Varoufakis recua na promessa de aumentar salário mínimo

EU Council Eurozone / Flickr

Yanni Varoufakis, ministro das Finanças da Grécia

Yanni Varoufakis, ministro das Finanças da Grécia

Depois de Alexis Tsipras ter dito que não tinha pressa para ceder à vontade dos credores, a Grécia é forçada a recuar. Na nova proposta de Yanis Varoufakis, que vai ser enviada esta quinta-feira, não consta a referência à subida do salário mínimo.

O extremar de posições parecia excluir qualquer possibilidade de acordo, e após a última reunião do Eurogrupo, a Grécia falava mesmo de uma “proposta inaceitável”.

No entanto, a pressão dos mercados obrigou o governo grego a dar um passo atrás nas suas intenções. O ministro das Finanças da Grécia, Yanis Varoufakis, confirmou à televisão alemã ZDF que vai pedir uma extensão do acordo com os credores.

“Temos de estender o acordo dos empréstimos por alguns meses de forma a termos estabilidade suficiente para negociar um novo acordo entre a Grécia e a Europa”, disse Varoufakis, admitindo também que da parte do Eurogrupo “haverá obviamente três ou quatro condições” a que terá de ceder.

Na passada sexta-feira, Varoufakis garantia que “relativamente ao salário mínimo, o Governo irá repô-lo gradualmente até ao nível de 2012 de setembro em diante e após consultar os empregadores e os sindicatos”.

Mas segundo o Dinheiro Vivo, entre as condições em que a Grécia estará disposta a ceder, consta a questão da subida imediata do salário mínimo, de 586 para 751 euros, promessa eleitoral do Syriza que desapareceu do discurso de Varoufakis perante os colegas do Eurogrupo.

Outra das concessões do governo grego diz respeito ao haircut da dívida. Segundo garante o Governo grego, “não será tomada qualquer ação no sentido de um haircut do valor facial dos empréstimos” concedidos pelos credores, uma vez que, pelas contas de Varoufakis “até nem é preciso“.

O objetivo do executivo de Tsipras é ganhar tempo para implementar as reformas prometidas nas eleições para o Parlamento.

Fontes citadas pela agência Reuters garantem, no entanto, que o governo alemão não está aberto a negociar os prazos dos empréstimos à Grécia.

ZAP / Lusa

 

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Lol. Mas estávamos à espera de quê? Que sem ovos a Grécia fizesse deliciosas Omeletes?
    Nááá… Isso é impossível.
    E a seguir, todas as cartas irão cair, os castelos de areia ruir e as promessas adiadas para «Dia de São Nunca à tarde»…. A realidade sobrepõe-se sempre aos melhores sonhos que tenhamos.
    O que escusavam era de andar a atear fogos fátuos por esse mundo fora e agora verem que o que tinham era uma mão cheia de nada e a outra cheia de coisa nenhuma.
    Incendiaram consciências inconscientes que viveram um sonho impossível de realizar.
    Agora resta-lhes seguir o bom exemplo português que tanto nos tem custado a engolir e a pagar.

  2. Qual bom exemplo? o de continuar a explorar os pobres par continuar a pagar rendas à EDP, ou o de continuar a aumentar o numero de ricos á custa da fome da População, ou talvez as PPP que tal dar-lhes mais uns milhões, não custa nada é só cortar mais umas Pensões.

    Povinho triste o nosso, vá continua a a votar nos três partidinhos da vida airada., e sente-se esperando que isto melhore , sente-se por que senão vai cair de cansado.

RESPONDER

Portugal com mais 9 mortes e 757 casos de covid-19

Portugal registou 757 novos casos e nove mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde. Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal registou, nas últimas …

EUA comprometem-se a tomar medidas concretas para resolver diferenças com França

Os Estados Unidos continuam a tentar resolver as diferenças com a França na sequência da crise dos submarinos, com o secretário de Estado a admitir que Washington terá de tomar medidas concretas para reconquistar a …

Portugueses suspeitos de violação em Espanha vão ser libertados

Depois de um recurso inicial ter sido rejeitado por perigo de fuga, um tribunal de instância superior aceitou o pedido de libertação dos dois portugueses que estavam em prisão preventiva desde Julho. Vão ser libertados esta …

Administração da insolvência defende a viabilização da Dielmar

As manifestações de interesse na compra da Dielmar devem ser apresentadas até à próxima segunda-feira. A assembleia de credores está marcada para 6 de Outubro. Segundo revela uma fonte próxima ao Jornal Económico, o administrador da …

FBI emite mandado de detenção a Brian Laundrie, namorado de Gabby Petito

O namorado de Gabby Petito desapareceu três dias depois da jovem também ter sido dada como desaparecida. O jovem de 23 anos está também a ser acusado de fraude bancária. O FBI emitiu esta quarta-feira um …

Cavidade gigante no espaço lança nova luz sobre a formação estelar

Astrónomos que analisaram mapas 3D das formas e tamanhos de nuvens moleculares próximas descobriram uma cavidade gigantesca no espaço. O vazio em forma de esfera, descrito na revista The Astrophysical Journal Letters, abrange cerca de 150 …

Professor que fazia vídeos obscenos foi suspenso

O Ministério da Educação suspendeu o professor de Economia e Direito da Escola Secundária Eça de Queirós, na Póvoa de Varzim, que terá um canal de YouTube com vídeos obscenos. O docente da Secundária Eça de …

Bolsonaro quis apostar caixa de uísque com Boris Johnson por “anticorpos”

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, revelou na quinta-feira que tentou "apostar uma caixa de uísque" com o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, alegando ter mais anticorpos para a covid-19 do que o britânico. A sugestão …

Sondagens, sondagens, sondagens. O que esperar da noite eleitoral

Para além do poder local, muito está em jogo nas próximas eleições autárquicas, com algumas direções nacionais a fazerem depender o seu futuro do resultado alcançado no domingo. Enquanto as urnas não abrem, uma ronda …

Vulcão, La Palma

Vulcão nas Canárias com períodos mais explosivos já devastou 240 hectares

O vulcão Cumbre Vieja, na ilha de La Palma (Canárias) mantém-se ativo, apresentando períodos mais explosivos e tendo já devastado cerca de 240 hectares de terrenos num perímetro de cerca de 16 quilómetros. Dados também fornecidos …