/

Utentes com apneia do sono foram incluídos nas prioridades da vacina por engano

3

Rungroj Yongrit / EPA

Os utentes com apneia do sono foram erradamente incluídos nos grupos prioritários para vacinação contra a covid-19 em vários pontos do país. Quando o erro foi percebido, já havia pessoas vacinadas.

De acordo com o jornal digital Observador, que avança a notícia esta sexta-feira, a apneia do sono não está incluída na lista de prioridades da vacina, mas vários utentes que sofrem da doença foram erradamente incluídos na lista de prioritários, juntamente com doentes que sofrem de doença respiratória crónica e que precisam de suporte ventilatório ou oxigenoterapia de longa duração.

O plano de vacinação falava em “doença respiratória crónica sob suporte ventilatório” e houve médicos a considerar que apneia do sono estava incluída.

O erro foi detetado ainda em fevereiro, mas, nessa altura, já tinham sido vacinadas algumas pessoas e outras tinham já sido chamadas para receber a vacina.

As autoridades de saúde emitiram uma circular, explicando a exclusão desta doença dos grupos prioritários.

Em declarações ao Observador, Rui Nogueira, médico de Medicina Geral e Familiar, explicou que, dos 1.550 doentes que lhe estão atribuídos, 136 foram selecionadas na primeira fase de vacinação e desses, 59 foram chamados porque sofrem de apneia do sono.

Os restantes 77 pertencem aos grupos definidos inicialmente: mais de 50 anos e doenças associadas, como insuficiência renal, doença pulmonar obstrutiva crónica, insuficiência cardíaca, doença coronária ou doença respiratória crónica sob suporte de ventilador ou de oxigénio.

“Quando vieram esclarecer este aspeto, eu diria que já era tarde, porque alguns dos doentes já estavam listados e já tinham sido vacinados”, disse Rui Nogueira.

Tendo em conta que o plano de vacinação, divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS) no ano passado, refere apenas que estão incluídos utentes com doenças respiratórias crónicas sob suporte ventilatório, alguns médicos podem ter pensado: “O que é a apneia? Não é uma doença respiratória crónicas sob suporte ventilatória?”.

“Não deviam ter publicitado a lista sem ser aferida, uma coisa é incluir quem não estava, outra mais difícil é tirar. A inclusão dos doentes é fácil, a retirada é que não. As pessoas não percebem. O pecado original é terem divulgado as listas sem os médicos [as verem]”, disse o médico.

A equipa de coordena o plano de vacinação, por sua vez, não assume qualquer erro e admite apenas que tenham sido vacinadas pessoas com apneia do sono por também sofrerem de “alguma das doenças priorizadas para a Fase 1”. A task force liderada pelo vice-almirante Henrique Gouveia e Melo diz que só por isso “é provável que também já tenham sido vacinadas pessoas com Apneia do Sono”.

  ZAP //

3 Comments

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE