United impediu passageiras de viajar de leggings (e acha que fez bem)

A United Airlines impediu que duas raparigas embarcassem num voo, este domingo, por não cumprirem o código de indumentária da companhia ao usarem leggings. O caso gerou polémica no Twitter, pelo facto de as raparigas terem sido obrigadas a trocar de roupa para entrarem no avião.

Shannon Watts, fundadora do grupo Moms Demand Action, condenou rapidamente a situação, considerando a atitude da companhia aérea “arbitrária e sexista”.

“Gostaria que percebessem que, nos dias que correm, as leggings já fazem parte do guarda-roupa na América”, afirmou Shannon Watts ao Washington Post, garantindo que o uso de leggings nos dias de hoje “não é inapropriado nem sexual”.

A apresentadora Chrissy Teigen e os atores Patricia Arquette e LeVar Burton também se manifestaram nas redes sociais contra a companhia aérea.

“Já voei com a United literalmente sem calças. Apenas com uma camisola a fazer de vestido. Da próxima vez, vou usar apenas calças e um cachecol”, garantiu Chrissy Teigan no Twitter.

No entanto, o porta-voz da United Airlines, Jonathan Guerin, já confirmou ao jornal que as duas jovens não foram autorizadas a embarcar porque viajavam com um cartão de funcionário da companhia aérea e “não estavam de acordo com a política de vestuário da empresa para usufruírem do benefício de viajar”.

“As duas passageiras não teriam sido rejeitadas por estarem de legging se tivessem pago pelas passagens”, afirmou Guerin, sublinhando que “os passageiros regulares não são barrados porque vestem leggings ou calças de yoga, mas as pessoas que voam com benefícios têm que seguir algumas regras”.

“Um dos benefícios de trabalhar para uma companhia aérea é que os nossos funcionários podem viajar pelo mundo, e podem estender esse privilégio a quem chamamos “pass riders”, que são familiares ou amigos (…). Quando aproveitam este benefício, todos são considerados representantes da United. E, como a maioria das empresas, temos um código de indumentária que pedimos que seja seguido. Para os nossos clientes habituais: as vossas leggings são bem-vindas”, destacou a United Airlines em comunicado.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Quem conhece a história dos transportes e é um pouco mais velho, sabe que o uso de roupas era fundamental no interior das aeronaves e navios. Entretanto, hoje, com os passageiros com chinelos e bermudas, calças colantes, transparentes etc. uma medida como a cobrada pela United vira notícia e os jornais, a falta do que noticiar, abusam nas críticas. Não tardará a surgir uma companhia aérea que copiando suas congêneres marítimas, crie vôos somente para clientes desnudos, homossexuais ou heterossexuais convictos, travestís, drag-queens etc. etc.

RESPONDER

Há mais 11 mortes e 374 novos casos de infecção (300 são na Grande Lisboa)

Portugal regista hoje mais 11 mortos devido à doença covid-19 do que na quinta-feira e mais 374 infectados, dos quais 300 na Região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo o boletim da Direcção-Geral da …

Gestão da pandemia: PGR francesa vai abrir investigação judicial a PM e ministros

Em causa estão 90 queixas contra o anterior chefe do Governo Edouard Philippe, e os ministros Olivier Véran e Agnès Buzyn, tendo 53 delas sido examinadas e nove consideradas admissíveis para seguirem eventualmente para tribunal. O …

Benfica perto de garantir Taremi e Helton Leite para a próxima época

O SL Benfica está perto de assegurar as contratações do avançado do Rio Ave, Mehdi Taremi, e do guarda-redes do Boavista, Helton Leite, para a próxima temporada. Mehdi Taremi e Helton Leite deverão ser reforços do …

Operação Marquês. Ivo Rosa não marca data de início do julgamento

O juiz de instrução Ivo Rosa optou por não marcar data de início do julgamento dada a complexidade do processo da Operação Marquês. O anúncio foi feito no final do debate instrutório, esta sexta-feira. "É manifesta …

Bolsonaro veta obrigatoriedade do uso de máscaras em lojas e igrejas

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, vetou hoje parte de uma lei que estipulava o uso obrigatório de máscaras em órgãos públicos, lojas, indústrias, templos religiosos e locais fechados em que haja concentrações de pessoas. O …

Benfica insiste em Jorge Jesus e está disposto a esperar pelo treinador

Jorge Jesus continua a ser a principal ambição de Luís Filipe Vieira para o cargo de treinador do SL Benfica. Tanto que o presidente das 'águias' mostra-se disponível para esperar. Não é segredo para ninguém que …

Wigan declara falência devido à covid-19. Há sete anos venceu a Taça de Inglaterra

O Wigan Athletic declarou falência, esta quarta-feira, apenas um mês depois de um consórcio de Hong Kong ter assumido o clube. Em causa está o impacto económico que a pandemia de covid-19 teve nas contas …

China parece ter controlado segunda vaga de coronavírus em 21 dias, sem registar mortes

A China parece ter controlado a segunda vaga de covid-19 após um surto que começou num mercado de Pequim, em junho, e que levou a pelo menos 328 novos casos e ao encerramento parcial da …

Guerra aberta pelo ouro da Venezuela em Inglaterra. Maduro ordena investigação ao "roubo"

Nicolás Maduro, Presidente da Venezuela, ordenou uma "investigação penal" ao que denomina "o roubo de ouro venezuelano" que está depositado no Banco Central de Inglaterra. Esta é a resposta do governante depois de o Tribunal …

Hospitais da Papua-Nova Guiné recusam atender grávidas. Médico aconselha mulheres a evitar gravidez

Um obstetra da Papua-Nova Guiné aconselhou as mulheres daquele país a não engravidarem nos próximos dois anos, revelando que o medo de transmissão do coronavírus tem levado os hospitais a recusarem atender grávidas. Segundo noticiou esta …