//

Um século depois, o apito do “herói do Titanic” é exibido pela primeira vez (e vai a leilão)

Henry Aldridge & Son

Em abril de 1912, o RMS Titanic afundou no Oceano Atlântico com mais de 1.500 passageiros a bordo. Uma coleção inestimável de objetos pertencentes a um oficial heróico que sobreviveu ao naufrágio vai agora a leilão.

De acordo com a Fox News, os objetos pertenciam a Harold Lowe. Conhecido como um dos heróis do trágico incidente, Lowe não só serviu como o denunciante do desastre marítimo, como também comandou o 14.º barco salva-vidas e resgatou sobreviventes das águas geladas.

Depois de levar os passageiros no seu barco salva-vidas e deixá-los em segurança, Lowe foi o único oficial a voltar aos destroços para tirar mais sobreviventes da água.

Lowe, nascido no norte do País de Gales, tinha 29 anos na época e permaneceu um marinheiro após o incidente. Morreu em 1944 aos 61 anos. Esta será a primeira vez que um dos seus objetos é leiloado.

“Harold Lowe foi, sem dúvida, um dos heróis do desastre do Titanic“, disse o leiloeiro Andrew Aldridge, da casa de leilões britânica Henry Aldridge & Son.

Henry Aldridge & Son

Nenhum outro oficial se atreveu a voltar para os destroços, uma vez que temiam que os sobreviventes desesperados e congelantes dominassem os barcos. A bravura única de Lowe é comemorada desde então, impregnando mesmo no seu apito um profundo significado.

O apito, com a gravação “Tenente H.G. Lowe RNR” (Reserva Naval Real), é listado com uma estimativa de pré-venda de 2.526 a 3.788 dólares. A vasta lista de objetos do leilão também inclui uma fotografia assinada dos oficiais do Titanic a bordo do navio de resgate Carpathia, os 13 oficiais que sobreviveram ao desastre, e um telescópio.

A imagem é assinada pelos 13 homens e pelo capitão dos Carpathia, Arthur Rostron. Atualmente, tem uma estimativa de pré-venda de 7.578 a 12.628 dólares – um aumento notável se comparado com o preço do apito de Lowe.

O arquivo também inclui um telescópio dado a Lowe por uma das sobreviventes, que foi inscrito com “Para Harold G. Lowe … O verdadeiro herói do Titanic”. Foi entregue a Lowe por uma mulher que Lowe resgatou do mar naquela noite.

Além disso, uma aguarela que Lowe pintou do Titanic e o seu certificado de competência como mestre do navio devem obter somas substanciais.

“Estes objetos nunca foram vistos nem leiloados antes”, disse Aldridge. “Harold é venerado pela comunidade do Titanic como o oficial que voltou [aos destroços]”.

No total, o arquivo de objetos deverá render cerca de 75 mil dólares quando o leilão terminar em 20 de junho.

Considerado o navio mais luxuoso e seguro do mundo, o Titanic naufragou com mais de 1.500 pessoas a bordo na madrugada de 15 de abril de 1912, depois de colidir com um icebergue. A embarcação fazia a sua viagem inaugural, depois de partir de Southampton, em Inglaterra, com destino a Nova Iorque, nos Estados Unidos.

O RMS Titanic está submerso há mais de 100 anos, a cerca de 600 quilómetros da costa de Newfoundland, no Canadá.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.