Vídeo de agressão a estudante assediada choca França e gera onda de solidariedade

Marie Laguerre foi agredida violentamente por um indivíduo em Paris que não gostou da resposta da estudante a uma série de insultos. As imagens da agressão tornaram-se virais e estão e a chocar todo o mundo.

Marie Laguerre caminhava numa rua de Paris quando foi assediada por um indivíduo. A estudante, desagradada com a atitude do homem, mandou-o calar, mas ele voltou para trás e deu-lhe um violento estalo. A cena foi captada por uma câmara de vigilância, e o vídeo, que já se tornou viral, acabou por denunciar aquele que é “um problema de todas as mulheres”.

A agressão aconteceu na passada terça-feira, por volta das 18h30, no 19.º bairro de Paris e foi testemunhada por dezenas de pessoas que estavam sentadas numa esplanada. Mas, para além dos vários olhos que assistiram incrédulos à agressão, a câmara de vigilância do café captou cada movimento.

Nas inúmeras entrevistas que a jovem estudante francesa deu durante esta semana, Laguerre contou que, nessa terça-feira, estava a voltar do trabalho para casa quando um indivíduo, com cerca de 30 anos, começou a dirigir-lhe comentários obscenos, emitindo “sons com conotações sexuais”.

Segundo a Renascença, a jovem desabafa que não foi a primeira vez que aquela situação lhe aconteceu, mas sublinhou que, “naquele dia, ou naquele mês, já estava farta”, pelo que ficou “zangada” e disse ao homem que se calasse.

“Achei que ele não me tinha ouvido, mas ouviu.” Foi nesse momento que o indivíduo se tornou agressivo, tendo atirado um cinzeiro que quase atingiu a jovem de 22 anos.

Depois de trocarem insultos, o homem avançou sobre a rapariga e esbofeteou-a, uma atitude que fez com que muitas pessoas que estavam sentadas na esplanada saíssem em defesa da jovem.

Marie Laguerre / Facebook

Marie Laguerre foi agredida numa esplanada em Paris

Depois da agressão, Marie retoma o caminho para casa, mas regressa ao café, onde várias pessoas se oferecem para testemunhar se apresentar queixa na polícia e o dono lhe oferece a gravação da câmara de segurança. A jovem acabou por publicar o vídeo da agressão nas redes sociais, que chamou a atenção de milhares de pessoas.

O vídeo tornou-se viral em todo o mundo e conta já com mais de três milhões de visualizações, numa altura em que o Parlamento francês se prepara para aprovar medidas que penalizam quem assediar sexualmente transeuntes na rua, avança a Rádio Renascença.

Ao Le Parisien, a secretária de Estado para a Igualdade de Género, Marlène Schiappa, adianta que “as primeiras multas deverão começar a ser aplicadas este outono”, e condena a agressão de que Laguerre foi vítima. No entanto, este vídeo vem “abrir os olhos” dos franceses para o assédio sexual que as mulheres enfrentam diariamente não só no país como no mundo inteiro.

O pacote de medidas prevê multas que podem ir entre 90 e 750 euros para quem for declarado culpado de assediar sexualmente pessoas na rua, e deverá ser formalmente aprovado no final desta semana.

Em entrevista ao Le Parisien, a jovem francesa afirmou que, “enquanto as mentalidades não mudarem, nunca falaremos o suficiente do problema“.

“A questão passa pela lei, pela cultura popular, pelas mensagens que circulam nos media, nos filmes, na música, por todo o lado, mesmo na escola. Não devemos tolerar os comentários. Este fenómeno sistemático do assédio leva a que as mulheres não se sintam em segurança na rua. Enfrentei com orgulho a agressão, o mais direita e digna que consegui”, confessa.

Marie Laguerre, estudante do Instituto Superior de Ciência Aplicada, em Rennes, apresentou queixa na polícia, indicou testemunhas e acrescentou um relatório médico que confirma o efeito da agressão.

ZAP //

PARTILHAR

21 COMENTÁRIOS

    • Porque mistura os assuntos? Não vê solidariedade com as pessoas que morrem em guerras, fome, etc?! Anda distraído, certamente… quanto a ESTE assunto, o que faria se fosse a sua irmã, a sua mulher, a sua filha ou até a sua mãe? Sim, porque pode não ter nenhuma irmã, mulher ou filha, mas tem Mãe – certo?

    • É por causa de pessoas como VOCÊ (um energumeno social) que estas questões se mantiveram sem importancia até tanto tempo. Uma coisa não é relacionada a outra! E mesmo assim, refutando esse seu argumento RASO e IMBECIL de quem não tem mais que dois neurônios (ativados em conversa de café), há SIM movimentos constantes de solidariedade para com TODOS esses assuntos citados e mais alguns. Faça um favor pra humanidade… Deixe de pagar internet!

  1. Estamos a falar do mesmo país que andou entretido com os “burkinis” e que quis regulamentar o que é que as mulheres deviam levar vestido nas praias…

  2. O agressor não tem ar de muçulmano ou cigano. Se fosse, o caso seria alvo do habitual encobrimento mediático.

  3. Falta saber o que ela disse de verdade!.. pois nao me parece que tenha dito cala te!.. talvez filho da p ….! nao o defendendo pois a violência não e justificada!.. mas as mulheres nao podem tudo!.. e ja nem falo nas falsas acusações e vitimizaçoes, ja estou a ver mais leis feministas a oprimir o homem e a dar à mulher mais uma oportunidade de levantar falsas acusações, quando nada defende o homem dessas cabalas…. como nos 90% de casos de violência doméstica, que sao falsas acusações e as mulheres o usam em divórcios e proveitos…. vejam se as leis que tem sido criadas como no caso do aborto, em que a mulher decide a vida dela, a do bebê e a do homem!.. o homem apenas é chamado para pagar, nao pode decidir o seu futuro e a vida como a mulher pode…é o direito feminista!..

  4. Mas a minina achava que o super homem a vinha defender!! O mais forte carrega no mais fraco , logo o mais fraco tem que se por a dar ao pedal, mas a menina acha que por ser menina não lhe podem tocar, lol. Ela tem razão , têm sim , eu também tive razão muitas vezes de calei a boca para não levar nas fuças…ora vejamos …plimmmm o mundo mudou somos todos iguais….lol

  5. Isto nem devía ser notícia. A internet hoje em dia alimenta coisas que nem devía alimentar. É evidente que o gajo não tem razão nenhuma para lhe dar um estalo porque perante a lei, a um tipo de delito só se pode responder com um delito do mesmo tipo. Ela nunca o agrediu, ele nunca a podería ter agredido.

    Mas é também evidente que o relato dela de que ele a ssediou, ela o mandou calar e ele por causa disso lhe deu um estalo… Também é claramente mentira. Analisemos o video:

    1. Aos 0.15 eles cruzam-se e ele manda um piropo qualquer.

    2. Aos 0.17 ela vira-se para trás e responde qualquer coisa. Provavelmente é nesta altura sim, que o manda calar.

    3. Eles seguem o seu caminho. Nem ele diz mais nada nem ela diz mais nada.

    4. Aos 0:22 ela deve começar a insultá-lo em altos berros porque literalmente toda a gente de todas as mesas começa a olhar na direcção dela. É nesta altura que o gajo volta pra trás já a levantar a mão como quem diz “deves querer levar um estalo”… E dá-lhe mesmo um estalo.

    Conclusão: O video é mudo e por isso não se ouve o que cada um diz. Mas o momento em que ele volta pra trás, ela claramente não lhe deve ter dito àquela distância toda, só para ele estar calado. Nem ele voltava aquilo tudo para trás só por causa disso. Ela deve é ter insultado a mãe dele ou qualquer coisa do género. Mas repito, a partir do momento em que ele a agrediu, perdeu a razão toda e merece responder perante a lei.

    Agora essa estupidez de penalizar o piropo como cá em Portugal, é de uma estupidez inqualificável. Numa altura em que há mulheres a serem apedrejadas até à morte no Afeganistão ou a ser queimadas vivas na ìndia por não querer casar à força… Acho patético e oportunista as #meetoos deste mundo não estarem a canalizar as suas energias contra isso, e andarem a fazer campanha pela “pena de morte” contra o piropo… Ou a tentar causar a demissão de tudo o que é homens em posição de poder, para lá meterem os (as) amigos (as) delas.

    • Caro Miguel Queiroz, boa tarde e PARABÉNS pelo exposto. Haja alguém. Boa semana para si e, se for o caso, boas férias.

    • Vi o vídeo e acho que não reparou que aos 0:20 o tipo pega num cinzeiro e atira por cima dos toldos na direccão da rapariga. Passado 2 segundos as pessoas olham na direccão da rapariga possivelmente por causa do barulho do cinzeiro a cair no chão, para perceber que barulho era. E nesse momento ela também deve ter reagido insultando-o, o que provocou que ele voltasse para trás em passo acelerado para lhe bater. Portanto talvez queira rever as notas: ela menos de mentirosa, e ele mais de besta quadrada.

  6. Assim vai o mundo ….. dando voz à ignorância em que cada um diz do que não sabe . O olhar basta para o “outro/a” sentir da sua existência ou desejo, e não é preciso expressões verbais para sedução.
    As pessoas têm de se sentir respeitadas na rua, “casa” que é de todos…. A Lei o exige … e todo o
    Homem a respeita…. Quem assim não proceder sujeita-se a não ser respeitado , por a si próprio não se respeitar.
    E não há argumentos que justifiquem o contrário.

    Pensem nisto e nas vossas mães, irmãs ou esposas, quando sujeitas a energúmenos….

    • Uma coisa é ser ofensivo, tipo: Fazía-te, acontecía-te, comia-te essa coisa toda… Outra coisa é “és mesmo gira!”, “ganda borracho!” ou “posso-te conhecer?”

      No primeiro caso acho bem que se combata esse tipo de ordinarices. No segundo é um atentado à liberdade de expressão, é a ditadura dos introvertidos a não quererem concorrência. Ou das gajas em quem ninguém pega, com inveja das outras.

      A minha irmã e a minha Mãe, sempre se riram de um piropo bem mandado e até acham alguns bem engraçados. Desde que não sejam javardos! Elas ainda sabem o que é um mundo com dois sexos… Coisa que muita gente hoje em dia já vai nascer sem saber.

  7. Ha sempre um gay, um pau mandado ou um masoquista que vem defender a corja feminista!..
    E atenção nao estou a defender o agressor..e nem a mentirosa!…

  8. Ridículo foi o tipo que pega numa cadeira e se acobardou no momento de a enterrar pela cabeça abaixo do agressor de mulheres !
    A notícia também não dá o nome do agressor nem se a polícia já o prendeu.

RESPONDER

Netanyahu recusa-se a deixar residência oficial. Bennett não se quer mudar para lá (pelo menos, para já)

No domingo, o Parlamento de Israel aprovou o Governo de coligação do novo primeiro-ministro Naftali Bennett, mas Benjamin Netanyahu, que esteve no poder cerca de 12 anos, não parece disposto a entregar-lhe as chaves da …

Noah foi encontrado com vida

O pequeno Noah, de dois anos, foi encontrado com vida depois de ter estado desaparecido em Proença-a-Velha, concelho de Idanha-a-Nova, desde quarta-feira de manhã.  O menino de dois anos desaparecido em Proença-a-Velha foi encontrado com vida …

Hong Kong. Polícia detém responsáveis de jornal, acusados de conspiração

A polícia de Hong Kong deteve esta quinta-feira o chefe de redação e outros quatro responsáveis do jornal Apple Daily por alegado conluio com um país estrangeiro ou com elementos externos para pôr em perigo …

Dinamarca 1-2 Bélgica | Magia colectiva anula furacão nórdico

A Bélgica somou hoje o segundo triunfo no Euro2020 de futebol, ao bater a Dinamarca por 2-1, com reviravolta, em encontro da segunda jornada do Grupo B, e juntou-se à Itália nos oitavos de final. Em …

Tigre siberiano mata funcionário em parque de animais na África do Sul

Na quarta-feira, um tratador foi morto por um tigre siberiano num parque de vida selvagem na África do Sul, depois de o animal ter saltado uma cerca elétrica que havia sido desligada para conserto. Um funcionário …

Australiana que terá sido violada em Airbnb recebeu 7 milhões para ficar em silêncio

Uma australiana, que terá sido violada num apartamento do Airbnb em Nova Iorque, recebeu 7 milhões de dólares para ficar calada sobre o incidente. A reportagem da Bloomberg Businessweek revela que a australiana, de 29 anos, …

Super Ticão. Sete juízes juntam-se a Ivo Rosa e Carlos Alexandre

Os juízes Carlos Alexandre e Ivo Rosa vão deixar de ser os únicos juízes do Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC), que passa agora a contar com nove magistrados. O Conselho de Ministros aprovou, esta quinta-feira, …

Ryanair avança para tribunal contra o Governo britânico

A Ryanair e uma empresa dona de três aeroportos britânicos, a MAG, vão fazer queixa nos tribunais contra o sistema de "luzes" nas viagens. Esta quarta-feira à noite, a Ryanair e a maior operadora aeroportuária do …

Ventura concorre pelo Chega à Assembleia Municipal de Moura

André Ventura é o candidato do partido à Assembleia Municipal de Moura nas próximas eleições autárquicas, anunciou o próprio esta quinta-feira. O presidente do Chega, André Ventura, disse esta quinta-feira que vai ser o cabeça-de-lista do …

Texas vai permitir porte de armas em público sem ser necessária qualquer licença

O governador republicano do Texas assinou uma lei que permite o porte de armas em público, sem respetiva licença, a última de uma série de medidas que expandem este tipo de direitos nos estados conservadores …