Vereadores do PSD acusam presidente da Câmara de Leiria de utilizar dinheiros públicos para “ato de eleitoralismo”

Os vereadores do PSD acusaram esta terça-feira o presidente da Câmara de Leiria de utilizar “dinheiros públicos” para um “ato de eleitoralismo”, numa referência crítica à Abertura do Novo Ano Municipal.

Os vereadores Ana Silveira, Álvaro Madureira e Fernando Costa, numa nota de imprensa, adiantam que, “a propósito da Abertura do Novo Ano Municipal”, que decorreu na sexta-feira, no Teatro Miguel Franco, assistiu-se “a um verdadeiro ato de eleitoralismo e a uma afronta ao que é ético na política”. “O que assistimos foi a um comício partidário do PS promovido pela Câmara Municipal de Leiria à custa de dinheiros públicos“, salientam os responsáveis.

Para os sociais-democratas, “a constituição de um grupo de trabalho para o desenvolvimento estratégico do concelho a médio e longo prazo, cujo líder se desconhece, é da competência da Assembleia Municipal e com o envolvimento de todos os partidos políticos que nela têm assento. Não é para o boy partidário”, acrescentam.

O PSD constatou ainda que na “gaveta” está a execução de obras como a “reabilitação da Heróis de Angola (anunciadas desde 2009, já lá vai 11 anos), construção de parques de estacionamento, a despoluição do Rio Lis ou o polémico Pavilhão Multiusos”.

Este adiamento irá, muito provavelmente, custar muito ao Município, uma vez que a reabilitação da Av. Heróis de Angola é uma obra orçada em cerca de oito milhões de euros, financiada a 85% por fundos comunitários pelo PEDU [Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano] e está em risco de perder o financiamento comunitário”, refere ainda a nota.

Os vereadores consideram também um “flop” a introdução de veículos elétricos nos transportes públicos, “uma vez que em dezembro a Câmara adjudicou à Rodoviária Tejo a prestação do serviço Mobilis”.

“Medidas avulsas, como corredores bus e aumento de ciclovias, revelam o desnorte do que é necessário para uma verdadeira reestruturação da política de Mobilidade que Leiria merece (não nos podemos esquecer que a aprovação do Plano de Mobilidade não está no horizonte)”.

Considerando que existe um “divórcio do que estava no programa eleitoral do anterior presidente Raul Castro”, os autarcas reconhecem, contudo, que as prioridades apresentadas em matéria de saúde, reabilitação urbana e educação “são pertinentes, já que são dos pontos mais graves do concelho, por inércia da Câmara, e que há muito o PSD tem vindo a reclamar a atenção do município para estas matérias”.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Diz o roto ao nu porque não te vestes tu, o PPD a acusar os outros de utilizarem dinheiro da Câmara para a campanha eleitoral, como se todos os partidos nas Câmaras não fizessem o mesmo até usam as viaturas das Câmaras para as campanhas colocam placares do partido a tapar o símbolo da Câmara e isto não se passa só nas campanhas Autárquicas passa-se em todas as campanhas, porque é que estes pulhiticos antes de falarem não olham ao que vai nas suas casas? Não convém pensam que os cidadãos andamos todos a dormir, só é estranho só agora falarem nisso porque não falaram antes? Sabiam que depois lhes iam descobrir os podres iguais aos que eles acusam. N.T até lhes podia dar nomes de Câmaras que o fizeram até esta última campanha eleitoral.

RESPONDER

Homem pede "julgamento por combate" com espadas japonesas para resolver disputa legal com a ex-mulher

Para resolver uma disputa legal com a sua ex-mulher, David Ostrom sugere que seja feito um "julgamento por combate" com espadas japonesas. Há precedentes legais que o podem favorecer em tribunal. O insólito aconteceu no Iowa, …

Crimes violentos podem aumentar drasticamente nos EUA devido ao aquecimento global

O número de crimes violentos nos Estados Unidos pode aumentar drasticamente nos próximos anos devido ao aquecimento global, concluiu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade do Colorado, em Boulder. "Dependendo da rapidez …

Twitter pede desculpa por permitir anúncios direcionados a neonazis

O Twitter emitiu esta quinta-feira um pedido de desculpa público depois de a BBC denunciar que a rede social estava a permitir anúncios direcionados a neonazis, islamofóbicos e outros grupos de ódio. A emisorra britânica …

Carlos Silva alega falta de apoio do PS e anuncia saída da liderança da UGT

O secretário-geral da UGT não é candidato a um novo mandato na central sindical, alegando que o “desgaste tem sido tremendo” e que é visto como força de bloqueio. “Não quero continuar”, “já está decidido e …

A maior aeronave do mundo vai ficar ainda maior. Medirá quase 100 metros

A maior aeronave do mundo vai ficar ainda maior: o dirigível híbrido Airlander 10, que media 92 metros de comprimento, vai bater o seu próprio recorde. De acordo com a emissora britânica BBC, a aeronave passará a …

Mortes nos Comandos. Governo só indemniza famílias se for condenado

O Governo deu ordem para parar as negociações com as famílias dos recrutas que morreram durante o 127.º Curso de Comandos, que decorreu na região de Alcochete, em 2016. Segundo o Jornal de Notícias, o Governo …

Eduardo Cabrita diz que polícias compram equipamento "porque querem"

O ministro da Administração Interna afirmou que os agentes policiais que compram equipamento de proteção do seu próprio bolso fazem-no porque o querem. Numa entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, divulgada este fim-de-semana, o …

Chuva deixa Austrália entre incêndios e cheias. Número de mortos sobe para 29

A chuva trouxe algum alívio aos bombeiros e habitantes do leste da Austrália, mas também causou cheias e novos problemas. As equipas ainda combatem cerca 100 focos de incêndio na região e o número de …

Sem Joacine, nova direção do Livre foi eleita com 95 votos a favor e 15 brancos

Este domingo, no segundo dia do IX congresso do Livre, a nova direção do partido foi eleita com 95 votos a favor e 15 brancos (e não conta com a deputada Joacine Katar Moreira). No final …

Juiz pede escusa do caso dos emails por ser adepto do Benfica

O juiz desembargador apresenta vários motivos para pedir escusa do processo, nomeadamente por ser "sócio do Benfica desde 1968". De acordo com o jornal Público, Eduardo Pires, juiz desembargador do Tribunal da Relação do Porto (TRP), …