Vaticano suspeita que Cardeal pagou apartamento de luxo com donativos de crianças doentes

catholicism / Flickr

O Cardeal Tarcisio Bertone (à direita)

Há mais um escândalo a assombrar o Vaticano. Desta feita, por causa de obras de restauro, de quase meio milhão de euros, num apartamento habitado pelo Cardeal Tarcísio Bertone, havendo suspeitas de desvio de dinheiro de uma Fundação que apoia crianças doentes.

O caso já está a ser investigado pelos tribunais do Vaticano e, enquanto se elogia a rápida intervenção da Santa Sé, também surge o alerta de que se poderá estar a abrir uma verdadeira Caixa de Pandora, com implicações que podem chegar às mais altas figuras da Igreja.

A investigação centra-se no alegado uso de 422 mil euros dos fundos da Fundação do Hospital Pediátrico Bambino Gesù, que visa apoiar crianças doentes, para a restauração do apartamento habitado pelo Cardeal Bertone, ex-Secretário de Estado do Vaticano, e que é propriedade do Governatorato do Vaticano.

Em jogo estão “crimes gravíssimos”, revela o jornal italiano Espresso, que divulga cartas comprometedoras para os envolvidos, nomeadamente para o Cardeal. A acusação dos juízes do Vaticano menciona “peculato, apropriação e uso ilícito de dinheiro“.

As obras terão custado 422 mil euros, um valor que não foi pago directamente à empresa que fez o restauro, a Castelli Re.

O dinheiro terá sido transferido para uma holding britânica com sede em Londres, a LG Concractor Ltd, que será controlada por um amigo pessoal do Cardeal Bertone, Gianantonio Bandera, que também é o proprietário da Castelli Re.

O Cardeal tem negado o conhecimento do envolvimento de qualquer verba da Fundação e diz inclusivamente ter pago “300 mil euros” do seu bolso. Mas o Espresso divulga cartas que asseveram que ele estava a par do uso dos fundos do hospital pediátrico nas obras.

Numa dessas missivas, o ex-presidente do hospital, Giuseppe Profiti, oferece-se para pagar as obras do apartamento habitado pelo Cardeal, através da Fundação sem fins lucrativos dedicada ao apoio de crianças doentes, em troca de este acolher naquela habitação “encontros institucionais”.

Um dia depois, o Cardeal terá respondido à carta aceitando a oferta e enviando uma “lista de pedidos”, salienta o jornal italiano.

Bertone tinha reagido ao seu envolvimento no caso como “uma calúnia”.

“Paguei 300 mil euros do meu bolso, segundo as facturas que me mandou o Governatorato, proprietário do imóvel. Sobre os 200 mil da Fundação? Não vi nada. E excluo em absoluto ter dado quaisquer indicações à Fundação para algum pagamento”, disse o Cardeal.

Outra dúvida que surge, à luz das palavras de Bertone, é que ou está a mentir, mais uma vez, quando diz que pagou o valor, com o conluio de elementos do Governatorato, ou o construtor recebeu 422 mil euros da Fundação, mais os 300 mil euros do Cardeal.

Na investigação aberta pelo Vaticano constam apenas os nomes de Giuseppe Profiti e do ex-tesoureiro do hospital, Massimo Spina.

Mas muito dificilmente o Cardeal Bertone sairá ileso do caso.

Por ser Cardeal, só poderá ser julgado pelo Tribunal de Cassação da Cidade do Vaticano e se isso vier a acontecer, será o primeiro caso da história da Santa Sé.

SV, ZAP

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Se o Cardeal “tem negado desconhecimento absoluto do envolvimento de qualquer verba”, então confirma esse envolvimento …
    Vale a pena ter mais cuidado com a redacção dos textos …

RESPONDER

Jesus vai receber título de cidadão honorário do Rio de Janeiro

O técnico português do Flamengo será condecorado, na próxima segunda-feira, com o título de cidadão honorário do Rio de Janeiro. A distinção a ser entregue pela Câmara Municipal do Rio de Janeiro foi anunciada num cartaz …

Governo compromete-se a concluir processo de regularização dos precários

O Governo comprometeu-se com a conclusão, no início da legislatura, do Programa de Regularização Extraordinária dos Vínculos Precários na Administração Pública (PREVPAP), mas sem avançar uma data concreta. O debate temático sobre o PREVPAP, que decorreu …

Camboja acaba com passeios turísticos de elefante em Angkor

Os passeios de elefante, que são umas das principais atrações turísticas pelas áreas dos templos de Angkor, no Camboja, deixarão de o ser em 2020. Em 2016, uma elefante fêmea morreu por insuficiência cardíaca depois de …

MPLA afasta "Tchizé" dos Santos do comité central e suspende-a por dois anos

O Bureau Político do MPLA aprovou, esta quinta-feira, o afastamento de Welwitschia 'Tchizé' dos Santos de membro do comité central do partido no poder em Angola e a suspensão por dois anos da condição de …

Coldplay adiam divulgação de álbum. Querem uma digressão mais "respeitadora do ambiente"

O líder dos Coldplay anunciou na quinta-feira que o grupo musical britânico adiou a digressão de apresentação do seu novo álbum, que é publicado esta sexta-feira, para ser o mais limpa possível e ter um …

Vila Galé já estuda novo resort na região do Brasil onde abandonou projeto

O Vila Galé vai mesmo avançar com uma nova unidade hoteleira na mesma região do Brasil onde decidiu abandonar o projeto que tinha, depois das críticas de que ia investir em potencial zona de reserva …

França ultrapassa Alemanha. É o pais europeu com mais pedidos de asilo

França tornou-se no país europeu com mais pedidos de asilo, pela primeira vez desde o início da crise migratória em 2015, afirmou esta quinta-feira em Paris o ministro do Interior. “A França tornou-se desde 20 de …

Procurador-geral admite que suicídio de Epstein foi resultado de vários erros

O procurador-geral dos EUA disse, esta sexta-feira, que a morte de Jeffrey Epstein, que se suicidou atrás das grades, foi o resultado de "uma tempestade perfeita de asneiras". Em entrevista à Associated Press, William Barr confessou …

Vegano processa Burger King nos EUA por "contaminação" de hambúrguer

Um cliente vegano interpôs uma ação judicial contra o Burger King nos Estados Unidos, acusando a cadeira de restaurantes de fast-food de lhe ter servido um hambúrguer cozinhado na mesma grelha utilizada para preparar carne. De …

Dono do carro onde seguia Angélico condenado a dois anos de pena suspensa

O dono de um stand da Póvoa de Varzim e a sua ex-mulher foram, esta sexta-feira, condenados a dois anos de prisão, com pena suspensa. Em causa está a falsificação do contrato de compra e venda …