/

Vinte escolas suspeitas de inflacionar notas para facilitar entrada no Superior

Marcos Santos / USP Imagens

A Inspetor-geral da Educação e Ciência (IGEC) abriu 20 processos por suspeitas de atribuição de notas inflacionadas a alunos no Ensino Secundário, visando assim facilitar a entrada no Ensino Superior.

A notícia é avançada este sábado pelo jornal Público que confirmou a informação junto do ministério da Educação. Contudo, o gabinete tutelado por Brandão Rodrigues não adiantou mais detalhes sobre a natureza dos processo.

Sabe o Público que grande parte dos processos diz respeito a colégios privados.

No centro dos processos estão “classificações anormalmente elevadas” no 12.º ano, último ano do ensino secundário em disciplinas que não estão sujeitas a exame, como é o caso de Educação Física, confirmou ao jornal fonte do Ministério da Educação.

Três dos 20 processos em causa envolvem o Externato Ribadouro, no Porto. O colégio, recorda o semanário Expresso, tinha já sido notícia este ano por causa de notas elevadas na disciplina de Educação Física: 95% dos alunos tiveram 19 e 20 valores a nesta disciplina e a classificação mais baixa foi de 18.

Esta stiuação levou à abertura de dois processos ao Externato Ribadouro, um sobre a administração e outro sobre a diretora pedagógica. Ambos ainda estão a decorrer.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.