Véu islâmico para corrida à venda no site da Decathlon causa polémica em França

(cv) France 2

Depois do burkini, o biquíni adaptado para uso das mulheres de credo islâmico, que causou furor no verão passado no sul de França, agora é a vez do hijab para correr.

É um véu islâmico em material sintético, o elastano, que “permite a evaporação do calor corporal durante a corrida” e a “adaptação a todo tipo de cabeças”. O runjab vem em três tamanhos, P, M e G, e foi “testado por 20 mulheres que usam o véu e correm regularmente”. O anúncio causou polémica nas redes sociais francesas.

Primeiro, a Decathlon declarou que o produto, um hijab, véu islâmico, fabricado em material desportivo para corredoras, seria comercializado apenas em Marrocos, país de maioria muçulmana. Mas com o anúncio no seu site, disponível em todas as regiões de França, a marca teve que voltar atrás e admitiu nesta terça-feira que o produto estava disponível para francesas.

Foi o suficiente para dar início ao tsunami de reações nas redes sociais francesas. “Decathlon também se submete ao #islamismo, que tolera mulheres apenas quando têm a cabeça coberta com um hijab para afirmar a sua submissão aos homens. #Decathlon, portanto, nega os valores da nossa civilização no altar do mercado do marketing identitário”, declarou no Twitter Lydia Guirous, porta-voz do partido de direita Os Republicanos, na França.

A marca respondeu à Guirous: “Fique tranquila, não negamos nenhum dos nossos valores. Sempre fizemos tudo para tornar o desporto mais acessível em qualquer lugar do mundo. Este hijab era uma necessidade de algumas praticantes de corrida, por isso respondemos a essa necessidade desportiva”, disse a loja.

“A Decathlon lança-se na moda desportiva islâmica”, escreveu a porta-voz do partido, dizendo que “lamentar que as empresas francesas promovam a ideologia multicultural e sacrifiquem os nossos valores no altar das considerações mercantis”.

Várias personalidades políticas da França mobilizaram-se para criticar o véu islâmico para desporto nas redes sociais, alguns até pedindo um boicote à marca. “O desporto emancipa: não submete. A minha escolha de mulher e cidadã será não confiar numa marca que rompa com os nossos valores”, escreveu Aurore Bergé, porta-voz do partido A República em Marcha, do presidente francês Emmanuel Macron.

No canal de TV France 2, Nicolas Dupont-Aignan, presidente do partido de extrema-direita Débout la France, traçou um paralelo entre o “véu islâmico desportivo” com a situação das mulheres na Arábia Saudita.

“Eu tenho duas filhas e não quero que elas vivam em um país onde o lugar das mulheres na sociedade regride como na Arábia Saudita. Peço um boicote da marca Decathlon que comercializa este tipo de roupa!”, declarou Dupont-Aignan.

A ministra da Saúde, Agnès Buzyn, salientou que o produto “não é proibido por lei”. Mas “é uma visão da mulher da qual não partilho. Como mulher é assim que entendo isto. Tudo o que pode levar à diferenciação incomoda-me. Teria preferido que uma marca francesa não promovesse este véu”, acrescentou. “Pessoalmente, não quero promover a diferenciação entre mulheres e homens”, afirmou a ministra francesa.

A marca norte-americana Nike já comercializa um véu islâmico para praticantes de desporto, em preto, cinzento ou branco, a um preço de 30 euros. Já a Decathlon resolveu baixar o preço para concorrer com a Nike: o acessório pode ser comprado por oito euros no site francês.

ZAP // RFI

PARTILHAR

RESPONDER

Águas do Porto alerta para cobranças fraudulentas porta a porta

A empresa municipal Águas do Porto alertou, esta segunda-feira, para uma fraude que está a ser cometida em seu nome com falsos funcionários que tentam fazer cobranças à porta. De acordo com a Águas do Porto, …

Um terço dos universitários de Lisboa já sofreu violência sexual física

Um terço dos estudantes universitários da área metropolitana de Lisboa já foi vítima de violência sexual física pelo menos uma vez, mas são muitos poucos os que denunciam as agressões, raramente o fazendo à …

OE2020: Esquerda vai negociar "até ao último minuto". PSD não comenta eventual traição madeirense

O Governo apresentou, nesta terça-feira, na Assembleia da República, as linhas gerais da proposta de Orçamento do Estado para 2020 (OE2020) aos partidos com representação parlamentar. Dos encontros, não saiu fumo branco, com o Bloco …

Turismo fez subir o custo de vida dos portugueses. Salários continuam estagnados

O crescimento do turismo em Portugal fez crescer o custo de vida dos portugueses, especialmente nos que vivem nas grandes cidades, apesar de estes continuarem com os salários estagnados, escreve o Jornal de Notícias. Entre 2013 …

Contrato público. Amazon apresenta queixa em tribunal contra Trump

A Amazon revela que os "insistentes ataques públicos e de bastidores" de Donald Trump contra Jeff Bezos causaram "pressão" que levou à perda de contrato público com o Departamento de Defesa.  A Amazon apresentou uma queixa …

Empurrões, insultos e (talvez) um murro: Sérgio Conceição e Pedro Ribeiro perderam as estribeiras no túnel do Jamor

Os treinadores de FC Porto e Belenenses, Sérgio Conceição e Pedro Ribeiro, desentenderam-se no túnel de acesso ao relvado do Estádio Nacional, ao intervalo do jogo em que as duas equipas empataram a uma bola. …

Acordo entre Rússia e Ucrânia para cessar-fogo até ao final do ano

O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o seu homólogo ucraniano, Volodymyr Zelensky, chegaram na segunda-feira à noite a um acordo de cessar-fogo que deverá ter efeito até ao final do ano de 2019. "As partes …

Nova Zelândia abre investigação. Erupção do Whakaari já fez pelo menos 13 mortos

Pelo menos cinco pessoas morreram e oito continuam desaparecidas, na sequência da erupção do vulcão Whakaari, na Nova Zelândia. As autoridades afirmam que há poucas chances de terem sobrevivido. "Diria com forte convicção de que ninguém …

Falhas no acesso a remédios não são exclusivo do SNS. No resto da Europa também há, diz ministra

A ministra da Saúde afirmou que as falhas no acesso a medicamentos não são "um exclusivo nacional", estando em discussão entre os Estados-membros uma "estratégia global para o acesso ao medicamento". A ministra da Saúde afirmou …

Canal Panda e jogar sem medo. A receita de Lage para vencer os russos do Zenit

O Benfica joga esta terça-feira com o Zenit de São Petersburgo, na sexta e última jornada do grupo G da Liga dos Campeões. Os encarnados precisam de vencer por dois (ou mais) golos para garantir …