Venezuelanos desesperados por comida até já compram carne podre

A Venezuela continua mergulhada numa profunda crise económica e social, obrigando alguns venezuelanos a comprarem carne estragada nos mercados para conseguirem sobreviver.

Na cidade de Maracaibo, outrora conhecida como a “Arábia Saudita da Venezuela” graças à sua produção petrolífera, os moradores fazem agora fila para comprar carne estragada, uma vez que os refrigeradores não funcionam devido às constantes falhas de energia.

Um dado revelado pela Associated Press (AP) que, no Las Pulgas, mercado central da segunda maior cidade do país, testemunhou vários moradores a comprar este produto, sendo a única forma de consumir algum tipo de proteína.

Um desses casos é Yeudis Luna, um pai de três filhos que, em declarações à agência, descreve que a “carne cheira um bocadinho mal, mas que se consegue disfarçar com um pouco de vinagre e limão”.

O homem de 55 anos, guarda num parque de estacionamento, foi deixado pela mulher, no ano passado, que se mudou para a Colômbia porque, explica à agência, não conseguia aguentar mais a fome. Nunca mais soube dela até hoje.

O certo é que o venezuelano tem três rapazes para criar: um com seis, um com nove e outro com dez anos. Por isso, comprou a carne estragada, sabendo que é má mas fazendo todos os possíveis para torná-la comestível.

Ao preparar a carne, Luna diz que a lava com água e depois a deixa mergulhada durante a noite em vinagre. No momento da preparação, espreme-lhe dois limões em cima e deixa-a cozinhar com tomate e meia cebola. “Tive medo que os meus filhos ficassem doentes porque são pequenos. Mas apenas o mais novo ficou com diarreia e vomitou“, conta.

Johel Prieto é um dos talhantes deste mercado e justifica à AP que são as constantes falhas de eletricidade que estragam a carne, admitindo que já triturou uma parte e a misturou com carne fresca, na tentativa de mascarar esta deterioração.

Não admira que muitas pessoas acabem doentes mas a verdade é que os talhos deste mercado, com bandejas de carne de cor duvidosa e repletas de moscas, fazem fila. Alguns utilizam a carne para dar de comer aos cães, diz Prieto, enquanto que outros cozinham-na mesmo para as suas famílias.

Questionado com o porquê desta decisão, Prieto é bastante direto: “Claro que comem a carne, graças ao Maduro“, referindo-se sem qualquer problema ao Presidente venezuelano. “A comida dos pobres é comida estragada”, acrescenta.

A Venezuela continua mergulhada numa profunda crise económica e social: escassez de alimentos e de medicamentos, uma significativa inflação dos preços, o aparecimento de várias doenças e constantes protestos violentos contra o regime são alguns dos problemas que o povo tem de enfrentar todos os dias.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Até faz doer o coração as condições desumanas em que se encontram muitos mas mesmo muitos dos venezuelanos. Oxalá seja encontrada uma solução para por fim a esta tragédia humana!
    Possivelmente alguns terão contribuído para este regime, e estarão hoje arrependidos! poderá ser uma lição para muitos povos que presentemente vivem em países em situações semelhantes “pré-Hugo Chaves”!!!
    Não ao desânimo!!!

A segurança da Casa Branca pode estar em perigo (e a culpa é da bicicleta estática de Biden)

Na quarta-feira, Joe Biden assumiu a presidência dos Estados Unidos, o que significa que, a partir de agora, viverá na Casa Branca. Porém, os hábitos do novo Presidente podem ameaçar a segurança das informações de …

Rio acusa Costa de desgoverno: Só fechou as escolas por "pressão da opinião pública"

O presidente do PSD considerou que o Governo não fechou as escolas mais cedo porque não estava preparado para o fazer, acusando o primeiro-ministro de “desgoverno” e de só ter decidido perante “pressão da opinião …

Lei da eutanásia aprovada na especialidade. PS, BE e PAN votaram a favor

A lei da morte medicamente assistida foi esta quinta-feira aprovada, na especialidade, na comissão de Assuntos Constitucionais, com os votos favoráveis do PS, BE e PAN, o voto contra do CDS-PP e PCP e abstenção …

MP abre inquérito à morte de idoso que esperou três horas em ambulância em Portalegre

O Ministério Público (MP) abriu um inquérito sobre a morte de um idoso, de 87 anos, na passada segunda-feira, no hospital de Portalegre, depois de estar quase três horas numa ambulância. Questionada pela agência Lusa através …

AHRESP pede revogação da proibição de venda de bebidas em take away

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) defendeu, na quarta-feira, a revogação da proibição da venda, no 'take away' de qualquer tipo de bebidas, alertando que o que se pretende impedir é …

Governo garante que Portugal terá todas as vacinas para cumprir plano de vacinação

O Ministério da Saúde garantiu que Portugal terá todas as vacinas necessárias para cumprir o plano de vacinação estabelecido, tendo já assegurado mais de 31 milhões de doses, suficientes para vacinar mais de 18 milhões …

Galp compromete-se a falar com cada um dos 401 trabalhadores da refinaria de Matosinhos

A petrolífera anunciou que irá realizar, entre fevereiro e março, conversas individuais com cada um dos 401 trabalhadores afetados pela decisão de fechar a refinaria de Matosinhos. No final de dezembro do ano passado, a …

RTP anuncia intérpretes do Festival da Canção 2021. Final acontece em estúdio sem público

A RTP anunciou, esta quarta-feira, os intérpretes e as 20 canções a concurso na edição deste ano do Festival da Canção. Na conferência de imprensa, decorrida online, ficou também a saber-se que a final do …

França disposta a reconhecer erros do passado colonial na Argélia

O Presidente francês Emmanuel Macron vai adotar "atos simbólicos" destinados a reconhecer os erros da era colonial francesa na Argélia, mas não está a considerar um pedido de "desculpas" oficial pretendido por Argel, indicou esta …

Sporting avança com nova proposta por Paulinho

O Sporting avançou com uma nova proposta pelo avançado português Paulinho, ao serviço do SC Braga, depois de as partes não terem conseguido chegar a acordo na janela de transferências do verão passado.  De acordo com …