Vários incêndios deflagram em Portugal. Centenas de operacionais estão no terreno

Rodrigo Antunes / Lusa

Este sábado está a ser marcado por vários incêndios que deflagram no território português. Paredes, Vale de Cambra, Cascais e Leiria são algumas das zonas mais afetadas. Centenas de operacionais estão já no terreno a combater as chamas.

Um incêndio numa zona de mato, no concelho de Paredes, distrito do Porto, está hoje a ser combatido por 210 operacionais, apoiados por 58 veículos e sete meios aéreos, após uma “reativação forte”, segundo a Proteção Civil.

Às 12:40, o comandante Pedro Araújo, da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), disse à agência Lusa que este incêndio é fruto de “uma reativação forte”, ocorrida cerca das 05:00 da madrugada, depois do incêndio, que deflagrou pelas 16:53 de sexta-feira, na freguesia de Recarei, ter sido dado como dominado uma hora antes, pelas 04:00 da madrugada.

Este operacional da ANEPC acrescentou que o incêndio tem três frentes ativas, consome uma área de mato e que, até ao momento, não houve habitações em risco.

“A nossa expectativa é a de poder dominar o incêndio nas próximas horas, mas vai depender da capacidade de progressão dos meios no terreno”, explicou o comandante Pedro Araújo.

O incêndio que deflagrou na tarde de sexta-feira na freguesia do Arrabal, distrito de Leiria, dado como dominado à noite, mas que teve hoje uma “reativação forte”, entrou em resolução, segundo a Proteção Civil.

A informação consta na página na Internet da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

Às 12:40, o comandante Pedro Araújo, da ANEPC, disse à agência Lusa que o incêndio, que consumiu uma zona de povoamento, foi dado como dominado pelas 21:32 de sexta-feira, mas teve “uma reativação forte pelas 10:49” de hoje.

Pelas 13:25 estavam empenhados no combate às chamas 107 operacionais, apoiados por 32 viaturas e dois meios aéreos.

Na sexta-feira, este incêndio obrigou, por precaução, à evacuação de uma aldeia, mas hoje não houve essa necessidade, acrescentou o comandante Pedro Araújo.

Um incêndio que lavra hoje na freguesia de Arões, concelho de Vale de Cambra, distrito de Aveiro, mobilizava hoje à tarde mais de 200 operacionais, apoiados por 59 viaturas e oito meios aéreos.

Segundo a página na Internet da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), o incêndio deflagrou às 13:18, na freguesia de Arões, estando a consumir uma área de “povoamento florestal”.

Às 15:05, segundo o ‘site’ da ANEPC, estavam empenhados no combate ao incêndio 205 operacionais apoiados por 59 viaturas e oito meios aéreos.

Militares envolvidos em ações de patrulhamento

O ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, afirmou hoje que os três ramos das Forças Armadas têm cerca de 330 militares envolvidos nas ações de patrulhamento no âmbito da prevenção de fogos florestais.

“A importância é enorme. Nós estamos, nestes dias, numa situação de elevado risco devido às condições meteorológicas e uma das formas de mitigar o risco é, precisamente, ter as patrulhas a acontecerem de forma constante”, afirmou João Gomes Cravinho.

O governante deslocou-se hoje a Rio de Moinhos, Abrantes, para acompanhar uma ação de patrulhamento do Exército, no distrito de Santarém, no âmbito da prevenção de incêndios florestais.

Temos dezenas de patrulhas diariamente. Temos cerca de 330 militares envolvidos dos três ramos [Forças Armadas] com diferentes meios. Do Exército estão mais de uma centena envolvidos em permanência”, afirmou.

Segundo o ministro, este trabalho de articulação permite que os militares estejam no sítio certo e no momento certo para vigiar e para dissuadir e para explicar às populações a importância de estarem atentos a possíveis ignições.

A Marinha e o Exército empenham entre hoje e domingo, 216 militares distribuídos por 24 patrulhas (seis da Marinha e 18 do Exército), em ações de patrulhamento dissuasor em 18 distritos de Portugal continental, de modo a minimizar o risco de incêndios florestais.

Esta mobilização resulta de um pedido da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) ao Estado-Maior General das Forças Armadas.

Além destes, o Estado-Maior General das Forças Armadas (EMGFA) informou hoje que as Forças Armadas têm mais 108 militares, entre elementos da Marinha e do Exército, em tarefas diárias de vigilância das florestas e sensibilização da população até 30 de setembro.

De acordo com o EMGFA, estes 108 militares estarão distribuídos por 36 patrulhas ao abrigo do Protocolo FAUNOS.

O Protocolo FAUNOS, celebrado em 2017 entre as Forças Armadas Portuguesas e o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), contempla a realização de patrulhas por militares das Forças Armadas, na vigilância das áreas mais sensíveis da floresta e na sensibilização da população para a necessidade de adotar comportamentos adequados à prevenção dos fogos, em 14 distritos de Portugal continental, nos quais o ICNF tem responsabilidade, explica o EMGFA.

O ICNF disponibilizou ainda 36 viaturas, uma para cada patrulha.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

O misterioso escurecimento da Betelgeuse foi oficialmente desvendado

A causa da misteriosa perda de brilho da estrela foi causada por uma nuvem gigante de poeira, expelida pela própria supergigante vermelha. O "Grande Escurecimento da Betelgeuse", como passou a ser conhecido, foi um fenómeno que …

Entre cursos de água e "kahns", a Alemanha ainda alberga uma minoria étnica de língua eslava

As nações europeias nasceram e desvaneceram ao longo do tempo, mas há uma minoria étnica de língua eslava que permanece dentro da Alemanha. Lehde é uma pacata vila, com cerca 150 habitantes, de ilhas pantanosas interligadas …

Itália 3-0 Suíça | Squadra Azzurra volta a ganhar e a encantar

A Itália tornou-se hoje a primeira seleção a garantir o apuramento para os oitavos de final do Euro2020 de futebol, ao vencer a Suíça por 3-0, em encontro da segunda jornada do Grupo A, disputado …

Sony apresenta o seu primeiro drone, o Airpeak S1

Há algum tempo que a Sony planeava lançar um drone, agora, é oficial. A empresa de tecnologia apresentou um drone chamado Airpeak S1 que será, muito provavelmente, o primeiro de muitos. A Sony anunciou oficialmente o …

Candidaturas a astronauta da Agência Espacial Europeia encerram na sexta-feira

Os candidatos têm de ter, pelo menos, um mestrado e experiência profissional, serem fluentes em inglês e ter mais de 1,30 metros.  O prazo para apresentação de candidaturas a vagas para novos astronautas da Agência Espacial …

Dois meses no escuro. Valentina Miozzo passou a quarentena sozinha no Ártico

A pandemia de covid-19 foi um duro golpe de solidão forçada para a maioria das pessoas, mas para a italiana Valentina Miozzo foi a oportunidade perfeita para usufruir de alguns momentos a sós. A meio da …

Pedras misteriosas provocam "corrida aos diamantes" na África do Sul

Uma verdadeira "febre de diamantes" assolou a vila de KwaHlathi, na província de KwaZulu-Natal, litoral da África do Sul. Centenas de pessoas, com utensílios caseiros a servir de engenhos de mineração, ocuparam um terreno à …

Designer cria um "terceiro olho" para quem vive agarrado ao telemóvel

Um designer industrial sul-coreano criou, recentemente, um “terceiro olho” para ajudar aqueles que, mesmo em andamento, não conseguem tirar os olhos do telemóvel. O designer industrial Minwook Paeng criou recentemente o The Third Eye ('terceiro olho' …

Depois de Ronaldo e da Coca Cola, Pogba imitou-o com a Heineken (e a UEFA podia castigar Portugal e França)

Após Cristiano Ronaldo ter removido duas garrafas de Coca Cola da mesa onde se sentou para uma conferência de imprensa no Euro 2020, foi a vez do francês Paul Pogba ter feito o mesmo com …

Adeptos portugueses proibidos de entrar na "fan zone" de Budapeste

Momento confuso numa zona da capital da Hungria, na véspera do jogo com Portugal, na estreia no Europeu 2020. A Hungria não escapou ao coronavírus mas, entre os países que recebem jogos do Europeu 2020, é …