Universidade garante que estudo sobre SIRESP não é do instituto que o assina

A Universidade de Aveiro recusa que o Instituto de Telecomunicações seja o autor do relatório entregue ao Governo e que arrasa o Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP).

De acordo com a TSF, o documento mostra que o documento enviado ao Ministério da Administração Interna é apresentado como sendo feito pelo Instituto de Telecomunicações (IT) e além do símbolo do IT são apresentados, entre outros, os símbolos da Universidade de Aveiro, do Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa e da Altice Labs (uma empresa de inovação tecnológica do grupo Altice que ainda é dono da maioria do SIRESP).

O IT é uma organização privada, não lucrativa, de interesse público que resulta de uma parceria de nove instituições, entre elas várias universidades e algumas empresas de tecnologia como a Altice Labs.

Porém, o reitor da Universidade de Aveiro, Paulo Jorge Ferreira, disse à TSF que não é correto apresentar o IT e a sua Universidade como autores do estudo sobre o SIRESP pois nunca este instituto foi convidado pelo Governo a fazer esse trabalho.

Paulo Jorge Ferreira admite que é verdade que o presidente do IT presidia também ao grupo de trabalho nomeado pelo Governo, mas sublinha que tal como outros nomes Carlos Salema não foi nomeado nessa qualidade, mas sim a título pessoal enquanto especialista no assunto.  Carlos Salema é professor do Instituto Superior Técnico e presidente da Academia das Ciências e no despacho nunca é referido o Instituto de Comunicações.

O reitor da Universidade de Aveiro admite que espera um esclarecimento para que se perceba o que se passou pois garante que o IT não teve nada a ver com o estudo.

No dia 27 de junho, Salema reagiu às críticas do presidente da Altice Portugal, que considerou que o relatório do grupo de trabalho demonstra “um profundo desconhecimento” da realidade do país e até alguma “ignorância”.

“As soluções que propusemos são muito mais seguras do que as soluções atuais da Altice, sobretudo em regiões sujeitas a fogos florestais”, disse aos jornalistas o presidente do grupo de trabalho, após ter apresentado na Comissão parlamentar de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias as conclusões de um relatório sobre o SIRESP.

O mesmo responsável avançou que o grupo de trabalho propõe como solução alternativa “a utilização de infraestruturas públicas de comunicações”. Questionado se esta solução é mais barata, respondeu que não estudam custos, mas que “é muito seguro”.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Independetemente de ter sido feito a título pessoal, ou não, está visto que o relatório está bem feito e pôs a mão na ferida – até porque a Altice tem feito tudo para o descredibilizar!…

RESPONDER

Acordo para o Brexit garante milhões aos homens mais ricos do Reino Unido

Os três homens mais ricos do Reino Unido acabaram de ficar mais ricos apenas com o acordo entre o Governo de Boris Johnson e a União Europeia para o Brexit. O anúncio de acordo fez …

Funcionários da Groundforce julgados por furto de malas no Aeroporto de Lisboa

23 funcionários da Groundforce vão ser julgados por furto de centenas de objetos tirados de dentro de bagagens no Aeroporto de Lisboa. 23 funcionários da Groundforce, que trabalhavam no Aeroporto de Lisboa até 2016, vão ser …

Clássico entre Barcelona e Real Madrid adiado

As duas equipas espanholas têm de chegar a um acordo para uma nova data, até à próxima segunda-feira, para a realização do clássico da 10.ª jornada. O jogo FC Barcelona-Real Madrid, agendado para 26 de outubro, …

Dez escolas fechadas em Lisboa por protestos contra falta de funcionários

As 10 escolas do Agrupamento Vergílio Ferreira, em Lisboa, não abriram as portas, esta sexta-feira, devido a um protesto de trabalhadores não docentes, revoltados com a falta de pessoal. A paralisação irá prolongar-se durante toda …

"Casillas apoiou-me desde o momento em que cheguei", diz Marchesín

O guarda-redes argentino falou da sua adaptação ao novo clube, destacando que o seu antecessor, do qual não esconde a sua grande admiração, o apoiou desde que chegou ao FC Porto. Na semana passada, Agustín Marchesín …

Zoo de Paris apresenta Blob, uma estranha criatura amarela sem cérebro e com quase 720 sexos

O zoológico de Paris exibe desde esta quarta-feira um estranho organismo unicelular criado em laboratório: parece um fungo, mas interage como um animal. De acordo com a agência AFP, a estranha criatura, batizada de bolb (bolha), …

Apesar das críticas, Venezuela conquista um lugar no Conselho de Direitos Humanos da ONU

A Venezuela conquistou um assento no Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, depois de uma votação, esta quinta-feira, na Assembleia Geral da ONU. O Brasil ficou com a outra vaga destinada aos países da …

Amália Rodrigues apoiou secretamente a causa antifascista

A fadista Amália Rodrigues, que chegou a ser acusada de estar ao serviço do Estado Novo, financiou presos políticos e apoiou a causa antifascista durante a ditadura, revela uma investigação publicada pela revista Visão Biografia. Numa …

FC Porto pode ser obrigado a criar equipa de futebol feminino

A UEFA deverá obrigar todas os emblemas que participem nas competições europeias a ter uma equipa de futebol feminino. O objetivo é promover o desporto e aumentar o número de jogadoras. O FC Porto pode vir …

Há novas suspeitas no negócio do lítio. João Galamba rejeita ilegalidades

A aprovação da concessão de exploração de lítio em Cepeda, no concelho de Montalegre, à empresa Lusorecursos Portugal Lithium continua envolta em polémica. Desta vez, surgem suspeitas de ilegalidades relacionadas com divergências no capital social …