Venezuela proíbe voos de aviões privados e de drones

josesanchezm / Flickr

Caracas, Venezuela

Caracas, Venezuela

O Instituto Nacional de Aeronáutica Civil da Venezuela emitiu, no sábado, um comunicado, proibindo o voo de aviões privados e drones até 5 de setembro em todo o território venezuelano.

“Proíbe-se a operação e circulação aérea no território nacional e demais espaços geográficos da Venezuela das aeronaves classificadas como de aviação geral e privada, em conformidade com o disposto na Lei de Aeronáutica Civil, assim como de todo o sistema de aeronave pilotada à distância, conhecido comummente como drone”, a partir de hoje e até 5 de setembro, refere o comunicado.

O Inac não explica quais as razões que levaram à medida de proibição dos voos privados no país, mas analistas acreditam que tem a ver com a manifestação da oposição convocada para a próxima quinta-feira, 1 de setembro.

A 17 de agosto, a aliança da oposição na Venezuela, a Mesa de Unidade Democrática (MUD), anunciou que vai “tomar” a cidade de Caracas, “pelos quatro pontos cardeais”, para exigir a realização de um referendo revogatório do mandato do Presidente Nicolás Maduro.

Vamos encher a cidade de manifestantes pelo oeste, este, norte e sul”, anunciou o deputado Luís Florido, do partido Vontade Popular.

Com a “tomada” de Caracas, a 01 de setembro, a oposição pretende que o Conselho Nacional Eleitoral (CNE) fixe a data para que recolha as assinaturas e impressões digitais de 20% dos eleitores, aproximadamente quatro milhões dos inscritos no registo eleitoral, para ativar o referendo.

“Será um marco na história da Venezuela, vai marcar um antes e um depois. Vamos exigir o revogatório, caso contrário, o povo vai fazer valer o artigo 350″, frisou, fazendo referência ao artigo da Constituição que contempla a “desobediência civil” perante “qualquer regime, legislação ou autoridade que contrarie os valores, princípios e garantias democráticas ou menospreze os direitos humanos”.

A oposição quer realizar o referendo revogatório ainda em 2016 e tem acusado o Conselho Nacional Eleitoral de atrasar a calendarização das diferentes etapas do processo.

Se o referendo se realizar até 10 de janeiro de 2017 deverão ser convocadas novas eleições presidenciais, segundo a legislação venezuelana.

Se o referendo for convocado para depois dessa data, o vice-presidente da Venezuela em funções, atualmente Aristóbulo Isturiz, assumirá os destinos do país até 2019, altura em que termina o atual mandato presidencial.

Simpatizantes de Nicolás Maduro e ministros do seu Governo têm insistido que será impossível realizar o referendo ainda este ano.

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Maduro tem vertigens. Não gosta de imagens das alturas, ele lá terá as suas razões; parece que só pilotou transportes terrestres e portanto não admira que goste das coisas terra a terra.
    Agora que se cuidem também os mirones que estão habituados a trepar à árvores ou a subir ao cimo dos prédios. Ainda poderão vir a ser identificados como traidores da revolução bolivariana, o que quer que isso seja!…

RESPONDER

Ventura quer ser Sá Carneiro do século XXI e ter juventude partidária

O presidente do Chega vai apresentar-se este fim de semana em Évora para a II Convenção Nacional do partido populista de direita como “o principal continuador em Portugal” de Sá Carneiro, o falecido líder fundador …

Alemanha tem provas materiais de que Maddie está morta

As autoridades alemãs têm provas materiais de que Madeleine McCann está morta, garante o porta-voz da Procuradoria de Braunschweig, Hans Christian Wolters, à RTP. Apenas está por provar o envolvimento de Christian Brueckner no homicídio …

BE quer que direito das grávidas a acompanhante seja respeitado

O Bloco de Esquerda (BE) quer que as normas da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre gravidez e parto no âmbito da covid-19 sejam revistas para que o direito das mulheres grávidas a estarem acompanhadas seja …

Proposta do PCP para passar Novo Banco para esfera pública foi chumbada

A recomendação ao Governo proposta pelo PCP para reverter da venda do Novo Banco, transferindo-o para a esfera pública, foi hoje chumbada no parlamento com os votos contra de PS, PSD, CDS-PP, PAN, Iniciativa Liberal …

Trump ataca voto por correspondência. Resultados podem não ser "determinados de forma precisa"

O Presidente dos EUA, Donald Trump, reforçou na quinta-feira no Twitter os ataques ao voto por correspondência nas eleições de novembro, ao que a rede social reagiu ligando duas das suas mensagens a informação verificada …

Quatro candidatos disputarão sucessão de Santana no Aliança

O novo líder do Aliança, que sucederá ao fundador do partido, Pedro Santana Lopes, vai ser escolhido entre quatro candidatos no próximo congresso nacional, agendado para 26 e 27 de setembro em Torres Vedras. Segundo noticiou esta …

Recomendação do PS para tarifa social de Internet sem oposição (mas partidos querem mais)

A recomendação do PS ao Governo para que crie uma tarifa social de acesso à Internet não mereceu esta quinta-feira oposição de nenhuma bancada, mas foram vários os partidos que defenderam a necessidade de “ir …

Ex-deputado PS acusado de uso abusivo de viaturas da Câmara de Barcelos

O Ministério Público acusou de peculato e abuso de poderes o ex-deputado socialista Domingos Pereira, pela alegada utilização de viaturas do município de Barcelos para deslocações de e para a Assembleia da República. Segundo nota publicada …

Quim Torra acusa Governo espanhol de tentar "excluir um presidente no meio de uma pandemia"

Um recurso do presidente separatista catalão Quim Torra contra uma condenação por desobediência que pode afastá-lo do exercício de cargos públicos durante ano e meio foi analisado na quinta-feira pelo Supremo Tribunal de Espanha. Antes …

Cinco anos depois, Volkswagen nega reembolso a 125 mil portugueses lesados

A marca alemã Volkswagen respondeu à Deco Proteste, cinco anos após o caso "dieselgate", informando que não irá indemnizar mais consumidores, tendo em vista os processos judiciais em curso. Segundo noticiou esta sexta-feira a Madremedia, em …