chamou n senhora ja saberias o que é ser preto tenho a certeza que aí a polícia havia de intervir ão ponto de colocar o preto n cadeia e o branco que é gente a tomar um copo de água porque esta estressado com a situação só quero que fiquem a saber que esse mundo não pertence a ninguém se ão nosso criador voces vão pagar n melhor lugar não aqui n terra podem acreditar nisso

  3. O que ela não conta, nem ninguém, porque convém ser hipócrita e cínico, é o que ela fez para justificar tal atitude! Vivi na Grã-Bretanha durante alguns anos, e o que vi foi gente de cor abusar e reclamar por tudo e mais alguma coisas até levar ao desespero o interlocutor! Isto para mim não passa de uma palhaçada dos tempos actuais, até que aos 77 anos já deve estar farta de ser insultada até pelos da mesma cor! Nenhum de nós escapa hoje em dia! O Ej tem razão, ela foi chamada de negra para ter uma tradução correcta em português, e feia, olhem-me só que insulto! quando os pretos falam em “branquelas”, roubam e têm atitudes anti-sociais estão a fazer o quê? é como digo gostava de saber como se iniciou a discursão, o que Ninguém até agora, se deu ao trabalho de explicar. Numa discursão as pessoas insultam-se e ela não deve ser nenhuma santa, raramente são.

    • Já sabe tudo, já viu tudo, é advogado, juiz e carrasco. Um espertalhão que apenas com meia dúzia de linhas a narrar um acontecimento conhece logo tudo e todos. Pois espertalhão, eu também conheço bem a Grã-Bretanha e muitos outros países e também já te vejo ao longe: um preconceituoso, arrogante, racista e outras coisas que prefiro não dizer para não ser mal educado. De certeza que não eras tu que ias dentro do avião? Agora, podes limpar a espuma da boca,,,

      • Pois eu também conheço a Grã-Bretanha e recordo-me claramente de um rapaz de origens Africanas num posto de gasolina a ameaçar um rapaz indiano, que estava a receber os pagamentos na caixa, que o arrancava de trás da bancada pelo pescoço e que lhe dava uma sova de pancada se ele cobrasse um imposto que ele era obrigado a pagar, isso vi eu! Também vi um Inglês caucasiano que me roubou e outro noutra ocasião que me quis bater no meio da rua, durante o dia sem eu fazer absolutamente nada! Dito isto, não fiquei traumatizado com nenhum destes acontecimentos, mas fiquei chocado com o que presenciei, ou seja, acho a senhora demasiadamente sensível para os dias de hoje, e se ela não quer ver nem viver situações chocantes é melhor não sair de casa nem ligar a TV. O que estou a dizer não justifica em nada o que o senhor fez à senhora e claro que deve ser punido, mas daí até a senhora ficar sem dormir…por favor…Há gente parva e estúpida em todo o lado, e sem educação ainda mais. Ela simplesmente teve o azar de se encontrar com um desses espécimes. Não se reveja nesta senhora e bem haja Sr. Elísio! Felizmente não somos todos como o senhor que insultou esta senhora.

  4. E se eu afirmar aqui, (porque estava no local) que o que se passou foi mais do que se mostra e vê em toda a comunicação??
    1 º – A senhora sentou-se depois do senhor.
    2 º – A discussão começa por a senhora ter dito ao senhor que ele cheiraria mal.
    3º – O senhor, (que de cavalheiro nada teve), nunca chamou a senhora de preta ou negra.
    4º A senhora denotava algumas fragilidades de saúde, tanto físicas como mentais.
    5º O senhor acabou por ser extremamente mal educado, exaltadíssimo dirigiu-se por diversas vezes à senhora, de forma verbal violenta e desnecessária. Com uma atitude pré-xenófoba bem defenida no seu lamentável discurso.
    6º – A senhora independentemente de não ter tido ao principio boa educação, não merecia nunca a atitude que este senhor mal educado e formado teve com ela.

    Claro que tudo isto é mentira, e porque?? porque é VERDADE!

  5. E se eu afirmar aqui, (porque estava no local) que o que se passou foi mais do que se mostra e vê em toda a comunicação??
    1 º – A senhora sentou-se depois do senhor.
    2 º – A discussão começa por a senhora ter dito ao senhor que ele cheiraria mal.
    3º – O senhor, (que de cavalheiro nada teve), nunca chamou a senhora de preta ou negra.
    4º A senhora denotava algumas fragilidades de saúde, tanto físicas como mentais.
    5º O senhor acabou por ser extremamente mal educado, exaltadíssimo dirigiu-se por diversas vezes à senhora, de forma verbal violenta e desnecessária. Com uma atitude pré-xenófoba bem defenida no seu lamentável discurso.
    6º – A senhora independentemente de não ter tido ao principio boa educação, não merecia nunca a atitude que este senhor mal educado e formado teve com ela.

    Claro que tudo isto é mentira, e porque?? porque é VERDADE!

RESPONDER

"Em Casa d’Amália": RTP comemora cententário da fadista

A Fundação Amália Rodrigues junta-se à RTP para assinalar o centenário da fadista. O programa Em Casa d’Amália tem estreia marcada para a próxima sexta-feira (10) e reúne várias figuras da música portuguesa da atualidade. O …

Desapareceram 21 milhões de números de telefone na China. Mas o mistério foi resolvido

O porta-voz de uma das três maiores operadoras chinesas confirmou o desaparecimento dos utilizadores, mas deu uma explicação para este mistério. Nos últimos dias, surgiram vários relatos de notícias que davam conta de que, entre janeiro …

Mercadona doa 20 mil quilos de chocolate aos profissionais de saúde e aos mais carenciados

A Mercadona anunciou, esta quarta-feira, a doação de 20 mil quilos de chocolate ao Banco Alimentar Contra a Fome do Porto. O objetivo é proporcionar uma Páscoa mais doce aos mais carenciados e aos que …

"Paciente 1" em Itália recupera (e dá as boas-vindas a Giulia, a sua filha recém-nascida)

Giulia, a filha recém-nascida do "paciente 1" de Itália, veio para trazer alguma esperança ao país, em plena pandemia de covid-19. Mattia, de 38 anos, foi internado no dia 20 de fevereiro no hospital de Codogno, …

Investigadores transformaram o coronavírus em música (e já o podemos ouvir)

Uma equipa de investigadores do Instituto de Tecnologia de Massachussets (MIT) conseguiu transformar em som a estrutura da proteína spike, que permite que o novo coronavírus adira às células para infetá-las. Até agora, já pudemos ver …

Autoeuropa quer recorrer ao lay-off (e retomar produção a 20 de abril)

A administração da Autoeuropa quer promover um regresso gradual ao trabalho a partir de 20 de abril, pretendendo recorrer ao lay-off simplificado para os trabalhadores que não regressem ao trabalho nessa data. “O regresso ao trabalho …

Ex-mulher de astronauta acusada de mentir sobre o "primeiro crime espacial"

A ex-mulher da astronauta da NASA Anne McClain, Summer Worden, foi acusada formalmente de mentir sobre o "crime espacial" que McClain terá cometido. Em agosto de 2019, o jornal norte-americano The New York Times noticiou que …

Em Singapura, os parques de estacionamento são agora quintas urbanas

A pandemia de covid-19 está a obrigar alguns países a adaptarem-se. É o caso de Singapura, que está a transformar os parques de estacionamento em quintas urbanas para aumentar a produção alimentar. Só 1% do território …

O empresário mais odiado do mundo quer sair da prisão (para desenvolver um medicamento para a covid-19)

Martin Shkreli, o empresário mais odiado do mundo, quer sair brevemente da prisão para ajudar a desenvolver um tratamento para a covid-19. Num artigo publicado no site da empresa de Shkreli, Prospero Pharmaceuticals, juntamente com outros …

Ceferin acusado de ganância. "Manter a Liga dos Campeões foi um ato criminoso irresponsável"

O primeiro-ministro da Eslovénia, Janz Jansa, teceu duras críticas à forma como a UEFA e o seu presidente, Aleksander Ceferin, lidaram com a fase inicial da pandemia de covid-19. "Manter a Liga dos Campeões foi um …