“Vão fechar o Tozé”. Mayan corta o cabelo (e alerta para dificuldades dos pequenos empresários)

Manuel de Almeida / Lusa

O candidato presidencial apoiado pela Iniciativa Liberal, Tiago Mayan Gonçalves

O candidato presidencial Tiago Mayan Gonçalves foi esta quinta-feira cortar o cabelo a um barbeiro, no Porto, para alertar para as dificuldades decorrentes do encerramento desta atividade a partir de sexta-feira no âmbito do novo confinamento geral.

Tozé Veloso, instalado na Foz do Douro, há 36 anos que corta o cabelo ao agora candidato presidencial e prepara-se para fechar a barbearia, pela segunda vez no espaço de um ano, devido ao confinamento imposto para travar a pandemia de covid-19.

Precisava de um corte e, como vão fechar o Tozé amanhã (sexta-feira), tinha mesmo de ser hoje”, afirmou o candidato liberal enquanto estava sentado na cadeira do barbeiro.

O tema de conversa foi, inevitavelmente, o encerramento desta atividade. “Na altura [do primeiro confinamento] fechaste sem nada, nadinha né, zero. Pois, a perspetiva é igual agora, não é”, questionou Tiago Mayan Gonçalves.

Tozé Veloso disse não saber se há ajudas disponíveis e apontou que, em março, foi para casa “sem nenhum tipo de apoio”.

“A partir de amanhã [sexta-feira] dezenas de milhares de pequenos empresários como o Tozé, restaurantes, lojas, ginásios vão ter que fechar e ainda não têm resposta sobre que tipo de compensação, pela decisão unilateral do Governo de confinamento, eles terão”, afirmou Tiago Mayan depois do “corte de cabelo presidencial”.

Para o candidato, estas pessoas “são o tecido económico do país” e “são elas que trazem riqueza ao país”, que “garantem o emprego” e que “pagam impostos”.

“E quando continuamente o Governo exige que a fatura do confinamento seja paga pelos mesmos de sempre, por estes empresários e pelos cidadãos, algo está mal. E o Governo tem que, de uma vez por todas, assumir as responsabilidades das suas decisões e dar resposta a estes empresários”, salientou.

Tozé Veloso disse que o primeiro confinamento foi difícil e acredita que, agora, será “ainda pior”. “Vamos ficar um mês sem fazer nada, não sei o que vai ser, se vamos ter alguma ajuda ou não, mas temos de fechar. Não sei se teremos direito a uma alguma coisa, somos pequenos, sou sozinho, por isso não sei”, afirmou o barbeiro.

Após o primeiro confinamento, Tozé Veloso contou que “perdeu muitos clientes”, que “se habituaram a cortar o cabelo em casa à máquina”. Agora, acrescentou, teme que outros fiquem também pelo caminho.

Nestes dias, o barbeiro tem recebido muitos clientes que estão a antecipar o corte de cabelo por causa do confinamento e disse que, para já, não “coloca a hipótese de fechar definitivamente”.

Para Tiago Mayan, o apoio de que se tem “ouvido falar”, o lay-off é uma “medida de apoio de um contexto normal” e, neste “contexto de exceção” reclamou apoios idênticos aos já verificados em outros países, nomeadamente “extraordinários e de injeção imediata e direta e sem burocracias nos setores de atividade afetados”.

O candidato afirmou que o seu barbeiro é um “homem resiliente” e, por isso, disse acreditar que “ele aguentará” e garantiu que, quando reabrir, estará cá para dar o seu apoio.

As novas medidas tomadas pelo Conselho de Ministros para controlar a pandemia de covid-19, entre as quais o dever de recolhimento domiciliário, entrarram em vigor às 0h de sexta-feira.  As exceções que já existiram em março e abril manter-se-ão, “com uma exceção que se prende com o calendário democrático das eleições presidenciais do próximo dia 24 de janeiro e com a necessidade” de não “sacrificar a atual geração de estudantes”, mantendo o “pleno funcionamento dos estabelecimentos educativos.

As eleições presidenciais, que se realizam em plena epidemia de covid-19 em Portugal, estão marcadas para 24 de janeiro e esta é a 10.ª vez que os portugueses são chamados a escolher o Presidente da República em democracia, desde 1976.

Concorrem às eleições sete candidatos, Marisa Matias (apoiada pelo Bloco de Esquerda), Marcelo Rebelo de Sousa (PSD e CDS/PP) Tiago Mayan Gonçalves (Iniciativa Liberal), André Ventura (Chega), Vitorino Silva, mais conhecido por Tino de Rans, João Ferreira (PCP e PEV) e a militante do PS Ana Gomes (PAN e Livre).

  ZAP // Lusa

 

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas estão a plantar mesas de xadrez de corais para restaurar recifes - e contam com a ajuda de garrafas de Coca-Cola

Nas últimas três décadas, os recifes de coral têm sofrido uma grande tensão e consequente destruição, devido ao impacto das alterações climáticas. Agora, os cientistas querem minimizar os danos e já encontraram uma solução. O objetivo …

Belenenses 0-4 Sporting | Melhor o resultado que a lesão

O Sporting, da I Liga, venceu hoje o Belenenses, do Campeonato de Portugal, por 4-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, garantindo o apuramento para a próxima fase da competição. No …

Sintrense 0-5 FC Porto | Dragões goleiam e seguem em frente na Taça

O FC Porto, da I Liga, venceu hoje o Sintrense, do Campeonato de Portugal, por 5-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, e segue em frente na competição. A jogar em …

Nova tecnologia usa calor dos estacionamentos subterrâneos para aquecer apartamentos

A startup Enerdrape, que funciona dentro da Escola Politécnica de Lausanne (EPFL), na Suíça, desenvolveu uma tecnologia que aproveita o calor emanado pelo solo no aquecimento de apartamentos. Quase 60% do aquecimento utilizado nos edifícios residenciais …

Pela primeira vez, um drone transportou os pulmões de um dador em segurança. Voo demorou seis minutos

Pela primeira vez na história da medicina, um drone aéreo transportou os pulmões de um dador com rapidez e segurança entre dois hospitais. O voo, que durou apenas seis minutos, ocorreu no passado dia 25 de …

Grupo de hackers clonou a voz de empresário para roubar 35 milhões de dólares do banco

Um grupo de hackers clonou a voz do diretor de uma empresa, conseguindo assim roubar mais de 35 milhões de dólares de um banco nos Emirados Árabes Unidos. No início do ano passado, o gerente de …

Portugueses comem duas vezes mais do que o recomendando

Os portugueses consumiram, em média, duas vezes mais calorias do que o recomendando para um adulto entre 2016 e 2020, ano em que a pandemia provocou uma redução do consumo de alimentos diário, mas ainda …

Aos 95 anos, a rainha Isabel II terá de abdicar da sua bebida favorita

A monarca foi aconselhada pelos médicos a abdicar do seu habitual martini de fim de dia, em antecipação a uma fase de agenda especialmente preenchida. Com 95 anos, a rainha Isabel II tem tido uma semana …

Médicos vão avaliar estado mental do atacante da Noruega

A investigação ao ataque com arco e flecha que na quarta-feira fez cinco mortos na Noruega reforçou, até agora, a tese de um ato devido a doença, anunciou hoje a polícia norueguesa. “A hipótese que foi …

Há mais de 100 anos, o Hawai teve uma monarquia - mas a força da princesa Ka'iulani não chegou para a preservar

Antes de morrer, com apenas 23 anos, a princesa Victoria Ka'iulani foi a última herdeira da coroa havaiana. A jovem era uma das últimas esperanças em manter a monarquia viva, mas nem a sua determinação …