Um terço das emissões de carbono é produzido por apenas 20 empresas

Apenas 20 empresas partilham entre si a responsabilidade por 35% de todo o dióxido de carbono (CO2) e metano (gases de efeito estufa) emitidos no mundo através do consumo de energia – um valor combinado que ronda os 480 mil milhões de toneladas de equivalente em dióxido de carbono emitidas desde 1965.

Segundo noticiou na quarta-feira o Público, citando uma reportagem do Guardian, os dados foram revelados com a nova atualização do Instituto da Responsabilidade Climática dos Estados Unidos da América.

A lista das empresas da área da energia mais poluidoras é encabeçada pela Saudi Aramco, petrolífera estatal da Arábia Saudita que, sozinha, produziu 59,26 mil milhões de toneladas de equivalente em dióxido de carbono durante o período em estudo – ou seja, 4,38% dos gases de efeito estufa emitidos entre 1965 e 2017.

Mas na lista há outros nomes conhecidos, como as privadas Chevron (43.35 mil milhões), BP (34.02 mil milhões)​​ e Shell (31.95 mil milhões), ou ainda as públicas Gazprom russa (43.23 mil milhões)​ ou Petrobras brasileira (8.68 mil milhões). Neste estudo, 12 empresas são estatais e responsáveis por 20% de todas as emissões entre 1965 e 2017.

Do lado dos privados, a Chevron surge em primeiro lugar como a maior poluidora, seguida da Exxon (41.90 mil milhões)​​, da BP e da Shell. Só estas quatro empresas (das oito privadas listadas) são responsáveis por 10% de todas as emissões de carbono desde 1965.

A análise ficou a cargo de Richard Heede do Instituto da Responsabilidade Climática, que tem vindo a atualizar os dados ano após ano, baseando-se nos relatórios anuais de produção de petróleo, gás natural e carvão.

Da lista das 20 empresas fazem igualmente parte a National Iranian Oil Co (35.66 mil milhões)​, a Coal India (23.12 mil milhões), a Pemex (22.65 mil milhões), a Petróleos de Venezuela (15.75 mil milhões), a Peabody Energy (15.39 mil milhões), a ConocoPhillips (15.23 mil milhões) e a Abu Dhabi National Oil Co (13.84 mil milhões).

A lista é composta ainda pela Kuwait Petroleum Corp (13.48 mil milhões), pela Iraq National Oil Co (12.60 mil milhões), pela Total SA (12.35 mil milhões), pela Sonatrach (12.30 mil milhões) e pela BHP Billiton (9.80 mil milhões).

As emissões de carbono e metano são calculadas com base nesses dados, ao longo de toda a cadeia de distribuição – da extração ao uso final. O ano de início desta análise, 1965, não foi escolhido ao acaso: de acordo com Richard Heede, nesse ano já eram conhecidos os impactos ambientais dos combustíveis fósseis junto dos líderes da indústria e políticos.

Nesta atualização, conclui-se que 90% das emissões foram causadas pelo uso dos produtos do petróleo, como gasolina ou gás natural, e 10% pela extração, refinaria e distribuição.

O Guardian tentou contactar as empresas mencionadas no estudo, mas nem todas se mostraram disponíveis para comentar e apenas sete responderam. As que responderam alegaram não serem diretamente responsáveis pela forma como os seus produtos são usados pelos consumidores finais.

Várias disseram aceitar o consenso científico em torno das alterações climáticas e algumas afirmaram apoiar os objetivos do Tratado de Paris – limitação da subida da temperatura bem “abaixo dos dois graus Celsius” e a continuação dos esforços para “limitar o aumento da temperatura a 1,5 graus Celsius” em relação aos níveis pré-industriais.

Outras não aceitaram a responsabilidade: a PetroChina (15.63 mil milhões), por exemplo, disse ser uma empresa separada da sua antecessora, Petróleo Nacional da China, e por isso não se responsabiliza pelas suas emissões históricas.

Ouvido pelo Guardian, Richard Heede considera que todas estas empresas tiveram “uma responsabilidade moral, financeira e legal significativa pela crise climática e um encargo proporcional para ajudar a tratar o assunto”.

ZAP // //

PARTILHAR

RESPONDER

Igreja Católica suspende missas a partir deste sábado

A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) determinou, esta quinta-feira, a suspensão das missas em todas as igrejas a partir de sábado. Em comunicado, citado pelo jornal online Observador, a Conferência Episcopal Portuguesa determinou a suspensão da celebração …

Cordeiro e Cravinho juntam-se a Ana Gomes. Candidata diz que voto em Marcelo "não é digno do PS de Mário Soares"

Esta quarta-feira, Duarte Cordeiro manifestou o seu apoio a Ana Gomes, que lembra ser a única candidata do seu partido. Da mesma forma, João Cravinho saudou a "nossa candidata à Presidência". "A Ana é do meu …

PSP suspende gozo de férias. Agentes pré-reforma podem ser mobilizados para fiscalizar confinamento

A Direção Nacional da Polícia de Segurança Pública (PSP) suspendeu o gozo de férias na instituição, num momento em que Portugal cumpre um novo confinamento geral para travar a subida de casos, internamentos e mortes …

Manuel Alegre diz que "Geringonça" ficou aquém das expectativas e critica "meias medidas" no combate à pandemia

O dirigente histórico do PS Manuel Alegre considera que a solução política de esquerda, a Geringonça, ficou aquém das expectativas, resumindo-se a uma mercearia à volta do OE, e critica as "meias medidas" no combate …

FIFA "veta" Superliga europeia e ameaça excluir clubes e jogadores de torneios

Em comunicado, a FIFA avisou que na eventualidade da criação de uma Superliga europeia, o organismo que tutela o futebol a nível mundial não reconheceria a competição. Além disso, haverá represálias para os clubes que …

TAP inicia processo para reduzir custos com pessoal. Parlamento chumbou auditoria à gestão privada

A administração da TAP deu início, na quarta-feira, ao processo de alterações aos acordos de empresa (AE) em vigor, com o objetivo de reduzir os custos com pessoal. O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da …

Há profissionais do SNS a ter que devolver o prémio de desempenho da covid-19

Há profissionais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) que estão a ser obrigados a devolver o prémio de desempenho atribuído pelos serviços prestados durante o primeiro estado de emergência. A situação é reconhecida, por exemplo, pelo …

É preciso "fechar tudo". Casos da variante inglesa aumentam e INSA apela ao "cumprimento rigoroso" do confinamento

O Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge (INSA) apelou ao “cumprimento escrupuloso” das medidas de confinamento dado que se observa um aumento da prevalência da variante inglesa em Portugal, estimada em cerca de 13%. O INSA, …

Real Madrid eliminado da Taça por equipa do terceiro escalão. Zidane estará de saída

Zidane estará de saída do Real Madrid no final da temporada. A eliminação da Taça do Rei por uma equipa do terceiro escalão terá sido a última gota de água. O Real Madrid foi, esta quarta-feira, …

"Se fue Donald Trump", festejou Maduro. As reações dos líderes mundiais à posse de Biden

No dia em que Joe Biden tomou posse como 46.º Presidente dos Estados Unidos, foram várias as reações dos restantes líderes mundiais, da Venezuela a Taiwan. Na Venezuela, o Presidente Nicolás Maduro não escondeu a sua …