União Europeia vai limitar roaming grátis a 90 dias por ano

Ed Yourdon / Flickr

-

O roaming vai mesmo acabar em junho do próximo ano mas Bruxelas quer evitar abusos. Por isso, os consumidores deverão apenas ter acesso a esta modalidade durante 30 dias consecutivos e num total de 90 dias por ano.

Os cidadãos que viajam frequentemente dentro da União Europeia terão de ter cuidado quando chega a altura de usar o telemóvel, avança o El País esta terça-feira.

É que apesar de estar previsto que o roaming vai mesmo acabar a partir de 15 de junho de 2017, parece que Bruxelas quer impor alguns limites para evitar abusos.

A proposta inicial da Comissão Europeia, a que chama de política do “uso razoável”, prevê que os cidadãos que viajam no espaço europeu fiquem isentos de pagar roaming mas com regras.

Segundo o jornal espanhol, que teve acesso exclusivo à proposta, os utilizadores só ficam isentos do pagamento de taxas num período de 30 dias consecutivos e num total de 90 dias por ano.

Esta é a forma encontrada por Bruxelas para evitar abusos como, por exemplo, a tentativa de um cidadão europeu conseguir melhores tarifários num determinado país do que no país de origem.

De acordo com estas diretrizes, cada vez que um cidadão viaje para outro país da UE deve voltar a iniciar sessão no seu telemóvel com a rede doméstica, pelo menos uma vez a cada 30 dias, se não quiser pagar mais roaming.

O programa, que já foi batizado de “roaming como em casa”, também impõe limites a cidadãos que possuem planos de telecomunicações com chamadas e bónus de dados ilimitados, conta o diário.

Para saber se essas chamadas não estão sujeitas ao roaming, o operador deverá oferecer um pacote consistente com o consumo médio de chamadas dos clientes desse tarifário em concreto.

Assim, se a média é de, por exemplo, 100 minutos por mês, a companhia poderia cobrar taxas se o cliente passar ao minuto 101, mesmo que o período anual de 90 dias não se tenha ainda esgotado.

Segundo o El País, a única exceção prevista nesta proposta são os trabalhadores transfronteiriços.

Ou seja, no caso de um cidadão que viva em Portugal mas que vai todos os dias a Espanha para trabalhar esse limite de 90 dias não conta.

Desde 30 de abril que se começou um período de transição para o fim do roaming, com as tarifas a baixar cerca de 75% em alguns casos, escreve o jornal espanhol.

Por outro lado, alguns operadores, como é o caso da Vodafone, decretaram logo a eliminação das tarifas no estrangeiro em alguns dos seus tarifários.

FM, ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Muito bem…
    Mais uma vez, a Comissão Europeia a vergar-se aos interesses das multinacionais (Vodafone, etc) e contra os europeus!…

  2. Sim, isso é que é: futebol e futebol e futebol…… o pais arde, arde, roto de chamas, valentões… o povo mais parvo da Humanidade…… pena nao arderem também, desaparecerem, escarro da Humanidade e vêm falar de bola…. a merda da bola…

RESPONDER

Parlamento aprovou Constitucional em Coimbra (mas PS ainda pode chumbar a saída de Lisboa)

O Parlamento aprovou, na generalidade, a proposta do PSD para transferir o Tribunal Constitucional (TC) e o Supremo Tribunal Administrativo (STA) de Lisboa para Coimbra. Mas a mudança só poderá ser concretizada depois da votação …

Concluídas obras de segurança e consolidação da catedral de Notre-Dame em Paris

A fase de segurança e consolidação da catedral de Notre-Dame, em Paris, quase destruída num incêndio há mais de dois anos, terminou, dando lugar à etapa de restauro, anunciaram este sábado as autoridades. Em 15 de …

Certificados de vacinação emitidos por países terceiros reconhecidos para viagens aéreas

Os certificados de vacinação e de recuperação emitidos por países terceiros passam a ser reconhecidos para viagens aéreas, deixando de ser exigido teste negativo e quarentena quando esta seja aplicável em função da respetiva origem, …

Rui Costa, Benfica

Acções do Benfica com comissão milionária a Carlos Janela. Em AG muito quente, sócios gritaram, mas não puderam votar

A Assembleia-Geral (AG) Extraordinária do Benfica de sexta-feira à noite foi muito quente, com cânticos, protestos e pedidos de demissão dos sócios. Enquanto isso há novos dados sobre o negócio de venda das acções do …

"Não tem passado de figurante". Fenprof diz que sistema educativo bloqueava se dependesse do ministro

O secretário-geral da Federação Nacional dos Professores (Fenprof), Mário Nogueira, considerou, esta sexta-feira, que sistema educativo em Portugal já tinha bloqueado se dependesse do trabalho do ministro da Educação e do Governo, realçando que o …

País "esqueceu-se de que existe engenharia". Especialistas criticam recomendação da DGS para ventilação nas escolas

Recomendações da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a ventilação nas escolas ficam aquém do que seria necessário, dizem especialistas. Tendo em conta que a covid-19 se transmite por aerossóis, é importante que exista uma boa ventilação …

O "ar salazarento" dos ministros na campanha do PS. Temido usou carro do Governo e pode ter cometido crime

A presença de ministros na campanha dos candidatos socialistas às autárquicas está a causar polémica, sobretudo no Porto, com Rui Moreira a criticar "o ar salazarento de chapelada" do PS. Marta Temido, ministra da Saúde, …

Ataques aéreos dos EUA mataram até 48 mil civis em 20 anos. Pentágono admite morte de civis em Cabul

Uma investigação independente concluiu que entre 22 mil e 48 mil civis morreram vítimas de ataques aéreos das forças dos EUA desde o 11 de Setembro. O Pentágono admitiu também que o ataque a um …

Fernando Pimenta é campeão do mundo em K1 1.000 (e aponta a "mais medalhas" do que os golos de Ronaldo)

O canoísta Fernando Pimenta sagrou-se campeão mundial de K1 1.000 metros, ao bater o húngaro Balint Kopasz na final, nos Mundiais de Copenhaga, aumentando para dois os pódios de Portugal na Dinamarca. Na pista quatro, Pimenta …

MNE garante que todos os afegãos que trabalharam com o Exército português foram retirados do país

O ministro dos Negócios Estrangeiros garantiu esta sexta-feira que o Governo apoiou a retirada de todos os afegãos que trabalharam com as forças portuguesas no Afeganistão, reconhecendo ser "provável" alguns não terem respondido aos contactos. "Nós …