Venda de créditos maus de clientes famosos dá perda de 106 milhões ao Novo Banco

O Novo Banco vendeu créditos maus a fundo internacional. A carteira incluiu empréstimos de clientes famosos que deixaram de pagar. A operação gerou perdas de 106 milhões em 2019.

O Novo Banco confirmou a venda de uma carteira de créditos – em incumprimento -, que tinham um valor original de 2.732 milhões de euros. A operação foi feita ao preço de 193 milhões de euros e deverá gerar uma perda de 106 milhões de euros com impacto nos resultados da instituição este ano, refere um comunicado. Por outro lado, a venda terá um efeito positivo nos rácios de capital do banco.

A transação inclui um conjunto de créditos não produtivos e ativos relacionados, como por exemplo, garantias — podem ser imóveis e ações, ente outros — , que estavam arrumados no chamado Projeto Nata II. O comprador é uma sociedade pertencente à Davidson Kempner European Partners, um grupo americano de gestão de ativos financeiros.

A carteira de créditos vendida acabou ser menor do que o valor original inicialmente previsto, que andava na casa dos três mil milhões de euros. Fonte do Novo Banco indicou, de acordo com o Observador, que ficaram excluídos dez casos, com valor original da ordem dos 300 milhões de euros, porque o banco acredita que poderá conseguir atrair propostas individuais mais atraentes.

Ainda assim, esta é a maior operação do género realizada em Portugal e beneficiou de condições favoráveis, nomeadamente no que toca aos juros.

Os empréstimos vendidos correspondem a ativos sinalizados como de alto risco e cujas perdas podem desencadear a necessidade de injeções de capital público, na medida em que prejudiquem os rácios de capital do Novo Banco. Fazem parte do chamado banco legacy, onde está herança negativa do Banco Espírito Santo.

Entre os ativos problemáticos estão créditos de clientes mediáticos que deixaram de cumprir as suas obrigações financeiras, como Nuno Vasconcelos e o grupo de construção Moniz da Maia. Estes grupos económicos estão também sinalizados na lista dos grandes devedores cujas perdas geradas no banco obrigaram a ajudas públicas. O relatório mais recente do final de 2018 foi divulgado esta semana.

O Novo Banco espera que com esta alienação seja dado “mais um passo importante no processo de desinvestimento de ativos não produtivos, que permitirá acelerar a sua redução”.

Os créditos e ativos vendidos tinham um valor nominal de 2.732 milhões de euros e um valor contabilístico bruto de 1.713 milhões de euros. A diferença entre estes números é explicada pelo facto de os valores originais incluírem compromissos, garantias e write off  – quando os ativos são eliminados do balanço.

A venda foi feita por apenas 191 milhões de euros. De acordo com o Novo Banco, esta operação foi realizada com um desconto de 89% sobre o valor contabilístico dos ativos, mas o desconto sobre o valor líquido foi de apenas 35%, o que sinaliza que o banco já tinha reconhecido imparidades significativas nestes ativos.

O valor final da operação não fica fechado e está sujeito a ajustamentos de perímetro, mas o banco dirigido por António Ramalho antecipa já um impacto negativo de 106 milhões de euros, mas um efeito positivo ao nível do capital. Por outro lado, permitirá também reduzir o rácio de crédito em incumprimento de 20,7% para 15%, o que permite cumprir exigências regulatórias.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Hackers podem facilmente piratear satélites (e transformá-los em armas)

Piratear satélites pode não ser assim tão complicado quanto pensamos. Os hackers podem simplesmente desligá-los ou até mesmo usá-los como armas. No mês passado, a SpaceX tornou-se a operadora da maior constelação de satélites ativos do …

Gelo a cair num buraco faz barulhos estranhos (e parece uma batalha de lasers)

Alguma vez pensou o que se ouve quando deixamos cair gelo num buraco gelado profundo? Já não precisamos de pensar mais - e já podemos ouvir. O vídeo do pedaço de gelo a cair num buraco …

Tribunal recusa exumar corpo. Rosa Grilo conhece sentença a 3 de março

A leitura do acórdão no processo do homicídio do triatleta ficou agendada, esta terça-feira, para o dia 3 de março. De acordo com o Diário de Notícias, a defesa de Rosa Grilo pediu a exumação do …

Revelados documentos que provam a investigação de OVNIs por parte do Pentágono

Documentos recentemente divulgados mostram que o Departamento de Defesa dos Estados Unidos (EUA) financiou estudos sobre Objetos Voadores Não Identificados (OVNI's), contradizendo declarações recentes do Pentágono. Em 2017, o New York Times revelou a existência de …

"Nem sei onde é Alcochete". Pinto da Costa ouvido como testemunha de Bruno de Carvalho

O presidente do FC Porto foi ouvido, esta terça-feira, como uma das testemunhas do ex-dirigente leonino no julgamento da invasão à academia do Sporting, em Alcochete, que está a decorrer no tribunal de Monsanto, em …

A nova obra de Bansky só durou dois dias

A nova obra do artista britânico Banksy, que apareceu na véspera do Dia dos Namorados em Bristol, foi coberta por um grafite cor-de-rosa dois dias depois. A imagem de uma menina a atirar flores vermelhas com uma …

Mais de cem médicos assinam carta a exigir fim da "tortura" de Assange

Mais de cem médicos assinaram uma carta, divulgada esta terça-feira, na qual pedem que o fundador do Wikileaks receba tratamento médico adequado.  Através de uma carta publicada, esta terça-feira, na revista científica The Lancet, mais de uma …

Espiões russos foram à Irlanda investigar cabos submarinos de Internet. Teme-se que os cortem

Esta segunda-feira, o mundo entrou em estado de alerta: agentes secretos da Rússia foram descobertos na Irlanda, numa missão para mapear a localização exata dos cabos submarinos que conectam a Europa à América do Norte. Não …

Telmo Correia eleito líder parlamentar do CDS-PP por unanimidade

O deputado foi eleito, esta terça-feira, presidente do Grupo Parlamentar do CDS-PP, sucedendo a Cecília Meireles, numa votação em que contou com os votos favoráveis dos restantes quatro eleitos centristas. O anúncio foi feito no Parlamento …

Site de genealogia "salva" homem preso há 15 anos por um crime que não cometeu

Ricky Davis é a primeira pessoa a ser libertada com recurso a testes modernos de ADN no estado da Califórnia e o segundo nos Estados Unidos. Ricky Davis tinha 20 anos quando Jane Hylton, de 54 …