Grupo que analisou SIRESP acusa Altice de sonegar informação

Miguel A. Lopes / Lusa

Os peritos apontam dedo à operadora da rede de comunicações de emergência por falta de colaboração, e à gestora, por não saber como funciona a rede.

O grupo de trabalho nomeado pelo Governo para analisar o futuro do SIRESP após 2021 acusou a Altice Portugal de sonegar informação sobre o fucionamento do sistema. A operadora não só não deu a documentação que lhe foi exigida, como obrigou os peritos a não contarem o episódio, avança o Jornal de Notícias.

O grupo, liderado por Carlos Salema, presidente do Instituto de Telecomunicações, escreveu no relatório que, quando pediu à Altice o plano de ligação da “infraestrutura física que suporta a rede SIRESP”, a empresa “recusou fornecer essa informação“, classificando-a de “sensível”. A empresa enviou depois “um ficheiro” que “não incluía” nada.

Além disso, a entidade gestora do SIRESP também foi questionada, mas revelou que “não tem qualquer conhecimento sobre a forma como a rede está construída a nível físico”.

Esta quinta-feira, numa audição pedida pelo PCP, Carlos Salema apontou o dedo a Alexandre Fonseca, presidente da Altice Portugal. “Obrigou-nos a assinar um ‘non-disclosure agreement’ [acordo de confidencialidade]. Mas não me deu nada. Deu-me uma linha reta entre o sítio onde estava a estação e o destino. Fiquei na mesma”, disse, admitindo-se sem “poderes para pedir esses documentos”.

Alema referiu ainda que a Altice se enganou a considerar que o grupo iria recomendar o enterramento de cabos. “Nunca iria propor. Custaria 10 vezes mais.”

No Parlamento, o coordenador do estudo falou ainda sobre o sistema de redundância por satélite, uma das recomendações feitas, e afirmou que este não é garantia de solução para as falhas na rede, uma vez que “só permite até um total de 60 estações-base ao mesmo tempo”, quando a rede tem quase 500.

“Só há um fornecedor [Altice Portugal] colocado com um satélite e não há qualquer controlo do Estado em relação àquele fornecedor único. Se houver uma desgraça…”, estimou, garantindo que, após os incêndios de 2017, “não houve enterramento específico” dos cabos que arderam.

O relatório concluiu que dos distritos de Viana do Castelo, Vila Real e Bragança não cumprem o critério de 99% de cobertura da rede.

Em relação a 2021, altura em que termina a parceria público-privada que levou à criação da rede nacional de comunicações de emergência e socorro, há duas recomendações que se destacam.

Por um lado, a transição da rede deve ser suave, independentemente de como o Estado assumirá a posse, e o nome deve mudar, já que a atual designação “está erodida” pelas falhas apontadas à rede. O nome sugerido é CESN, Comunicações de Emergência e Segurança Nacionais.

O relatório foi entregue ao Governo há mais de um mês. O documento tem 47 recomendações para implementar depois do verão de 2021, cujo custo financeiro do investimento total pode variar na altura entre os 20 e 25 milhões de euros.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Este é o primeiro aeroporto 5 estrelas do mundo devido aos seus protocolos contra covid-19

A Skytrax, órgão que examina e classifica aeroportos em todo o mundo, costuma chamar a atenção do setor pelo menos uma vez por ano, durante a sua cerimónia de prémios. Este ano, o World Airline Awards, …

Há alguma ligação entre stress, insónias e sistema imunitário? Estudo americano sugere que sim

Um estudo realizado por neuro-cientistas da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, sugere que poderá existir uma relação entre o stress, as insónias e um fraco sistema imunitário. Investigadores do laboratório Cold Spring Harbor e da …

Governador das Filipinas diz que cantores de karaoke prejudicam combate à pandemia

Um governador de uma província das Filipinas voltou a sua atenção para um grupo de pessoas que, segundo ele, estão a prejudicar a luta contra a pandemia: cantores de karaoke. Numa publicação no Facebook na madrugada …

Histórico: Filipe Albuquerque vence 24 Horas de Le Mans e sagra-se campeão mundial de LMP2

O português Filipe Albuquerque, da United Autosports, venceu este domingo as 24 Horas de Le Mans em automobilismo, na categoria LMP2, a segunda mais importante, e sagrou-se campeão mundial de resistência a uma corrida do …

Convenção do Chega chumba (duas vezes) lista de André Ventura para a direção nacional

A proposta do presidente do Chega, André Ventura, para a direção nacional do partido foi hoje chumbada na convenção que decorre em Évora, ao não conseguir reunir os dois terços dos votos dos cerca de …

Portugal com mais 13 mortos e 552 novos casos nas últimas 24 horas

Portugal contabiliza hoje mais 13 mortos relacionados com a covid-19 e 552 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo os dados a DGS, a região …

TikTok anuncia acordo com Oracle e Walmart e adia proibição nos EUA

A aplicação TikTok, detida pela sociedade chinesa ByteDance e ameaçada de ser proibida nos Estados Unidos, anunciou este domingo um acordo de princípio com a Oracle, como parceiro tecnológico, e com a Walmart, em termos …

As gaivotas são inoportunas? Saiba que as suas fezes podem valer mil milhões de dólares

Afinal, as gaivotas podem ser animais bem mais interessantes do que aquilo que a maioria das pessoas pensa. É que as suas fezes são muito valiosas e os seus nutrientes fertilizam campos agrícolas e recifes …

Super-vulcão Yellowstone registou 91 terramotos em apenas 24 horas

Os vulcanólogos têm andado atentos ao super-vulcão localizado no Parque Nacional de Yellowstone, nos Estados Unidos. O Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) relatou recentemente a ocorrência de 91 terremotos em apenas 24 horas. Estes …

Cartoonista alemão Frank Hoppmann é o vencedor do 15.º World Press Cartoon

O 'cartoonista' alemão Frank Hoppmann, com a caricatura do primeiro-ministro britânico Boris Johnson, é o vencedor da 15.ª edição do World Press Cartoon, foi hoje anunciado nas Caldas da Rainha, na cerimónia de entrega de …