Venezuela: “Coloco o lixo na rua e em 20 minutos alguém passa e come esse lixo”

Jeffrey Arguedas / EPA

Uma luso-venezuelana relatou à Lusa que a crise no país é tanta que o lixo que coloca na rua ao final do dia é devorado em minutos.

A luso-venezuelana e integrante do conselho das comunidades portuguesas Fátima Pontes Loreto relatou à Lusa que a crise no país é tanta que o lixo que coloca na rua ao final do dia é devorado em minutos. Filha de madeirenses que cedo emigraram para a Venezuela, Fátima garante que viveu uma infância e juventude felizes e que nunca imaginou vivenciar as situações que hoje tanto a impressionam.

A Venezuela está muito pobre, há muita fome. Na minha casa, eu coloco o lixo lá fora e em 20 minutos passa gente e vemo-los a comer esse lixo. Isto nunca se havia visto na Venezuela. Existiram casos semelhantes há muito tempo atrás, mas eram questões de malandragem, mas agora é fome”, contou.

Fátima Pontes Loreto é professora universitária e, por isso, reconhece que a sua situação pessoal está ainda um pouco distante da restante população venezuelana, afirmando que é recorrentemente acusada de não compreender o que se passa no país.

“Eu vivo numa urbanização, na cidade de Valência, e os meninos passam e batem à minha porta e gritam: “milionária! vocês são ricos, não entendem. Por isso é que Nicolás Maduro vos tem de tirar daqui”. Mas isso não é assim. Esse é o doutrinamento do senhor Hugo Chávez e mantém-se porque trata-se de um populismo barato“, lamentou Fátima Loreto.

Sendo uma das integrantes do conselho das comunidades portuguesas na Venezuela, um órgão consultivo do Estado português, esta lusodescendente procura ao máximo ajudar a comunidade lusitana que reside naquele país, garantindo, no entanto, que é uma das mais afetadas em todo este momento de crise.

“A nossa comunidade é uma das mais afetadas na Venezuela. Eu acabo de ter um caso importante de um português, fora da minha região que estava num hospital como um indigente. O senhor teve um AVC, e o filho, aproveitando-se da situação do pai, vendeu todas as suas propriedades, pois ele era um grande construtor civil. O filho vendeu tudo e deixou o pai na rua, a viver numa área de serviço”, contou Fátima, relatando de forma emocionada que o senhor acabaria por morrer, dias depois de ter sido resgatado das ruas.

Outros dos aspetos que a lusodescendente refere como marcante na atualidade daquele país é o aumento da criminalidade, informando que o consulado de Portugal em Caracas foi assaltado na semana passada.

“Os assaltos são típicos. É algo já natural e, lamentavelmente, pelas seis horas da tarde já temos de estar dentro das casas. À parte de que não há luz, o que faz aumentar a insegurança. Assaltaram também o consulado de Portugal em Caracas e roubaram os telemóveis, dinheiro, tudo. É uma tristeza aquilo que estamos a passar”, admite.

Como professora, Fátima afirma que a classe docente tem sofrido pressões por parte de Maduro, para que o reconheçam publicamente como Presidente, ameaçando com cortes nos salários. Mas a lusodescendente declarou à Lusa que não cede a pressões, e que o seu apoio pertence a Juan Guaidó, o autoproclamado Presidente interino da Venezuela.

Na Venezuela residem cerca de 300.000 portugueses ou lusodescendentes. Os mais recentes dados das Nações Unidas estimam que o número atual de refugiados e migrantes da Venezuela em todo o mundo situa-se nos 3,4 milhões.

Só no ano passado, em média, cerca de 5.000 pessoas terão deixado diariamente a Venezuela para procurar proteção ou melhores condições de vida.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Surtos em lar e infantário fazem 38 infetados nas Caldas da Rainha

Dois surtos de covid-19 foram detetados num lar e num infantário nas Caldas da Rainha, com um total de 38 pessoas infetadas, cinco das quais crianças, confirmou este domingo à agência Lusa o presidente da …

Mais seis mortes e 232 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, nesta segunda-feira, mais seis mortes por covid-19 e mais 232 novos casos, dos quais 195 na região de Lisboa e Vale do Tejo. O boletim epidemiológico desta segunda-feira, divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS), …

Quebras no turismo triplicam desemprego no Algarve

O desemprego no Algarve aumentou mais de 200% em maio para quase 28 mil desempregados, atingindo sobretudo o setor da hotelaria, que desespera pela chegada de turistas para atenuar o "golpe" de quase três meses …

Marques Mendes elogia "voz independente" de Medina (e diz que a TAP pode ser um crematório político)

Luís Marques Mendes elogiou neste domingo as críticas que o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, fez ao combate à pandemia, considerando ainda que a resolução da TAP, que culminou na saída de David …

O “Grenadier” já não vai ser português. Fabricante automóvel Ineos desiste de fábrica em Estarreja

A INEOS Automotive, empresa do ramo automóvel, transmitiu à Câmara de Estarreja que vai suspender o investimento de 300 milhões de euros numa fábrica no concelho, revelou este domingo fonte municipal. "A empresa transmitiu à Câmara …

Grécia e Austrália recuam na abertura de fronteiras. Marrocos isola cidade após recorde de casos

Grécia e Austrália anunciaram neste fim-de-semana um recuo na abertura das suas fronteiras, enquanto que Marrocos isolou uma cidade após um número recorde de novas infeções de covid-19 registadas em 24 horas. A Grécia anunciou …

Dinheiro dos pobres usado para "vida de luxo". Presidente, mulher e filha da Mão Amiga acusados

O presidente da Associação Mão Amiga, em Gulpilhares, Vila Nova de Gaia, a mulher e a filha foram acusados pelo Ministério Público (MP) de usarem o dinheiro da instituição para pagarem uma "vida de luxo". …

Fisco tem por cobrar 15 mil milhões de euros em impostos

O Jornal Económico escreve esta segunda-feira que a Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) tem por cobrar 14.919 milhões de euros em impostos. De acordo com o diário de economia, mais de metade da dívida dos contribuintes está …

"Armada espanhola" assegura 70% do mercado das obras públicas em Portugal

As empresas espanholas estão a assegurar 70% do mercado das obras públicas em Portugal, escreve esta segunda-feira o jornal Público, citando uma análise ao Portal Base, às obras públicas acima de sete milhões de euros No …

"Oitavos" da Liga dos Campeões não vão ser jogados em Portugal

A UEFA cedeu à pressão dos clubes e decidiu que os encontros da segunda mão dos oitavos-de-final vão ser disputadas nos respetivos estádios dos clubes. Os encontros por jogar relativos aos oitavos-de-final da Liga dos Campeões …