Vem aí um Verão histórico. Ondas de calor e temperaturas de 43 graus

Maurizio Degl'Innocenti / EPA

Este vai ser um Verão escaldante em Portugal. A previsão é de especialistas meteorológicos e aponta que a partir de Junho a temperatura vai começar a subir até atingir valores históricos. Os portugueses devem preparar-se para ondas de calor, temperaturas de 43 graus e risco elevado de incêndio.

As previsões são avançadas pelo site de meteorologia AccuWeather que alerta que “ondas de calor de longa duração” vão afectar a Europa, desde Portugal a Espanha, até à Polónia e à Hungria.

O calor deverá começar já no próximo mês de Junho na Península Ibérica, com as “localidades mais quentes” a atingirem temperaturas máximas que podem ultrapassar os 43 graus por vários dias consecutivos.

“O calor será mais persistente do que durante o último Verão, onde temperaturas recorde foram registadas em zonas de Portugal, Bélgica, Holanda, Alemanha e Escandinávia, mas, em geral, demoraram por apenas uma semana”, salientam os especialistas do AccuWeather.

IPMA diz que é “cedo para saber”

Todavia, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) considera que estas previsões são precipitadas. “É muito cedo para saber”, constata a responsável pela comunicação do organismo, Vânia Lopes, em declarações ao Jornal de Notícias (JN).

Não há dados científicos neste momento que possam prever temperaturas acima dos 40 graus, para dias seguidos durante o Verão”, destaca Vânia Lopes, realçando que o IPMA faz sobretudo previsões para 10 dias e que, mesmo nestes casos, é sempre necessário fazer “ajustes”.

Mas para as próximas três semanas o IPMA prevê, de facto, um aumento das temperaturas “acima da média (dos últimos 30 anos) entre um e três graus”, como cita o JN. No arranque de Junho essa subida pode ultrapassar em seis graus a temperatura habitual, de acordo com o diário.

Um cenário que vai ao encontro dos dados do AccuWeather que alerta ainda que “noites inesperadamente mais quentes” também serão uma preocupação durante estas ondas de calor, criando “condições perigosas” para as “casas sem ar condicionado”.

A situação vai exigir cuidados acrescidos para prevenir problemas de saúde. As recomendações incluem “beber bastante água, passar tempo à sombra e usar roupa leve”, bem como evitar “actividades extenuantes no exterior” durante os períodos mais quentes do dia.

Outro problema que se pode esperar é a “fraca qualidade do ar, especialmente dentro e perto das cidades”, uma situação que pode ser agravada pelo fumo dos incêndios, como avisa o AccuWeather.

“Alto risco” de incêndios no norte de Portugal

As “ondas de calor intensas e longos períodos de tempo seco” durante o Verão são condições para um “alto risco” de incêndios, especialmente nas áreas “do norte de Portugal para o norte de Espanha”, mas também nos Alpes da Alemanha e na República Checa, como destaca o AccuWeather.

Os meteorologistas apontam o facto de uma Primavera e um Inverno chuvosos terem contribuído para o aparecimento de “mais vegetação do que em anos anteriores” como um dos factores do risco de incêndio agravado. Esse risco será especialmente maior durante a segunda metade do Verão.

Adivinha-se também que o risco se mantenha até ao Outuno, dada a persistência do tempo quente e com a continuidade da vegetação seca.

“A seca será uma preocupação crescente em todas estas áreas, desde o final do Verão até ao Outono, pressionando a agricultura e o fornecimento de água pelo segundo ano consecutivo em muitos locais”, destaca o meteorologista do AccuWeather, Tyler Roys.

Por outro lado, na Península dos Balcãs o grande problema serão as “tempestades severas”. Países como Grécia, Sérvia, Roménia e Bulgária terão que enfrentar “tempestades violentas” que podem provocar prejuízos avultados e até originar tornados, avisa o site de meteorologia.

SV, ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Com estas notícias a aparecerem está-se mesmo a ver que a malta das cervejeiras irá preparar uma greve para o verão.

  2. Muitos ainda não se aperceberam que a vida no nosso planeta está no princípio do fim e tudo possivelmente por mão humana, o dia do não retorno não estará muito distante certamente e nada disto tem a ver com crenças religiosas mas apenas com comportamentos desajustados.

    • a vida “como a conhecemos” esta no principio do fim. é um ciclo natural e nada podemos fazer para o mudar porque foi assim durante todos os períodos que conhecemos do planeta e da existência de formas de vida na terra. não será o primeiro nem o ultimo. o facto de termos uma consciência aparentemente mais evoluída que outros animais que habitaram o planeta e também passaram pela extinção em períodos de gelo e seca extremos, não muda o facto de não representarmos sequer uma migalha no universo e nada podemos fazer para o alterar. o meu conselho é que vivam e deixem viver, ninguém fica ca nem isto dura para sempre.

      • Você pelos vistos é um conformista com a situação, ou seja entenderá talvez que cada um de nós poderá e deverá fazer o que muito bem entender e o resto ficará nas mãos de algum poder divino consoante também a crença de cada um; hoje dando o nosso país como exemplo fala-se na queda demográfica mas na verdade noutras zonas do globo a população aumenta e de que maneira e a verdade é que já somos demais para o habitáculo que temos e é aqui quanto a mim a par do avanço do bem estar e consumo que estará o maior desequilíbrio entre nós humanos e todo o resto que nos rodeia. Isto não é nem nunca será uma fonte inesgotável.

RESPONDER

Rede de imigração ilegal no SEF. Denúncias de corrupção eram antigas, mas ficaram na gaveta

A inspectora do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) que foi detida nesta semana, por pertencer alegadamente a uma rede de imigração ilegal, já tinha sido identificada num inquérito interno desta entidade, devido às mesmas …

Bancos querem passar a cobrar por grandes depósitos. Particulares escapam

BCP, Novo Banco e Caixa Geral de Depósitos defendem que é preciso cobrar aos grandes clientes por depósitos de grande dimensão. Particulares e pequenas e médias empresas escapariam desta medida. A ideia foi lançada pelo …

Filho de Bolsonaro já não vai ser embaixador em Washington

O deputado Eduardo Bolsonaro, filho do Presidente do Brasil, anunciou na terça-feira, na Câmara dos Deputados, que desistiu da sua indicação para embaixador do país em Washington, nos Estados Unidos (EUA). Na véspera, Jair Bolsonaro, que …

OE2020. Catarina Martins critica chantagem da Comissão Europeia a cada ano

A coordenadora do Bloco de Esquerda criticou esta terça-feira a chantagem da Comissão Europeia em relação a Portugal repetida a cada legislatura e a cada ano, reiterando a disponibilidade "para negociar um Orçamento do Estado …

Maior parte das escolas não cumprem lei de 2009 sobre a educação sexual

Grande parte das escolas não está a cumprir a lei de 2009 que define como deve ser dada a educação sexual no ensino obrigatório, do 1.º ao 12.º ano de escolaridade. A conclusão surge num relatório …

Pouco poder, mas algum. Deputados únicos podem desencadear revisão da Constituição

Os deputados únicos não têm poder para pedir a votação do programa de Governo, ao contrário dos grupos parlamentares, nem podem sozinhos censurar o Executivo, mas podem desencadear, como qualquer parlamentar, um processo de revisão …

Funcionários públicos esperam entre 100 e 280 dias para se poderem reformar. Processo pode ser acompanhado online

A atribuição das novas pensões de reforma aos funcionários públicos está a demorar, em média, entre 100 a 280 dias - ou seja, entre três e mais de nove meses. A revelação foi feita esta terça-feira, …

"Onde está o Varandas?". Claques não faltaram à vitória do Sporting em hóquei em patins

Apesar das quebras de protocolos, Juventude Leonina e Diretivo Ultras XXI marcaram presença no jogo desta terça-feira de hóquei em patins entre o Sporting e a Oliveirense. Na noite desta terça-feira, o Pavilhão João Rocha foi …

Do azedume às contas do passado. Críticos internos atacam Rio

Depois de Rui Rio ter anunciado esta segunda-feira que se recandidata à liderança do PSD, os críticos internos vieram a público. Acusam-no de querer dividir o partido e ajustar contas com o passado e esperam …

"Acho ridículo que sejam feitas obras, portas ou não", diz Ventura

O CDS que não quer o líder do Chega no meio dos seus deputados e a solução pode mesmo passar por abrir uma porta especial para o deputado. "Acho ridículo", comenta André Ventura. Na última conferência …