Nove deputados aliados de Guaidó denunciados por corrupção

Rayner Peña / EPA

O Presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó

Uma investigação jornalística divulgada no domingo revelou que nove deputados aliados do autoproclamado Presidente interino da Venezuela envolveram-se em práticas de corrupção. Dias antes, o embaixador venezuelano na Colômbia, demitido por Juan Guaidó, acusou representantes deste último de má gestão.

A investigação, realizada pelo Armando.Info e citada esta terça-feira pelo Expresso, expõe práticas de corrupção dos nove deputados, que terão agido em favor do empresário colombiano Carlos Lizcano, vinculado a um programa do Presidente eleito, Nicolás Maduro, para a distribuição de alimentos subsidiados.

Carlos Lizcano é identificado como “subalterno” de dois empresários colombianos, Alex Saab e o sócio Álvaro Pulido. Estes foram indiciados em julho nos Estados Unidos (EUA) pela prática de preços excessivos nas importações de alimentos para os Comités Locais de Abastecimento e Produção (CLAP), enfrentando acusações por lavagem de dinheiro.

De acordo com a investigação do portal, os nove deputados fizeram pedidos de “indulgência” às autoridades da Colômbia e dos EUA para Carlos Lizcano, considerando que este não esteve envolvido nos crimes de Alex Saab e de Álvaro Pulido.

“Não permitirei que a corrupção ponha em risco tudo o que sacrificámos. Não vamos encobrir os crimes de ninguém. Nem do regime nem de um pequeno grupo de imorais”, reagiu Juan Guaidó, citado pela France-Presse.

Na sexta-feira, depois de ter sido demitido pelo Presidente interino do cargo de embaixador na Colômbia, Humberto Calderón Berti acusou os alguns dos seus representantes de má gestão de recursos. Esses recursos estariam destinados à manutenção de 148 soldados que desertaram em fevereiro, em apoio ao Governo interino, e que fugiram para a Colômbia.

“As autoridades colombianas alertaram-me e mostraram-me documentos sobre prostitutas, bebidas alcoólicas, coisas impróprias”, disse o diplomata.

Popularidade em queda

No sábado, em carta endereçada a Juan Guaidó, o deputado Freddy Superlano renunciou à presidência da Comissão Permanente de Controladoria da Assembleia Nacional para “facilitar as investigações”. No dia seguinte, os dois principais partidos da oposição excluíram das suas bancadas cinco dos deputados citados na investigação jornalística.

Nesta altura, continuou a France-Presse, Juan Guaidó – que se autoproclamou Presidente a 23 de janeiro – está a tentar reativar os protestos contra Nicolás Maduro. A sua popularidade, que já esteve nos 63%, ficou-se em outubro pelos 42%. A 05 de janeiro, termina o seu mandato à frente do Parlamento.

Nicolás Maduro resiste com o apoio de um setor da população, dos militares e de países como Cuba, Rússia e China.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Guiadozinho lacaio dos interesses dos EUA. Não és melhor nem pior que Maduro. Cada um no seu estilo de sacanice. Só que o Guaidozinho não foi eleito de todo. O outro ainda assim foi eleito e tem apoio de grande parte da população. Pena foi Chavez ter morrido porque esse sim, era um estadista que fez muito bem à Venezuela (não às elites exploradoras do povo, claro). Maduro ao pé dele é uma besta quadrada.

"Bolhas domésticas" e celebrações online. As sugestões de Bruxelas para o Natal

A Comissão Europeia pediu esta quarta-feira aos países da União Europeia (UE) para definirem “critérios claros” relativamente ao Natal, devendo estipular um número máximo de pessoas por ajuntamento, incentivar “bolhas domésticas” para passar as festividades …

PSD ouviu empresários em greve de fome e apela a Governo que os receba

O líder do grupo parlamentar do PSD apelou esta quarta-feira ao Governo para que receba os empresários da restauração e da animação noturna em greve de fome em frente ao Parlamento, depois de se ter …

China acusada de violar sanções à Coreia do Norte. EUA oferecem recompensa de 5 milhões

A China está a ser acusação de uma “violação flagrante” da obrigação de aplicar sanções internacionais à Coreia do Norte. Os Estados Unidos estão a oferecer uma recompensa de cinco milhões de dólares por informações. De …

Fabricante de aeronaves Embraer revela ter sido vítima de ataque informático

A fabricante aeronáutica brasileira Embraer informou esta terça-feira, em comunicado, que sofreu um ataque informático aos seus sistemas. A Embraer frisou, em comunicado divulgado aos acionistas, que o ataque “resultou na divulgação de dados supostamente atribuídos …

Filho de Michael Schumacher ascende à Fórmula 1 em 2021

O alemão Mick Schumacher, filho do antigo piloto Michael Schumacher, ascende à Fórmula 1 na próxima temporada, para pilotar um dos carros da escuderia Haas, anunciou esta quarta-feira a equipa norte-americana. Atual líder do campeonato de …

Costa diz que ilegalização do Chega não é resposta, mas sim solucionar problemas

O primeiro-ministro considerou esta terça-feira que a resposta política mais eficaz ao Chega não passa pela sua ilegalização, mas por solucionar os problemas sociais que alimentam o populismo e explicam a existência do partido. António Costa …

Após atropelamento que fez 5 mortos na Alemanha, polícia exclui hipótese de terrorismo

O condutor que ontem provocou cinco mortes ao atropelar várias pessoas numa zona pedonal, em Trier, mostra sinais de "distúrbios psiquiátricos", afirmou o procurador dessa cidade do oeste da Alemanha, com a polícia a descartar …

Sonangol admite sair do Millennium BCP se surgir uma "boa oportunidade"

A petrolífera angolana Sonangol, segundo maior acionista do Millennium BCP com cerca de 20%, admitiu aproveitar alguma “boa oportunidade” que surja para vender a sua participação. A informação foi transmitida pela Sonangol de Sebastião Gaspar Martins, …

Portugal com mais 68 mortos e 3.384 novos casos de covid-19

Portugal contabiliza esta quarta-feira mais 68 mortos relacionados com a covid-19 e 3.384 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde o início da pandemia, Portugal já registou 4.645 …

Tribunal de Contas usa inteligência artificial para controlar entidades

O Tribunal de Contas (TdC) começou a utilizar um sistema baseado em inteligência artificial para controlar as contas de cerca de 6.500 entidades que estão sob a sua alçada. Segundo noticiou esta quarta-feira o Correio da …